Pagamos o preço por Allano, Damião e Marinho!

09:38:00

Arrascaeta em grande atuação contra o Atlético-PR, em Curitiba. (Foto: Geraldo Bubiniak/Ligth Press)

Na noite do dia 14, o Cruzeiro enfrentou o Atlético-PR, na Arena da Baixada, pela 30ª rodada do Brasileirão. O placar, 2x2 saiu barato pelo bom segundo tempo dos mineiros. 

Após dez dias livres para trabalhar sua equipe, Mano contando com a baixa dos atacantes Alisson e Willian, decidiu entrar em campo com a seguinte equipe: Fábio, Fabiano, Manoel, Bruno Rodrigo, Fabrício; Willians, Henrique, Ariel Cabral; Allano, Leandro Damião, Marinho. Não foi uma boa escolha, não funcionou no primeiro tempo. Mesmo que o time estivesse posicionado taticamente de maneira correta, faltava movimentação e criatividade. 

O jogo ficou sob domínio dos donos da casa, no entanto, amarrado no meio campo. Faltava qualidade técnica nos dois lados. Parecia que a primeira etapa terminaria empatada, mas a defesa celeste bobeou. Matheus Ribeiro teve espaço pra cruzar na segunda trave e achou Walter, que pegou de primeira e obrigou Fábio a fazer uma grande defesa, mas no rebote Ewandro aproveitou e abriu o placar.  

Na volta do intervalo, Mano Menezes fez o que deveria ter feito antes mesmo do início da partida- trocou Marinho por Arrascaeta. Que troca certeira! O uruguaio deu outra cara ao Cruzeiro. A equipe melhorou na troca de passes, na movimentação, na criação, o ataque ficou mais ofensivo e objetivo. Correndo atrás do placar, na segunda etapa, o time celeste dominou os paranaenses na casa deles, o empate logo viria. 

Arrascaeta chamou a responsabilidade e o primeiro gol veio de um lance que ele construiu e acabou sendo derrubado na entrada da área. Fabrício se prontificou a cobrar a falta e com precisão mandou para o fundo das redes. O Cruzeiro estava buscando a virada quando de novo, a defesa falhou. Pereirinha aproveitou a sobra e mandou de primeira, Fábio viu a bola quicar e aceitou.                      

Mas o resultado não impediu o Cruzeiro de buscar a vitória, Arrascaeta continuou criando, ainda mais com Vinícius Araújo e Marcos Vinícius em campo, e conseguiu o empate. O uruguaio contou com um cruzamento rasteiro de Fabiano para só escorar para o gol e consagrar uma boa atuação. 

Deste confronto tivemos a certeza que o atacante Willian é importantíssimo neste esquema do novo treinador, fez muita falta na ligação meio-ataque. Certo também, que Allano ainda não está pronto para a titularidade, que o Marinho não é jogador para o Cruzeiro e que o Damião nos iludiu no início da temporada. Ainda deu para perceber a evolução do volante Henrique, fez uma partida muito boa em Curitiba. E o ponto principal da noite, Arrascaeta com vontade é um grande jogador. É importante trabalhar com ele além da parte física, o motivacional o transforma em campo. 

Pior que os pontos perdidos foi a perda do atacante Vinícius Araújo. Ao comemorar o segundo gol, acabou tendo um deslocamento na clavícula e não deve jogar mais nesta temporada. 

O próximo confronto será em casa, contra o Fluminense, às 11h00min (horário de Brasília). Espera-se uma vitória mineira, com o time jogando inteligente desde o início do jogo. Diante da torcida que vem emocionando jogadores e comissão técnica. Lembrando que o torcedor tem um papel a mais no domingo: homenagear o menino Matheus, que sentirá a grandeza do Mineirão através das vozes da China Azul! 

Compartilhe isto

Posts Relacionados