Palmeiras: colecionando títulos brasileiros. O legado de uma nação!

11:09:00
O Brasil todo contemplou a imensa Mancha Verde se espalhando por cada canto de seu território. Amanheceu e a fumaça verde ainda encobria os céus. Um espetáculo na Arena para lavar a alma do palmeirense. O dia em que, mais uma vez, a figura de Prass enalteceu e fortaleceu os gritos de campeão por onde quer que houvesse um alviverde. 

Não poderia ter sido melhor, uma revanche com as mesmas medidas, porém com peso diferente, o Palmeiras havia perdido o Campeonato Paulista nos pênaltis para o mesmo Santos que derrotou (também nos pênaltis) numa competição de muito mais peso, a Copa do Brasil. Para completar a coleção e se distanciar ainda mais do pelotão que buscava se igualar ao Verdão, hoje com 11 títulos em competições nacionais, a Sociedade Esportiva Palmeiras consolidou-se ainda mais como o Maior Campeão do Brasil.

Apesar do grande alívio e da euforia, a incredulidade de muitos - próprios palmeirenses - não passou a linha da realidade por ter sido uma conquista tão mágica e surreal para aqueles que todos duvidaram, aqueles que diziam que o rival tinha um time melhor - de fato tinha - mas isso por si só não basta e o conjunto que entrou junto ao time na noite desta quarta-feira, 02, provou que para vencer um título nacional depende de muito mais que 11 jogadores. 

A seguir será retratado o retrospecto das oitavas de final até a grande final vivida por cada alviverde: 

RETROSPECTO DA COPA DO BRASIL 2015

Oitavas de Final



De todos os confrontos, este, pode ser considerado o "mais fácil" que a equipe alviverde enfrentou até se consagrar campeã. O Cruzeiro passava por um momento de crise e a equipe paulista foi superior fora de casa, confirmando a sua vaga à próxima fase. 

Quartas de Final



No jogo de ida houve até pênalti perdido, menos mal que um empate fora de casa aquela altura seria bom para o Palmeiras. Mas um gol, fora de casa, faz muita diferença. Os palestrinos que o digam! Sufoco total e emoções a mil no jogo de volta. A equipe chegou a ficar fora da semi-final por um minuto, até que a reação veio de imediata e pôs fim ao eletrizante jogo na Arena. Jogo pra cardíaco amigos! 

Semi-Final



Apesar de amargar a primeira derrota nesta fase da competição, o fator visitante com gol fora não apagou a chama da esperança palmeirense, ao contrário deixou acesa a brasa de que em casa tudo se resolveria. E resolveu! O gol lá fora permitiu que o placar se repetisse - dessa vez de forma favorável ao alviverde - e a figura de Prass brilharia nos pênaltis. Passaporte carimbado, SEP estava na Final contra o Santos, aquela mesma final do Paulistão, mas com um gostinho de revanche muito, mas muito maior.

Final


Após falar sucintamente sobre as partidas anteriores, não poderia deixar passar batido as últimas partidas que definiram o grande campeão.

IDA - VILA BELMIRO (25/11)

É, Nilson, seu gol perdido sem goleiro nesta partida amargará por muito tempo a vida dos santitas. Porém, apesar desse erro grotesco, a equipe toda deixou de fazer a lição de casa nesta partida. Com muitos gols perdidos e pouca agressividade contra o adversário que estava praticamente dominado, o Peixe deixou a confiança falar mais alto e jogou a sorte pra casa do rival. Como diria o Jackie Chan: Mal dia, mal dia. 
Santos 1x0 PalmeirasSantos bate Palmeiras em jogo tenso e fica a um empate do título
VOLTA - ALLIANZ PARQUE (02/12) - O JOGO DO TÍTULO

Até momentos antes do jogo o coração santista estava confiante, já o dos palmeirenses se encontravam apreensivos, alguns poucos desmotivados, mas não importava o que o Palmeiras teria que enfrentar, a torcida estava lá fazendo ruas de fogo, incendiando a Capital de verde. 
Palmeiras 2(4x3)1 SantosDepois de fazer 2 a 1 no tempo normal, em noite de Dudu, Verdão bate o Peixe nas penalidades e leva a taça. Brilha a estrela de Fernando Prass, com uma defesa e o gol decisivo nas batidas
O primeiro tempo trouxe um lance de perigo, uma boa defesa de Prass seguido de um rebote que o lateral Victor Ferraz carimbou a trave, o chute tinha endereço e o gol estava aberto. Que infelicidade! O lance mais importante foi a cabeçada de Barrios que tentou encobrir o goleiro Vanderlei, mas com a mão cruzada fez milagre. No mais, o primeiro tempo começou a dar sono, o 0 a 0 que era bom apenas pro Santos, jogando por este empate para sair de lá com a faixa. 

Já no segundo tempo, o Palmeiras voltou decidido, quis honrar a torcida que estava ali e jogou o que tinha que jogar para buscar a vitória, abriu o placar aos 11 minutos com Dudu. A equipe da Vila ficou apática e aos 39" tomou o segundo gol, de novo Dudu - o cara que foi decisivo com dois gols. Tudo indicava que o Palmeiras seria campeão no tempo normal, mas aos 41" da etapa final, Ricardo Oliveira - sempre ele - levou a decisão para os pênaltis. 

Iria se repetir a final do campeonato estadual, no qual o Santos já havia levado a melhor e carimbado a faixa. À essa altura os corações começaram a acelerar. Lembrei-me do Galvão "Haja, coração!". Os rivais começaram logo a zoação quando saiu o nome de Prass para fechar as cobranças de pênaltis pelo lado alviverde. 

As equipes foram escaladas da seguinte forma para as cobranças:

PalmeirasZé Roberto, Rafael Marques, Jackson, Cristaldo e Fernando Prass.
Santos - Marquinhos Gabriel, Geuvânio, Lucas Lima, Ricardo Oliveira e Werley.


PAL4
  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. 4
  5. 5
SAN3
  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. 4


Estava sacramentado o título palmeirense. Tricampeão da Copa do Brasil!!!

Chega ao fim a zica do técnico Marcelo Oliveira que por três anos havia batido na trave e herdado a fama de "tri-vice" da Copa do Brasil. Na sua quarta final, está lá seu terceiro título nacional em três anos consecutivos (2013 e 2014 Campeão Brasileiro pelo Cruzeiro; 2015 Campeão da Copa do Brasil pelo Palmeiras)



No começo da temporada - quando surgiu o vídeo dos bastidores do Zé Roberto convocando os jogadores a honrar o manto palmeirense - foi postado um texto em nosso site a respeito do Palmeiras almejar conquistas maiores, antes tarde do que nunca, eis que a Copa do Brasil é VERDE! 
Palmeiras: animal, grande e forte
Parabéns à Sociedade Esportiva Palmeiras por mais essa grande conquista em solo nacional. #MaiorCampeãoDoBrasil


O PALMEIRAS É GRANDE!!!

Siga a equipe no Twitter: @PALMEIRAS_VQTTV

Compartilhe isto

Posts Relacionados