A conquista da Copa do Brasil de 1992

18:51:00
Hoje completa 23 anos do título da Copa do Brasil. No dia 13 de dezembro de 1992, o Internacional conquistou seu quarto título nacional. Para chegar ao título, depois de treze anos, o Inter conquistou o Brasil com grandes duelos. Vamos conferir como foi à campanha colorada:

(foto: globoesporte.globo)
      

Primeira fase
A primeira partida foi contra o desconhecido Muniz Freire, na noite de 14 de julho. O resultado, 3x1 para o Inter. Gérson, marcou o primeiro gol do Inter na competição. Pouco depois deste gol, teve um pênalti marcado para o adversário. Foi quando começou a aparecer a estrela do goleiro Fernandez, que defendeu a cobrança. Essa seria sua marca registrada na competição. Os outros dois gols do Inter foram marcados pelo jogador Marquinhos. No jogo da volta, o Inter não tomou conhecimento do adversário e goleou por 5x0. Com gols de Gérson (2), Élson, Zinho e Rudinei.


Oitavas
Nas oitavas,o adversário foi o Corinthians. Na noite de 9 de outubro, o Inter humilharia o Timão, no Pacaembu. Logo aos 4 minutos, o Inter abriu o placar através do goleador Gérson. Aos 42 minutos, o Inter ampliou o placar com um gol do jogador Márcio. Na segunda etapa, Daniel, do Inter, foi expulso, logo aos 3 minutos. Mas aos 7 minutos, Gérson fez o terceiro gol cobrando pênalti. A goleada humilhante se completou aos 42 minutos, com um gol de Maurício. 4x0. O jogo da volta, no Gigante da Beira-Rio, a partida terminou 0x0. O Inter passava de fase e enfrentaria o seu rival, Grêmio.


Quartas
Na noite do dia 6 de novembro, no estádio Olímpico, empate em 1x1. O Grêmio vencia por 1x0 até os 27 minutos do segundo tempo, quando Gérson empatou o jogo. A segunda partida foi no dia 16 de novembro, no Beira-Rio, diante de 70 mil pessoas. O Inter abriu o placar aos 7 minutos do segundo tempo com um gol do matador Gérson. O Grêmio empatou aos 27 minutos, levando a decisão para os pênaltis. E nessa hora que brilhou a estrela do goleiro “Gato” Fernandez. Com defesas nas cobranças, o jogo terminou 3x0 para o Inter.


Semi
O adversário agora era o Palmeiras. O primeiro jogo foi no parque Antártica, no dia 27 de novembro. O time não começou bem diante da pressão palmeirense, mas se equilibrou no jogo e aos 27 minutos, Élson abriu o placar para o Inter. Aos 30 minutos, o árbitro marca um pênalti inexistente para o Palmeiras. A história do jogo poderia ser outra, se no gol colorado não tivesse Fernandez, que conseguiu fazer a defesa. Com isso, o Inter ganhou moral, e aos 3 minutos do segundo tempo, o matador Gérson fez o segundo gol, garantindo a vitoria por 2x0. No jogo da volta, o inter venceu novamente. Aos 7 minutos, o artilheiro da competição, Gérson, abriu o placar. Aos 13, Maurício marcaria o segundo gol. O jogo terminou 2x1 para o Inter. Com essa vitória o colorado estava na final e decidiria o título contra o Fluminense.


Final
Na primeira partida da final, o Inter sofreu sua primeira derrota na competição. 2x1 para o Fluminense, no pequeno estádio da Laranjeiras. Mas como o Inter marcou um gol fora, com o jogador Caíco, ainda estava vivo na grande final, no Beira-Rio. Chegada a hora da decisão. Domingo, dia 13 de dezembro de 1992, o Inter entrou em campo com Fernandez; Célio Lino, Célio Silva, Pinga e Daniel; Ricardo, Élson, Marquinhos e Caíco; Gérson e Maurício. O time do inter pressionava o tempo todo, mas a bola teimava em não entrar.

(foto: globoesporte.globo)

            

Eis que aos 37 minutos do segundo tempo, o árbitro da partida marcaria um pênalti sobre Pinga. Os 13 anos sem títulos chegavam ao fim. O zagueiro Célio Silva ajeitou a bola para a cobrança, tomou distância e bateu. Um chute forte e rasteiro, no meio do gol do goleiro Jéferson. A massa explodiu nas arquibancadas do Gigante em uma vibração que misturava alívio e alegria. Depois de muita luta, o Inter novamente se tornava dono do Brasil.


Jessé Lincke

Compartilhe isto

Posts Relacionados