Campeonato Brasileiro

Copa do Brasil

WWE

Postagens Recentes

Kyle Busch vence em Bristol

23:57:00 Adicionar Comentários

Kyle Busch fez sua última prova da Truck Series em 2017 - pois por regulamento, um piloto que não compete de forma integral na categoria, pode correr por apenas sete etapas na temporada regular, e não pode competir em provas válidas pelos playoffs -, e deixou mais uma vitória registrada. Foram 109 voltas lideradas ao todo, sendo a quinta vitória no Bristol Motor Speedway, terceira na temporada e 49ª da carreira.

Mas sua vitória teve grau de dificuldade considerável, mesmo tendo vencido os três seguimentos da erapa. Já que entre o segundo e terceiro estágios, o piloto do #46 excedeu o limite de velocidade nos pit lane, e teve que relargar na décima sétima e última posição na volta do líder. Em cerca de 48 voltas, Kyle retomou a liderança, e mesmo após uma prorrogação, conquistou a incontestável vitória no oval de meia milha.

Buschinho tentará o triplete no fim de semana, já que também estará na Xfinity Series e na Cup, durante sexta e sábado à noite.

Matt Crafton liderou em 88 voltas e  foi o segundo, John Hunter Nemechek, o terceiro, seguido de Grant Enfinger e Ben Rhodes, que completaram top-5.

A próxima etapa da Truck Series acontece no Canadá, no dia 3 de setembro, no estupendo circuito misto de Mosport Park.








Foto: Lat Images







por: Leonardo Bueno

Brad Keselowski Racing fechará as portas

23:43:00 Adicionar Comentários

A Equipe do campeão da Cup Series em 2012 - Brad Keselowski, anunciou a saída da Truck Series, ao final da temporada 2017.

Em nota, a Brad Keselowski Racing comunicou de forma oficial, sua saída da categoria e encerramento dos projetos com as pick-ups #19 e #29.

"A Truck Series é realmente especial para mim, dado os laços de minha família com a história do esporte, e essa decisão vem com muita contemplação", disse Keselowski. "Mas, por uma série de razões, e como planejo o futuro a longo prazo, decidi não ter uma equipe em 2018."

"Meu objetivo com a BKR era criar uma equipe de nível superior que me permitisse dar retorno ao esporte, criando oportunidades e experiências de qualidade para os outros, sejam eles pilotos, mecânicos, engenheiros ou o pessoal de suporte."

"Com a liderança de Jeremy Thompson, a assistência da Penske e o apoio de nossos parceiros de longa data, conseguimos atingir com sucesso esse objetivo. Estou muito orgulhoso disso e pretendo fazer o meu melhor para ajudar os membros da equipe a permanecer e crescer no esporte. Também aprecio incrivelmente os grandes relacionamentos que desenvolvemos com nossos parceiros ao longo dos anos."

"O time também me forneceu uma experiência significativa como dono de equipe. Nunca escondi que gostaria de ser proprietário de uma equipe de alto nível do esporte. E, enquanto isso ainda não é possível, quero começar a me preparar para essa possibilidade agora. Parte dessa preparação está na busca de desenvolver uma empresa avançada de engenharia e fabricação que estaria em nossa instalação em Statesville e, em última análise, ajudará a apoiar essa visão."

A equipe encerrará suas atividades com pelo menos 9 vitórias, 15 poles, 160 top-10 e 97 top-5. O número pode aumentar, mas isso ocorrerá conforme o desempenho da equipe,  o restante da sua última temporada na terceira maior categoria da Nascar.








Foto: Lat Images







por: Leonardo Bueno

Bate papo com o piloto Stock Car Betinho Valério

16:51:00 Adicionar Comentários

Mineiro da cidade de Ipatinga, com passagens desde a F-3 Sul Americana onde foi campeão, pasando Por F3 Inglesa, World Series, a hoje F2 (antiga GP2) e outras categorias, o Mineiro Alberto 'Betinho' Valério foi escolhido para o novo ENTREVISTA VQTTV.

VQTTV - O que você achou da Stock Car correndo pela primeira vez no Vello Città?

