Código Piffero

14:51:00
Existem muitos segredos e mistérios no mundo. Um deles é o que passa na cabeça do presidente do Internacional Vitório Piffero. Esse mistério é maior do que os já clichês: “Para onde vamos?”, “De onde viemos?”, “Quem matou Odete Roitman?”. Não há respostas e não há lógica. Veja:

Fernando Gomes - Agencia RBS

Não vou citar – por enquanto – a, já clássica, arrogância e prepotência do presidente Colorado. Vou falar de suas ações e sua teimosia. A inesquecível história do ‘fato novo’ no Grenal 407, chama atenção pela ‘porralouquice’ do Vitório. Em 2010, ante mazembaço, não teve a mesma atitude e decidiu bancar Celso Roth. Hoje, decide bancar Argel. O que não é muito surpreendente, ambos tem problemas gravíssimos de enxergar o óbvio e de assumir realmente as responsabilidades.
Na Libertadores 2007 decidiu deixar o time todo como estava, afinal, era o campeão do mundo, não é mesmo? Errado. Sabemos que até o campeão deve se reforçar. Inclusive, a partir daí se criou a dependência ao ano de 2006. De alguma forma sempre retornamos, não é a toa que fomos buscar antigos ídolos, antigos dirigentes, antigos modos de gerir o clube. A lei do eterno retorno colorado.
Mas preciso falar da arrogância – eu disse que falaria – do Piffero. As conquistas do colorado subiram à cabeça e o tornaram numa espécie de coronel. O ataque desproporcional ao jornalista Rafael Serra mostra exatamente o tipo de pessoa que está na nossa presidência. Ao ser indagado do que seria o fato novo no Grenal 408, respondeu ‘o fato novo é que ganharemos o Grenal’. A humildade realmente não bateu a porta de Vitório. E essa irresponsabilidade e incompetência irão colocar o Inter no limbo no ano de 2016. O máximo que faremos é disputar a taça sétimo lugar, com algum técnico medalhão que cobrará o olho da cara, pois Argel será demitido após a eliminação na Copa do Brasil para o Remo.
       Confesso, sou um pessimista, mas tenho meus motivos. E esse motivo é: Vitório Piffero. O colorado em 2016 tem apenas cinco opções de futuro: 1. Perder o gauchão. 2. Perder a Copa do Brasil. 3. Ficar no meio da tabela no Brasileirão. 4. Ser goleado frequentemente. 5. Rever (contra).


Compartilhe isto

Posts Relacionados