Foi ontem, mas já sinto saudade

19:43:00
(Foto: Chapecoense Oficial)
Que noite tivemos a oportunidade de vivenciar! a Chapecoense subestimada por muitos e admirada por outros tantos disputou bravamente a vaga a semifinal da Copa Sul-Americana. 

Na sua primeira competição internacional, a Chape chegou as quartas de final meus amigos. Passou pela Ponte Preta na fase nacional, depois eliminou nos pênaltis a equipe do Libertad nas oitavas de final e aí chegou a hora de enfrentar o todo poderoso River Plate.  Nada mais nada menos que o atual campeão da Libertadores da América e da própria competição que estava sendo disputada. 
A Chape encheu nossos corações de orgulho. Vinha de uma derrota em Buenos Aires por 3 a 1, o que fazia com que precisasse vencer por dois a zero. Não era impossível. 

Passamos a semana nas redes sociais falando sobre " imagina se a Chape faz um gol no começo do jogo?" ! Sim, a Chape fez esse gol no início do jogo. E eu pude sentir aquele estádio tremer,  vi água nos olhos dos torcedores ao meu redor. Era muito mais que um gol, era a esperança de conseguir o placar que precisava. No fim do primeiro tempo o River empatou o jogo e foi para o intervalo bem mais tranquilo, isso forçaria a Chape a fazer mais 2 gols para levar a decisão para os pênaltis. 

No segundo tempo, como se a euforia já não fosse o suficiente pelo jogo internacional, BR9 fez o segundo da noite e trouxe de novo a esperança pra cada um dos torcedores que estavam lá. A torcida soltou aquele grito para extravasar a emoção, e ao mesmo tempo, olhou nos olhos do torcedor do lado, e viu a emoção daquele momento! Um olhas e um sorriso bastava para entender o que o torcedor chapecoense estava sentido! 


Teve polêmica na arbitragem, teve gol perdido pela Chape, teve defesa "como um gato" de Barovero, teve uma bola na trave - nunca uma bola na trave doeu tanto, o terceiro gol não saiu, mas o mais importante: Teve a garra de um time que se AGIGANTOU diante uma grande equipe. Vimos na noite de ontem, o River Plate sofrer pra segurar o placar. 

Eu vivi pra ver o River Plate fazer "cera" contra a minha Chape. 

O fato de não ter classificado ofuscou o brilho da vitória, mas fez o seu torcedor te aplaudir e cantar o quanto tem orgulho de ser seu torcedor Chapecoense! 

Não tem como não amar o Verdão do Oeste. 

Foi ontem, mas lembrarei dessa noite para sempre com muita saudade e orgulho! 

Índio guerreiro e valente não se entrega sem lutar! 

Texto original em: @chapedecalcinha

Compartilhe isto

Posts Relacionados