BETINHO - Achei muito legal a corrida em VeloCitta. Pista fantástica e a organização foi nota 10! Acho que foi bom pra nós e para o público.

VQTTV - Desde que você voltou a Stock Car, quais foram suas impressões sobre a categoria?

BETINHO - Fiquei surpreso com o nivel de profissionalismo e dos pilotos da Stock. Ambos em niveis mais altos que em 2011, quando participei de três etapas.

VQTTV - Como você analisa o momento atual do automobilismo brasileiro?

BETINHO - Vejo o automobilismo brasileiro carente de categorias de base, e falta investimento. Acho que só com a melhora da economia para curar este problema, e com isso surgirem novos ídolos para disputarem a F1.

Você esteve muito próximo de entrar na Fórmula 1. O que faltou para chegar a ela?

Betinho - Para chegar a F1 faltou patrocínio. No meu último ano de GP2, tinha um pré contrato com a Renault, um ano de teste e correndo na Hispania (HRT) e dois anos no time francês. Porém dependíamos de fechar um patrocínio.

VQTTV - Ao regressar para o Brasil, pós automobilismo europeu, você foi para a Porsche, e de lá para a Stock. Como foi que tudo isso ocorreu?

BETINHO - A Porsche foi um casa que me acolheu quando voltei da Europa. Tenho muito carinho pela turma da Porsche Cup. E nisso, a ideia de voltar para stock veio do meu patrocinador, que estava há 5 anos trabalhando na Porsche como coach, e o qual no ano passado surgiu com a oportunidade de correr as provas de endurance. O resultado foi muito positivo e meu patrocinador (Hero) já estava pensando entrar na Stock. Pronto! Foi juntar a sede com vontade de beber.

VQTTV - Betinho Valério acompanha ou pratica outros esportes?

BETINHO - Gosto muito de futebol e sou Galo Doido (Atlético Mineiro) desde que nasci. Gostava de jogar, mas infelizmente parei por riscos de contusões. Não podemos nos expor a estes riscos.

VQTTV - Fora do mundo motor, você exerce uma outra profissão. Qual é? E dá para conciliar a vida dentro e fora das pistas?

BETINHO - Em relação ao meu trabalho, sou analista sell side no Citibank. Faço pesquisas de mercados para o setor de transportes. E a Stock Car permite esta conciliação, pois não são permitidos treinos extras ao final de semana de corrida. E também porque dá pra fazer ambos, devido ao calendario da Stock ser pequeno.

VQTTV- Sobre seus ex-colegas de GP2/F2 que estão na F1, o que você pode dizer a respeito deles?

BETINHO - Todos (Nico Hulkenberg, Romain Grojean e Sergio Perez) têm talento e são muito bons. Tenho certeza que se derem um carro competitivo a eles, brigarão por títulos.

VQTTV - Quais os planos para o futuro?

BETINHO - Quero primeiro concretizar minha volta à Stock, e depois disso, estar brigando por títulos o mais rápido possível!








Fotos: Asscom & Fernanda Freixosa/Vicar







por: Leonardo Bueno


Lado P Da Bola aborda - Um ano frustrante para o Verdão

20:39:00 Adicionar Comentários

Dos quatro campeonatos que tinha para disputar no início do ano, o Palmeiras não conquistou o Paulista, foi eliminado da Copa Do Brasil, e nem ao menos galgou uma classificação para avançar nas quartas de final do torneio continental, que nos escapou por pouco nas penalidades, enterrando cedo demais a temporada de 2017. Uma sequência de erros que nos levam a pergunta: O que há de errado?

Primeiro foi a contratação do técnico Eduardo Baptista, que chegou com um esquema tático (4-1-4-1) totalmente diferente do esquema do time vencedor do ano passado. Esse esquema até poderia ter dado certo um dia, porém Eduardo foi mandando embora. Em seguida, o retorno de Cuca que parecia ser a solução definitiva. Foi ilusão.

Pela busca da equipe ideal, e sem muito tempo para treinar, Cuca tentou montar vários times intercalando peças do elenco, mas nenhuma dessas formações fez o time engatar. Não engatou a ponto de nas últimas semanas o falastrão, Felipe Melo foi afastado do clube, pois Cuca teria estendido que o volante estava tumultuando o ambiente.

