2015: 10 fatos que marcaram o ano do Santos FC

15:22:00
2015 foi um ano de surpresas para o torcedor santista. Do inferno ao paraíso. Do sonho à desilusão. A equipe Santos VQTTV se reuniu para destacar os 10 fatos que marcaram o primeiro ano do mandato de Modesto Roma Junior.

10. Equilíbrio Financeiro

Após se deparar com um cenário caótico com dívidas e mais dívidas e meses de salários atrasados, a diretoria alvinegra teve que “rebolar” para pagar as folhas salarias atrasadas em apenas três meses. Com toda a dificuldade financeira, o Peixe se viu obrigado a cortar gastos e estabelecer um padrão para não fugir da realidade. Com cortes e diminuição das dividas esperamos em um futuro próximo colher bons frutos.

9. Debandada de jogadores

No início do ano, ainda decorrente da crise financeira e politica, diversos atletas deixaram o Santos pela porta dos fundos. Os processos já eram diários, e quem poderia imaginar que aquele começo ruim seria uma das melhores soluções para o Santos na temporada? Nos livramos de jogadores que já não honravam o manto sagrado e de quebra de seus altos salários. Acontecimentos que no fim ajudaram o Santos dentro e fora de campo.


8. A volta de jogadores santistas à seleção brasileira

O Santos voltou a ser representado na seleção brasileira. Agradando a todos os amantes de futebol, muito foi contestado sobre a não participação de Lucas Lima e Ricardo Oliveira na seleção, e logo depois os atletas santistas foram convocados pelo técnico Dunga. Ricardo Oliveira superou todas as expectativas, apesar de seus 35 anos o centroavante provou que ainda é a melhor opção para a posição. Na seleção brasileira o artilheiro santista não decepcionou, assim como Lucas Lima que atuou em poucas oportunidades, mas não sentiu o peso da amarelinha.  É SeleSANTOS!


Ricardo Oliveira e Lucas Lima na seleção (Foto: Leo Correa/Mowa Sports)


7. O título paulista

Muito contestado no início da temporada o Santos surpreendeu e com um grupo forte e unido sagrou-se campeão paulista 2015. Robinho e cia pareceram terem usado as palavras da imprensa ao seu favor e toda a crise que assombrava o Santos fora das quatro linhas não teve influencia nenhuma dentro de campo. Com futebol convincente a equipe derrotou o Palmeiras nos pênaltis para erguer o caneco. O Santos chegou a sua sétima final consecutiva de campeonato paulista.


Santos FC campeão paulista 2015 (Foto: Paulo Whitaker/ Reuters)
6. A chegada de Dorival Junior

Quem diz que a chegada de um novo treinador não faz a diferença em clube de futebol é porque certamente não conhece a relação entre o Santos FC e Dorival Junior. Após cinco anos o treinador voltou ao Santos e deu outra cara ao time. Priorizando o DNA ofensivo, junto a Dorival o Santos voltou a apresentar um futebol avassalador. Invicto na Vila Belmiro, Dorival Junior também é o responsável pelo bom rendimento de algumas joias da casa que desde a chegada do treinador vem se destacando, como Gabriel, Zeca e Thiago Maia.


Dorival volta ao Peixe após 5 anos (Foto: Guilherme Kastner/ Estadão Conteúdo)
5. Do lixo ao luxo

Quando o técnico Dorival Junior assumiu o comando do time o Santos amargava na zona de rebaixamento. Em poucas rodadas as esperanças se renovaram e o que parecia impossível foi apenas questão de tempo: G-4. Após cinco anos sem frequentar a zona dos quatro melhores do campeonato brasileiro (a última vez havia sido inclusive em 2010 quando o mesmo Dorival era o comandante do Peixe), o Santos enfim voltou a sonhar com a Libertadores. Além da bela arrancada no campeonato brasileiro o Alvinegro fez uma campanha excepcional na Copa do Brasil, desbancando com categoria rivais como São Paulo e Corinthians. Infelizmente o fim não foi tão avassalador e o Peixe acabou perdendo o campeonato nos pênaltis para o Palmeiras.

4. O futebol arte vence e convence

O Santos é uma verdadeira máquina de futebol arte, e sempre mostra a todos que nunca devem duvidar da capacidade de um gigante. A chegada de Dorival Junior também levou o Santos a apresentar o futebol mais bonito do país em meados de agosto/setembro. Com ofensividade e priorizando sempre o ataque, o Peixe envolveu a todos com aquele futebol arte que por aqui já é mais que tradição.


Santos em uma das goleadas em 2015 (Foto: Ricardo Saibun/Santos FC)

3. Categoria de base

Nossos craques criamos em casa. O Santos conseguiu um recorde em 2015 ao chegar a final do campeonato paulista em todas as categorias, desde o sub-11 ao profissional. Nas categorias de base apenas o sub-13 sagrou-se campeão, mas o que não desanima em nada, já que a importância da categorias de base está em revelar, vencer é apenas consequência. Esse recorde inédito enche os torcedores de esperança para as próximas gerações. Será que encontraremos algum novo Robinho/Neymar?


Santos campeão paulista sub-13 (Foto: Divulgação)
2. A tríplice artilharia

Outro recorde quebrado pelo Santos em 2015, o Peixe é o primeiro time brasileiro a conquistar três artilharias em uma única temporada. O time mais goleador do planeta está bem representado por seus artilheiros. Ricardo Oliveira foi uma grata surpresa na temporada, chegando ao Santos com um “contrato de risco”, o atacante respondeu em campo com chuvas de gols. O centroavante foi artilheiro do campeonato paulista com 11 gols, e com 20 gols faturou a artilharia do campeonato brasileiro. Gabriel foi o mais goleador na Copa do Brasil, 8 gols marcados. O Peixe balançou a rede 119 vezes na temporada.


Santos conquista três artilharias no ano com Ricardo Oliveira e Gabriel (Foto: Folhapress)
1. Juntos somos um só!


A frase adotada pelo Santos na reta final da Copa do Brasil nunca poderia ter caído tão bem. Pela primeira na história as duas maiores torcidas organizadas do Peixe, Torcida Jovem e Sangue Jovem, se uniram em um estádio de futebol em prol de um bem maior: o Santos Futebol Clube. Deixando todas as diferenças de lado, as torcidas uniram suas baterias e forças na final da Copa do Brasil para juntas, em um só ritmo empurrar o Santos rumo à vitória. O título não veio, mas essa com certeza foi uma das maiores conquistas do Santos. Quem em 2016 esse clima continue, afinal, nessa história o único vencedor é o Santos Futebol Clube, a razão da existência de ambas torcidas e acima de tudo o motivo de todo o nosso riso, lágrimas e emoção! Juntos somos UM só! 




Compartilhe isto

Paulistana. Radialista. Detentora do orgulho que nem todos podem ter. 

Posts Relacionados