Ser torcedor...

12:22:00
Algum tempo atrás fui questionado por um amigo. Sua pergunta era a mais normal do mundo, no qual todo fã de futebol já ouviu: "Porque você é torcedor? Qual a graça de ver futebol?". De imediato, não obtive respostas, o que me fez refletir. Afinal, por qual motivo nós, torcedores, somos apaixonados por nossos clubes e por esse esporte? Qual é o real motivo de ser torcedor?

Um retrato do que é "ser torcedor". Fonte: Cruzada Vascaína


Gosto de fazer uma comparação entre o futebol, ou os esportes em geral, com um fã de uma banda ou um gênero musical. Na verdade, a nossa "loucura" é ainda maior. Poderíamos pensar "Nossa, mas eles ficam meses na fila e pagam muito dinheiro para ver shows de, as vezes, meia hora". De fato, isso é algo muito estranho, porém, nós, sócios torcedores ou não, pagamos quase 1/8 do nosso salário para ver um time jogar uma partida, por muitas vezes, fraca. Mas é o nosso time, assim como é a banda favorita deles. Viramos a noite tentando comprar ingressos para a final de um campeonato ou para um clássico, assim como eles viram a noite em uma fila para pegar o melhor lugar possível. Todos movidos por uma paixão.

Além da paixão, ambos fazem bem a saúde. Escutar uma boa música nos acalma, nos motiva ou apenas nos diverte. Uma partida de futebol nos deixam aflitos e, logo em seguida, em êxtase total com apenas uma bola na rede. Além disso, o incentivo à pratica do esporte. Aquela vontade de querer ser Messi, Neymar, Ronaldinho ou qualquer outro craque ou ídolo do seu clube do coração. As amizades adquiridas por conta de um clube em comum e também a corneta quando o rival perde. As desavenças quando o seu time perde, mas logo após a reconciliação. A vontade de querer sempre ganhar, mas também sabendo trabalhar em equipe. A oração como um pedido de ajuda, pelo mal momento do seu time. A mesma oração, mas como agradecimento pelo título conquistado. A emoção de ver o quão bem seu time faz às pessoas, a ponto de seu último desejo ser a última ida ao estádio. Sua segunda casa. É o poder de um clube em poder ajudar uma pessoa, mesmo que indiretamente, como o caso da Piratinha tricolor, ou do menino Matheus, cruzeirense. É apenas o prazer de juntar os amigos, sem um motivo especial. Assar aquele churrasco de domingo e torcer, mesmo que sem razão, por um bom jogo de futebol.

Nessa última rodada de campeonato brasileiro, quero, além de tudo, agradecer. Agradecer aos clubes, por terem propiciado grandes jogos. Agradecer aos torcedores, por terem apoiado seus clubes e feitos festas linda. Agradecer ao nosso site, o Vai que tô te Vendo, por ter aberto esse lindo espaço para debates. E, por último, agradecer aos meus colegas pelas grandes experiências e excelentes relacionamentos. Uma boa sorte àqueles que lutam para fugir do rebaixamento. Boa Sorte àqueles que lutam pela vaga na libertadores. Boa sorte àqueles que lutam pelo segundo lugar. E àqueles que não disputam mais nada, boas festas, boas férias e um ótimo 2016! 

Nós, do Vai que tô te vendo, desejamos à todos, Boas festas! São votos meus, e de toda a equipe!

Compartilhe isto

Grêmio, United, Juventus, Borussia, Arsenal. Analista de futebol com olhos de torcedor. Um jornalista varzeano. Futuro educador físico.

Posts Relacionados