Amadorismo não merece ser premiado!

22:01:00
O Internacional matematicamente mantém chances de obter a classificação para a Libertadores da América de 2016.

Para o Colorado resta vencer o Cruzeiro na última rodada no Estádio Beira-Rio e torcer para que o Goiás, desesperado na luta contra o rebaixamento, vença o São Paulo.

Difícil? Sim.
Impossível? Não, afinal é o velho clichê: "Futebol é uma caixinha de surpresas".

Mas e a pergunta que segue martelando na cabeça do torcedor colorado é a seguinte, o Inter merece ir para a Libertadores?

A paixão, o clubismo, o lado mais aguçado do fanatismo quer ver o Colorado na luta pelo Tri da América na próxima temporada, além do mais a Copa Libertadores é  financeiramente atraente pro clube.

Mas a razão vem e diz que não é bem assim, que o atual Internacional é  "terra de ninguém", uma bagunça administrativa e que reflete dentro de campo, a classificação pra competição continental só continuaria mascarando as deficiências e fracassos de uma "gestão pífia".

O empate com o Fluminense que  não briga por mais nada no campeonato e inclusive liberou seus principais atletas do duelo de hoje, é o atestado final de incompetência coletiva do Sport Club Internacional em 2015.
"Empate com o Fluminense complicou a ida do Inter para a Libertadores."
(Foto:http://www.internacional.com.br/)
O Inter, que fez um bom primeiro tempo e desperdiçou inúmeras chances de gol, ficou boa parte da partida com um jogador a mais após a expulsão de Osvaldo, e mesmo assim fez um segundo tempo ridículo, tentou administrar o perigoso 1 a 0, sofreu o empate em um pênalti "compensado" e acabou a rodada com poucas chances de G4.

Um time medroso, que joga "por uma bola", que não tem poder de reação, que quando perde se conforma, que quando vence não sabe porque venceu.
Time motivado ganha alguns jogos, já uma equipe bem preparada, bem treinada, com esquema tático definido, com reposição, montada com planejamento, vence campeonatos.

Não ir pra Libertadores com uma folha salarial milionária é só mais um dos fracassos dessa pseudo-gestão, a contração de Argel Fucks e a manutenção do mesmo é outro erro crasso, Argel é sanguíneo, bom de discurso, um batalhador, mas taticamente ainda é pobre, é pouco pro tamanho do Internacional,  o jogo de hoje evidenciou ainda mais a pouca qualidade e os equívocos do treinador.

Torci de verdade pra que Argel desse certo, não deu, que não permaneça em 2016, assim espero, mas ainda assim é o menor dos culpados, culpa tem o departamento de futebol que o contratou.

Aliás, o departamento de futebol atual é um fracasso, vide:

Derrotas vexatórias pra equipes de pequena expressão, goleada histórica no clássico GreNal 407; 
Gastos absurdos com atletas que passaram grande parte do ano lesionados e com uma resposta abaixo do esperado e aquém do que recebem, casos de Réver, Alex, Rafael Moura, Dida, Léo;
Jogadores que não mereciam sequer fardar no Inter como: Muriel, Nico Freitas, Wellington Martins, Taiberson e  cia. que na ausência de peças importantes acabam jogando e deixando muito a desejar, e por fim comprometendo a equipe.
Caso de doping triplo, que gerou  tamanha desconfiança por parte da CBF a  ponto de todo elenco ser submetido a um "teste surpresa" que pode trazer riscos a imagem do clube e acarretar em severas punições.

É uma sucessão de erros, é muito dinheiro gasto pra terminar o ano brigando e podendo ficar de fora da Libertadores, e comemorando Gauchão e tropeços do rival.
Chegou a hora de dar um basta nisso, o amadorismo segue correndo solto nos bastidores do clube, só mudam as peças, só mudam os nomes, o discurso vazio é o mesmo, e quem sofre é o Internacional e seu maior patrimônio: o torcedor.

O Internacional não merece ir pra Libertadores, amadorismo não merece ser premiado, e o torcedor colorado não merece ser iludido.


Compartilhe isto

Posts Relacionados

2 comentários

Write comentários