Com um time "alternativo", Cuca ainda conseguiu bons resultados no Brasileirão, mas não convenceu ninguém. Depois da eliminação da Copa do Brasil, a Libertadores ficou como a única esperança de salvação da temporada. Depois do fiasco do jogo de ida no Equador, o Palmeiras precisava vencer o jogo de volta em casa com a diferença de gols. A torcida lotou o estádio, fez uma festa inesquecível, mas somente o apoio não bastaria, pois faltou futebol.

Não foi o pênalti mal batido do Egídio que nos tirou e nossa maior obsessão dessa temporada (Libertadores).
Em todas as competições, foi uma sequência de contratações fracassadas, trocas de filosofias no comando técnico, estrelas que não brilham, coadjuvantes que pouco aparecem e não rendem o que poderiam.

O ano que era pra ser dos sonhos, deve terminar sem taça. Agora, é fundamental que o pessoal lá dentro comece a trabalhar para corrigir o erros deste ano, com o intuito de que 2018 não seja tão ruim, como está sendo este ano.











Foto: Reprodução/Estadão Esporte










por: Anna Flávia Lima

Questões pairam no Palmeiras

14:32:00 Adicionar Comentários

Em 2015 e 2016, tudo foi às mil maravilhas, pois o Palmeiras terminou com um título em cada ano. Veio 2017 e a expectativa ainda era maior, pois o clube se encontrava na tão cobiçada Libertadores da América. Mas em meio a isso, o clube ficou sem treinador e começou a fazer sua lista de dispensas e contratações, visando o ano que para muitos seria o da conquista do segundo Mundial Interclubes. Repito, ainda não havíamos um treinador quando as alterações começaram a serem feitas.

Mas eu te pergunto torcedor: 
Quem contrata é o técnico ou o diretor de futebol?

As contratações são feitas a pedido do treinador, Ou se contratam para agradar pessoas, empresários e amigos?

Jogadores que estão no clube há um tempo e não reúnem condições mínimas de jogarem, e que não são emprestados ou negociados. Erik, Juninho, Fabiano, Antônio Carlos, Raphael Veiga, Hyoran, Michel Bastos e Arouca (Que tá lá comendo e dormindo). Por que esses atletas não jogam e não são negociados?

Quem pediu a contratação desses profissionais?

A dona do dinheiro concorda com tudo isso?

Ela está satisfeita com os investimentos?

O time mais visado por todos no Brasil está servindo de vitrine para empresários?

Jogador que não atua, não valoriza. Correto meu caro leitor?

São perguntas que você Palmeirense deveria fazer em suas redes sociais.

Pergunte você ao Eduardo Baptista se ele pediu metade desses jogadores que hoje estão aí. Pergunte ao cuca o por quê ele não coloca certos jogadores para uma rodagem ou oportunidade para jogarem e ajudar a equipe.

O reflexo de tudo isso é colocar Um Borja de de R$33 milhoes, que não esta jogando absolutamente nada, e foi contratado a pedido de quem?

O cara entra faltando 90 segundos para acabar o jogo, e entrara pra fazer o que?

Cuca estaria dando recado para alguém?

Cuca pediu contratações e não foi atendido?

Acho que tudo isso não importa né, pois você torcedor quer saber de resultados dentro de campo.
Patrocinadora, dirigentes e Alexandre Mattos estão pensando no sucesso do Palmeiras ou apenas em $ucesso$?

Estão visando títulos e conquistas? Ou realmente o clube está servindo de um mega balcão de negócios?

Ficam as questões no ar para vocês analisarem e deixarem de pensar que tudo e todos são contra o seu clube de coração.
Perguntar não ofende, mesmo com tamanhas dúvidas. O que pedimos apenas é: Transparência e respeito para clube e torcida. Torcida que gasta muito, mas não viu retorno na atual temporada.
















por: Zé Mistério

Brasil cai de quatro no café e Londrina volta a vencer na Série B

12:56:00 Adicionar Comentários
Saaaalve Nação Alviceleste!
Semana chuvosa, tempo frio, torcida desconfiada e Londrina recebendo o Brasil de Pelotas/RS no Estádio do Café em partida válida pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Tudo conspirava para um jogo truncado, sem graça e frio, mas não foi isso que aconteceu, em sua melhor partida em casa nessa série B o Tubarão atropelou a equipe gaúcha, mostrou porque tem o melhor ataque da competição e voltou a vencer na Série B.

