Acolhida Rubro-Negra

19:05:00
“Todo mundo em algum momento, já foi um pouco Flamengo.”

E eu tive a oportunidade de ser e sentir na pele ontem, no jogo entre Figueirense x Flamengo. Oportunidade de vestir o Manto, cantar suas músicas e torcer na arquibancada, sendo mais uma integrante da maior torcida do mundo.

Eu, Mariana, já tenho uma história antiga com o Flamengo.

Meu time de coração é o Avaí, isso não muda! Mas o Flamengo está desde o berço comigo, já que meu avô Ademar (in memorian), meu padrinho Aloísio e meu pai Silvio sempre me mostraram como é bom ser Flamengo, além de como é bom ser Avaí. Mas desde que meu vô faleceu, meu lado avaiano falou muito mais alto. Por morar em Florianópolis e por ser minha cidade natal, minha convivência com o Avaí foi forte demais pra eu não me render ao clube, sua história e sua torcida apaixonante. Mas meu pai e meu padrinho sempre foram meus companheiros do futebol de “FlaVaí”, isso sempre colaborou.

Não tinha como eu deixar o Flamengo de lado, o lado familiar sempre falava mais alto, me puxava inevitavelmente. E me recordo, inúmeras vezes, em estar sempre com eles na frente da TV. Muitos gols e títulos comemorei!

Como ainda não tive a oportunidade de estar no Maracanã acompanhando o Flamengo, resolvi estar com o Rubro-Negro contra o meu maior rival nessa noite. Afinal, pode não ser o Maracanã, mas é o Flamengo!
O Flamengo tem toda uma mística. Vesti meu manto e a ansiedade já tomava conta de mim, pois eu sabia a responsabilidade de vestir essas belas cores e de poder ser mais uma mulamba orgulhosa.

Uma loucura que não acabará aqui!
Totalmente receptiva a torcida, já que fui sozinha ao jogo. Em um bar perto do setor de entrada da torcida visitante, fiquei observando uns 8 homens, de idades variadas, com seus instrumentos tocando o hino do Flamengo sem parar. Quando o ônibus da delegação chegou, foi um “Ai Jesus” da torcida que ali estava. Não tem como não se emocionar com o coro da Nação!

Muitas músicas e palavras de apoio. Foi bom demais sentir esse Flamengo! Torcida essa que brota de qualquer canto do mundo, que mostra sua força e que não se cansa de doar a voz, com letras que exaltam as glórias e as conquistas desse grande clube.

Uma pena o time não ter correspondido em campo. Mas a minha acolhida não podia ser melhor! Conversei com alguns torcedores, contei minha ligação com o Flamengo e não teve um que não tenha ficado feliz por mim. Realmente foi uma noite em que eu pude sentir na pele, mais uma vez, o que é uma torcida apaixonada!

Apesar do resultado, o Flamengo tem agora, mais do que nunca, uma admiradora. Uma torcedora, mesmo que seja em segundo plano, mas o sentimento verdadeiro é o que importa. E isso o Flamengo com certeza tem de mim. Pela minha ligação familiar com o clube e pela receptividade de hoje.

Obrigada, Flamengo! Com certeza meu avô, torcedor fanático, está feliz e em festa em algum lugar desse mar vermelho e preto. Por ver que eu me rendi por uma noite e que a minha felicidade foi plena por isso!

Conte comigo hoje e sempre, Mengão! Eu já gosto de você faz tempo!

Saudações!

Mariana Marques
Por @mariibmarques

Compartilhe isto

Posts Relacionados

2 comentários

Write comentários