Retrospectiva Corinthiana 2015 - Do lixo ao luxo.

23:26:00
(foto:fielcorinthiano.com)
Campeonato Paulista.
Corinthians era apontado como um dos favoritos ao título paulista, jogaria a semi-final em seu estádio, na Arena Corinthians-Itaquera contra seu maior rival, o Palmeiras. O Corinthians começou o jogo perdendo por 1x0 (Victor Ramos). Contudo, ainda no primeiro tempo conseguiu a virada com gols de Danilo e Mendoza. Já no segundo tempo da partida, tudo era encaminhado para a vitória Corinthiana, até que aos 29 minutos da reta final o palmeirense Rafael Marques balançou as redes para o alviverde. Com o jogo empatado em 2x2, a disputa seguiria para os pênaltis. A noite não era das mais Corinthianas, e quem se consagrou na disputa foi Fernando Prass que agarrou dois pênaltis e levou o Palmeiras a final do campeonato. Com a eliminação, agora o Alvinegro do Parque São Jorge poderia focar totalmente na Libertadores da América, mesmo já classificado para as oitavas de final, o Corinthians enfrentaria o São Paulo no Morumbi na próxima quarta feira.

(foto:esportes.terra.com)

Libertadores da América.
O Corinthians mostrou que não existia mais o trauma da Pré-Libertadores, derrotou o Once Caldas por 4x0 em Itaquera, fora de casa o jogo terminou 1x1 o que deu a vaga ao clube paulista. Corinthians caiu no famoso grupo da morte, que envolvia o então campeão da Libertadores, o San Lorenzo, o paraguaio Danúbio e o rival São Paulo.
Os resultados dos jogos da fase de grupo foram:
Corinthians 2x0 São Paulo.
San Lorenzo 0x1 Corinthians.
Danúbio 1x2 Corinthians.
Corinthians 4x0 Danúbio.
Corinthians 0x0 San Lorenzo.
São Paulo 2x0 Corinthians.
Com esses resultados, classificou-se em primeiro no grupo e teve como adversário das oitavas de final o pouco conhecido Guarani do Paraguai.
Ninguém pode negar que o mesmo foi subestimado até pelos próprios Corinthianos, o time estava voando e era dado como um dos favoritos ao título continental. A primeira partida no Paraguai, foi algo tenebroso, que nem o torcedor mais pessimista imaginava que poderia acontecer, o poderoso Corinthians caia diante do pequeno Guarani e perdia por 2x0. A partida de volta seria na Arena Corinthians, onde o Timão teria o apoio da sua fiel torcida que ainda acreditava em uma classificação heróica. Mas a noite do dia 13/05 também não era  das mais Corinthianas, o Corinthians não conseguia criar grandes chances de gols e levava uma grande pressão dos paraguaios, teve dois jogadores expulsos (Jadson e Fábio Santos) o que dificultou ainda mais o jogo que seguia 0x0, até que em um contra o Guarani abriu o placar.
O sonho do bicampeonato Corinthiano acabava ali. A torcida cobrava raça dos jogadores. O jogo terminou aos sons "O Brasileiro é obrigação".

(foto:goal.com)

Campeonato Brasileiro. 
Diante da queda no Campeonato Paulista e na Libertadores a fiel torcida cobrava raça dos jogadores e queria uma resposta em campo.
Após a queda na Liberta os primeiros resultados não foram dos melhores, foram 1 vitória (Chapecoense), 1 empate (Fluminense) e 2 derrotas (Grêmio, Palmeiras) , uma delas em plena a Arena Corinthians. Além dos péssimos resultados dentro de campo, o Corinthians vivia uma grande novela fora dos gramados, a renovação de Guerrero era pauta em todos os jornais esportivos. E o final dessa novela não foi dos mais felizes, a torcida clamava pela renovação do peruano que era o autor dos gols do Mundial de 2012 e que muitos consideravam como ídolo, mesmo após as declarações de que no Brasil só jogaria no Corinthians o atacante trocou o clube paulista pelo Flamengo o que causou uma enorme revolta na torcida Corinthiana, que além de perder Paolo Guerrero também perdeu Emerson Sheik para a mesma equipe carioca. Sem a dupla de ataque muitos davam o Corinthians como um forte candidato ao rebaixamento. Mas a equipe alvinegra estava por surpreender,  teve uma boa sequência com 8 vitórias, 3 empates e 1 derrota, passou a lutar não somente pela vaga na Libertadores, como também pelo título brasileiro. Depois do empate polêmico com o São Paulo no Morumbi, o Corinthians venceu o Sport na Arena em Itaquera, por 4x3, em um jogo que pode ser considerado como um dos "mais jogados". Assumiu nessa rodada a liderança do campeonato, e era seguido pelo Atlético Mineiro. Depois venceu o Avai por 1x2 na Ressacada e terminou o primeiro turno como líder. Antes do início do segundo turno, pela Copa do Brasil, foi eliminado pelo Santos (2x0 na Vila Belmiro, 1x2 em Itaquera), mesmo sendo a terceira eliminação dentro do seu novo estádio digamos que a torcida Corinthiana não ficou tão chateada assim com a eliminação e deu um show em Itaquera. Era claro que o Corinthians não conseguiria lidar com as duas competições, e deveria focar em apenas uma, como a vaga para a libertadores já estava encaminhada pelo campeonato brasileiro, a torcida tinha como foco o campeonato do qual o clube já era líder.

(foto:blogdodidi.com)

No início do segundo turno, totalmente ao contrário do início do primeiro, teve uma ótima sequência 4 vitórias e 2 empates. Voltou a perder na 26º rodada, para o Inter em Porto Alegre, mas continuava na liderança. A sequência das próximas rodadas foi incrível, foram 8 vitórias em 8 jogos. Uma dessas vitórias foi contra o vice líder Atlético Mineiro, que foi massacrado e humilhado em Minas Gerais. Após essa partida, a contagem regressiva para o Hexa estava prestes a acabar. Diante do Vasco da Gama que lutava contra o rebaixamento, o vice líder atlético havia pedido para o São Paulo e um empate Corinthiano garantia o título aos mesmos. E foi isso que aconteceu, faltando 3 rodadas para  o fim do campeonato, Corinthians empata por 1x1 com o Vasco e é consagrado o Campeão Brasileiro de 2015!
(foto:veja.abril.com.br)

No domingo, 22/11 receberia a taça em Itaquera, em um jogo contra o São Paulo, que tinha a chance de carimbar a faixa do rival. Com o time reserva, o resultado foi impressionante, indiscutíveis 6 gols para o lado Corinthiano, e com a defesa de penalti de Cássio. Nada melhor do que receber a taça após golear o rival por 6x1.

(foto:gazetapress.com)

Ainda para cumprir tabela enfrentou o Sport(derrota) e Avaí(empate) o que resultou em bater o recorde de maior pontuador da "Era dos Pontos Corridos" com 20 clubes.
O ano de 2015 teve um resultado muito diferente do que era esperado pelos Corinthianos. Um ano que até a metade poderia ser dado como "perdido" terminou de uma maneira que ninguém esperava, mas merecidamente, terminou muito bem. Parabéns a todo o elenco, todos os jogadores e principalmente ao técnico Tite, que foi um dos principais heróis do título. De três eliminações dentro do seu próprio estádio, para a conquista do titulo brasileiro, em menos de um ano, isso é Corinthians! Literalmente a torcida Corinthiana foi do inferno aos céus. 2015 acabou por aqui, mas em 2016 tem mais! Até lá, Fiel!













Compartilhe isto

Posts Relacionados