O jogo
O Londrina começou pressionando e abriu o placar logo aos 3 minutos, com Artur após bela jogada de Alisson Safira, a partida seguiu aberta e lá e cá, com as equipes tendo boas chances, mas quem aproveitou foi a equipe gaúcha, que empatou aos 16 minutos com Itaqui. O gol não abalou o Alviceleste, que tomou conta da partida, envolveu o Brasil de Pelotas/RS e buscou o gol a todo instante e ele quase veio aos 26 minutos em cabeceio de Dirceu, que fazia sua reestreia com a camisa Alviceleste, mas a bola explodiu na trave.

Artur abriu caminho para a goleada Alviceleste logo aos 3 minutos. Foto: Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube

Ayrton ainda fez com que Marcelo Pitol fizesse boa defesa em forte chute do lateral aos 45 minutos, mas aos 46 minutos Carlos Henrique soltou uma bomba indefensável para o arqueiro gaúcho e o Londrina fechou a primeira etapa na frente do placar.

O segundo tempo começou da forma que o primeiro terminou, Brasil acuado e Londrina pressionando, Marcelo Pitou espalmou chute de Artur aos 5 minutos, mas não foi capaz de defender o de Reginaldo, que foi próximo a linha de fundo e tentou fazer o cruzamento, mas a bola tomou a direção do gol e entrou, festa nas arquibancadas. A torcida alviceleste ainda comemorava quando Edson Silva, aos 14 minutos cabeceou para o fundo do gol para fazer o quarto gol Londrinense após cobrança de escanteio de Celsinho, que fez excelente partida.

O Londrina teve no mínimo mais 3 chances claras de gol, mas o goleiro gaúcho salvou e evitou um vexame ainda maior. No fim, festa nas arquibancadas e moral restabelecida com a goleada.

Elenco Alviceleste comemora boa vitória frente ao Brasil de Pelotas/RS. Foto: Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube

Opinião
Amigos, que jogo. O Londrina foi durante os 90 minutos muito superior ao Brasil de Pelotas/RS, sufocou a equipe gaúcha, simplesmente não os deixou jogar e foi feliz nas tentativas de ataque, marcando gols e vencendo bem a partida. Celsinho, Alisson Safira, Carlos Henrique que são jogadores em que a torcida vive uma espécie de amor e ódio fizeram uma grande partida e contribuíram muito para a goleada, o time inteiro foi muito bem e muito sólido na partida.

As derrotas nas últimas partidas complicaram a vida do Londrina na busca pelo acesso, principalmente os pontos perdidos em casa, porém ainda temos praticamente um turno inteiro e a primeira partida desse returno em casa da uma esperança a mais para o torcedor, que espera mais atuações como a de ontem no Estádio do Café e aliado aos pontos que o Londrina adora beliscar fora de casa, voltar a sonhar com o acesso. É difícil, porém não é impossível.

Precisamos de união e principalmente parar com oscilações na competição, a sequência de derrotas fez o Londrina despencar na tabela de classificação, contudo uma boa sequência de vitórias fará com que o Tubarão volte a brigar na parte de cima da tabela, a competição é muito equilibrada e jogando da forma que jogamos ontem, temos tudo para lutar até o fim pela Série A. Que ao fim do campeonato possamos comemorar esse acesso tão sonhado pela torcida londrinense.

O sonho é possível, vamos juntos rumo à elite, vamos juntos realizar o sonho do acesso, unidos em um só grito: VAMOS SUBIR TUBA, VAMOS SUBIR TUBA...


por Diego Rocha
Siga no twitter a página oficial do Londrina EC
Curta no Facebook a página oficial do Londrina EC

Um casamento na IndyCar perto do fim : Castroneves e Penske!

