1 ≠ 01

14:21:00
Salve nação,
O dia que todo são paulino rezou para que não chegasse infelizmente chegou, na sexta-feira 11/12/2015 foi a última vez que o camisa 01 entrou em campo vestindo o manto tricolor. Por outro lado a festa foi linda, contando com a presença dos tricampeões mundiais de 2005 que venceram de 5 a 3 o time dos bicampeões mundiais 92/93.

A festa começou bem cedo, com um almoço no Morumbi para os que iriam jogar a noite; Famoso por seus bordões “mimajuda” “descubra” “decolou” , Chulapa estava presente e fez Rogério tomar um gole de seu danone. Outro jogador que foi bastante questionado, foi Lugano, que desconversou sobre voltar para o São Paulo. Após essa confraternização, todos foram para um hotel até a hora do jogo, afinal ao beber danone requer descanso.
(Foto: Marcos Ribolli)
Uma cena marcante desta festa foi quando Raí, Ronaldão e Ceni, os capitães dos títulos mundiais, ergueram os troféus deixando o estádio inteiro em êxtase. Antes de adentrarem no gramado os jogadores foram anunciados com seus respectivos títulos. Como já era de se esperar um dos mais ovacionados pela torcida foi o “Díos” Lugano, perdendo apenas para o Mito.

Os gols saíram cedo, devido a melhor condição física do time 2005; marcados por Amoroso e Chulapa. Teve também 1 minuto de silêncio para Juvenal, o ex-presidente tricolor que faleceu essa semana. Quem estava impossível no jogo era Cafu, perdi as contas do tanto de finalizações feitas. Logo após voltar da homenagem para JJ, Cafu não perdoou e meteu a bola entre as pernas do M1TO, deixando o placar 2x1 .

Passado metade do primeiro tempo, Ceni saiu para a entrada de Bosco; porém ele trocou de camisa para jogar na linha. Saíram mais gols para o time 2005, com Josué e Thiago Ribeiro. Minutos antes do intervalo foi marcado pênalti do Mito em cima do Cafú. Quem foi cobrar? Zetti, o goleirão do time 92/93 não desperdiçou e estufou a rede, diminuindo a diferença para 4x2. Rogério arriscou um chute do meio campo para tentar encobrir Zetti, que ainda estava voltando para o gol, mas foi sem sucesso.
(Foto: Marcos Ribolli)
No intervalo do jogo a banda Ira! Estava no palco e para a surpresa de todos quem foi la cantar?  O M1TO! Goleiro, artilheiro e pra completar campeão do The Voice.  A música escolhida foi “envelheço na cidade”. Na volta para o segundo tempo Cafu, mil grau 100m rasos, fez seu segundo gol da noite. Pra fechar a festa com chave de ouro tinha que ter o último gol do Ceni; Amoroso sofreu o pênalti, Rogério colocou a bola na marca da cal, respirou fundo e fechou o placar 5x3.

Ao fim do jogo o telão exibiu uma contagem regressiva, com os últimos segundos do eterno capitão em campo. M1TO fez um discurso emocionante, agradeceu a todos que foram e que não puderam ir. Ele beijou o escudo e após fez a volta olímpica para dar adeus a torcida.
(Reprodução: Twitter)
São 1.237 jogos, 131 gols, como vários repórteres disseram um eterno romântico possuindo um total de 25 anos em um único clube. Esse é aquele momento que a ficha não caiu ainda, de que quando voltar os campeonatos ano que vem ainda veremos o camisa 01 em campo. Agora não terá mais “Ceni estendeu seu contrato” , é uma Era que esta chegando ao fim. Enfim, fica aqui o meu eterno agradecimento ao dono da camisa 01, pelas defesas incontáveis, pelos gols que nos salvaram diversas vezes, pelos títulos que você ergueu por esse clube, pelo suor, pelo comprometimento, por se doar tanto pra um clube como eu nunca vi um jogador fazer. Adeus capitão, adeus ídolo. 

"Meu último pedido é, talvez o mais difícil, mas vai acontecer um dia. É de pedir aos meus familiares, que, quando eu morrer, meu corpo seja cremado aqui, que permita que ele seja cremado e que as cinzas sejam jogadas aqui para que eu lembre para sempre tudo que aconteceu aqui", disse Ceni.

E você torcedor tricolor o que achou do último jogo do M1TO?
Siga-nos no Twitter: SPFC_VQTTV

Compartilhe isto

Posts Relacionados