Saímos com a alma lavada de 2015. Em todos os sentidos.

09:52:00
Meus amigos e minhas amigas, o Palmeiras encerra o ano de 2015 com a sensação de dever cumprido. Ainda sob efeitos do tricampeonato da Copa do Brasil, o Porcão da Massa foi até o estádio Mário Filho, o MARACANÃ e enfrentou uma desmantelada equipe do Flamengo. Não que o jogo tenha sido um primor, ao contrário,  em certos momentos deu sono, muito sono (já esperava por isso). Porém, o que salvou em muitos momentos do primeiro tempo, foi a Massa Palestrina, que não parou de cantar por um minuto sequer.


Evidente que queríamos dar adeus ao bom ano de 2015 com vitória, encerrar um tabu de 10 anos sem vencer na rodada final do Brasileirão, e sempre é bom ganhar, seja onde e como for, porém no fundo no fundo, tudo era festa. A vitória veio como um bônus ao Palestra, e coroou as atuações de Dudu (inclusive, belíssimo chapéu) e Vitor Hugo na temporada.

Nosso querido camisa 7 fechou o ano como artilheiro da equipe, como 16 tentos, e Vitor Hugo com 9.

Ah... sobre o jogo? Sim, tivemos um, mas de forma resumida foi assim:

Tivemos duas grandes chances no primeiro tempo. Logo aos 5 minutos, quando Zé Roberto tocou para Lucas Taylor  (tem futuro o garoto), na entrada da área pela direita. Ele chutou forte, mas o goleiro Cesar fez ótima defesa. Aos 12" foi a vez de Alecsandro, o 'AlecPorco', perder um gol que geralmente não perde. O camisa 90 recebeu dentro dá área e tocou de cobertura, mas a bola passou à direita da meta adversária

No segundo tempo, o Palmeiras quase abriu o placar novamente,  aos três minutos, quando Pará salvou o gol após cabeçada de Leandro Almeida. Após 21 minutos de puro marasmo em campo, o nosso gol saiu. Abrimos o placar aos 26", com Dudu, de cuca legal, depois de ótimo cruzamento de João Paulo.

Pouco depois, levamos o empate. Em uma bola levantada na área, Vitor Hugo cabeceou para cima. Fábio resolveu sair do gol, mas, novamente, ele falhou nesse fundamento. Ele ficou no meio do caminho pensando na festa do título da CDB, e Pará desviou de cabeça para o gol.

Mesmo após sofrermos o empate, continuamos melhores e fomos recompensados com o gol da vitória aos 44 minutos. João Paulo cobrou falta na área, e Vitor Hugo desviou para guardar o segundo tento, para festa da torcida alviverde que foi em bom número ao Maracanã. Ainda deu tempo de Cristaldo perder grande chance cara a cara com o arqueiro adversário. Mas no geral, vitória justa. E saímos com a vitória. Além claro de sairmos com gritos do Maraca de: " É CAMPEÃO".

Finalizamos o campeonato na nona colocação com 53 pontos. Com a sensação de que poderíamos muito mais. E apenas 9 pontos do quarto colocado.  E desta feita, o clube dentro das quatro linhas se despede. Com vitória, moral elevada e avisando a todos: Nunca nos desprezem, somos Palmeiras, somos GIGANTES.

Siga nossa equipe no Twitter: @Palmeiras_VQTTV

Compartilhe isto

Posts Relacionados