21:27:00 Adicionar Comentários

Em quase 20 anos que acompanho o automobilismo norte americano, nunca pensei em dizer o que questionarei a seguir, e explicarei os motivos. Mas a questão é: A parceria na Fórmula Indy entre Helio Castroneves e Penske pode estar com os dias contados?

Tudo indica que sim. A equipe de Roger Penske terá três carros em temporada integral da IndyCar em 2018, três carros na Nascar Monster Energy Cup Series, e dois carros no Campeonato Norte Americano De Endurance. Ou seja, a equipe não seguirá com quatro carros monopostos, e por isso se pode analisar uma possível saída do brasileiro.


Se de fato a permanência do piloto tupiniquim na atual categoria em que compete, tenha trazido desconforto de seus patrocinadores por migração para outra categoria, mostra que além do desejo do piloto seguir onde pilota, passa pelo menos para mim, a clara impressão que a saída da atual equipe pode ser considerada grande. 
Ainda mais com os dados de carros em competições norte americanas que citei no parágrafo anterior, se caso quiser seguir em fórmula, o piloto terá que buscar novos ares.


Com tudo levando a crer na saída de Helio da maior equipe da Indy na atualidade após 18 anos, e com o cenário descrito acima, vamos para algumas situações possíveis para o rumo da carreira do brasileiro:

- Castroneves migrar para a Ganassi levando patrocínios fortes consigo, e assumindo a vaga de um dos contestados (Charlie Kimball e Max Chilton), podendo disputar nas classes GTD e GT da equipe de Chip Ganassi, durante 24 Horas De Daytona, 12 Horas De Sebring e 24 horas de Le Mans.

- Castroneves seguir na Indy Em uma Carpenter ou uma Andretti. Ambas as equipes tem costume de andar  bem em ovais, e isso interessa Helinho. Já que sua gana pela quarta conquista das 500 Milhas De Indianápolis - igualando as expressivíssimas marcas de Al Unser e Rick Mears -, é gigantesca. E após tais dois anos, H3lião Da Massa poderia se voltar em definitivo para o Endurance. Seja no Mundial De Endurance com a
Penske, No Norte Americano de Turismo, ou outro campeonato do gênero. Com uma ou outra aparição em Indianápolis.

Apenas uma coisa é certa, diante os cenários propostos acima: O piloto tri campeão da Indy 500, seguirá na categoria de monopostos da terra do Tio Sam, e que no momento, a prioridade em sua carreira não é migrar totalmente para o mundo do endurance.






Foto: Divulgação/IndyCar





por: Leonardo Bueno






Pipo Derani seguirá na Tequila Patrón em 2018

12:37:00 Adicionar Comentários

Pipo Derani definitivamente encontrou seu rumo no automobilismo. Após abdicar dos monopostos e migrar para o Turismo/Grã Turismo, o piloto de 23 anos tem orgulhado o Brasil  com suas performances em alto nível. Não a toa, com acúmulo de triunfos na carreira, o piloto brazuca além de algumas provas a fazer no World Endurance Championship, em parceria com a Chip Ganassi (2017), seguirá no campeonato norte americano de endurance. Pipo seguirá na Equipe Tequila Patrón, a qual já defendera em 2016 no WEC, e agora na IMSA.

"Estamos muito entusiasmados em anunciar que a Pipo seguirá em um terceiro ano com o Tequila Patron ESM na próxima temporada", disse Scott Sharp, dono da equipe Tequila Patrón.

"Dentro e fora da pista, Pipo tem sido exemplar e se tornou parte da família ESM, pois ele mostra seu talento repetidas vezes. Estamos trabalhando arduamente em todas as frentes para o nosso programa de 2018 e a Pipo liderará esse projeto". Completou Sharp.

Pipo agradeceu a confiança e explanou sobre sua continuidade:
"Gostaria de agradecer a Scott e Ed por sua confiança e toda a equipe por seu trabalho incansável este ano para levar a Nissan DPi para a pista da vitória depois de um início difícil em nossa temporada."

E Pipo ainda complementou: Ter um bom carro no próximo ano não será suficiente para vencer as corridas e o campeonato, mas com uma forte relação humana, tenho certeza de que nós poderemos voar alto nos objetivos. É por isso que estou encantado de continuar trabalhando com a ESM"

" Vamos seguir com tudo no restante da temporada, afim de nos prepararmos ao máximo visando às 24 horas de Daytona" Concluiu Pipo.

Nos próximos dias, a equipe que seguirá com a parceria Onroak e Nissan, deverá confirmar os outros três nomes para o line-up de pilotos para 2018.







Foto: Reprodução/IMSA/Motorsport.com
















por: Leonardo Bueno

COM SHOW DA TORCIDA, SÃO PAULO CONSEGUE MAIS UMA VIRADA E RESPIRA MAIS ALIVIADO NO CAMPEONATO.

17:24:00 Adicionar Comentários
Novamente, a torcida do São Paulo deu show dentro e fora das arquibancadas do Morumbi. Com casa cheia, batendo mais um recorde de público e vale ressaltar: a melhor marca pertencia ao próprio São Paulo que no dia 3 de agosto, 53.635 acompanharam a derrota do tricolor para o Coritiba. A marca batida, também era da torcida do tricolor paulista: 51.511 pessoas no estádio presenciaram o empate com o Grêmio, no último dia 24. Mais de 56 mil pessoas que saíram felizes e aliviados após a conquista dos tão esperados 3 pontos que nos tiraram do Z4. Se Deus quiser, permanentemente. 
Goal.com
O São Paulo venceu o Cruzeiro, famoso freguês nos pontos corridos por 3x2. MAS FOI UM SUFOCO. Pênalti perdido do adversário, sai na frente, sofre a virada com falhas de zagueiro e vira de novo, QUE LOUCURA. Um jogo louco, onde a torcida do Cruzeiro gritava "ARERE O SÃO PAULO VAI JOGAR A SÉRIE B", e não é por nada não, esse grito tem nos dado resultados positivos e viradas inacreditáveis, não é mesmo Cruzeiro e  Botafogo? 

Um jogo cheio de reviravoltas que no final das contas quem saiu sorrindo foi a torcida tricolor, comandado por Hernanes que deixou em campo DOIS GOLS E UMA ASSISTÊNCIA. A bola parada salvou o São Paulo no Morumbi. Que apesar de ter sido dominado pelo Cruzeiro o primeiro tempo inteiro e com uma atuação bastante irregular da equipe, Hernanes fez um golaço de falta, bateu bem o pênalti e acertou uma LINDA cobrança de escanteio no gol do zagueiro Arboleda. Gilberto foi uma das peças chaves do jogo, em uma tabela com Pratto, ele sofre o pênalti. O atacante deu trabalho para o Cruzeiro. 
Com a vitória sofrida diante do Cruzeiro, o São Paulo chegou a 16ª colocação no campeonato, fora da zona de rebaixamento, momentaneamente, com 22 pontos. São Paulo ultrapassou o time da Chapecoense, que não jogada essa rodada, pois jogo foi adiado para o dia 23 de agosto. 

SPFC_VQTTV

Dovizioso segura Marquez e vence na Áustria!

16:52:00 Adicionar Comentários

Dovizioso venceu de forma brilhante o GP da Áustria, em um duelo acirradíssimo com Marc Márquez. O italiano largou na segunda posição, mas logo na largada caiu para terceiro. Lorenzo liderou até a 12ª volta, quando cometeu um erro na curva três e caiu em rendimento, o qual lhe rendeu o quarto lugar ao final da prova.

Após o erro do #99, Marquez asumiu a ponta, tendo no cangote Dovizioso. Eram ataques e defesas comendo soltos, com alternância entre o duo.

Na volta 22, , uma prévia do que seria o fimal da prova. A Ducati novamente assume a ponta da prova novamente, e teve que dar dois “X” em Marquez para se manter a frente.

A ultima volta foi de arrepiar, principalmente na ultima curva, quando Marquez veio desesperado para assumir a ponta, mas levou o troco e Dovi confirma sua vitória.

A próxima etapa da MotoGP será disputada em 27/08 em Silverstone.

FOTO: Divulgação/
Ducati








Por: Planeta Velocidade

Fórmula 1

Entrevistas

Coluna do Ricci