Entenda como o Verdão passou a jogar um futebol vistoso!

16:20:00



Jogadores próximos, vantagem numérica e opções de passe, desde o campo de defesa. Sem desespero ou chutões.



A bola que estava com Edu Dracena, que tocou para Jean, que devolveu à Dracena e recomeçou o lance com V.Hugo. Reparem que sempre há jogadores buscando o jogo e dando opções para passe. Proximidade e compactação seguem. Chutões pra quê? Jogo terrestre é o correto.



Tchê Tchê ao ter dado opção de passe e receber a pelota, ganhou espaço, terreno e visibilidade para jogadas.



Como disse anteriormente, Tchê Tchê ganhou espaço, e outros jogadores ao notarem, dão novas opções para passe. Continuamos em pelo menos três opções. Mobilidade é a questão resolvida.


Egídio e Dudu no popular 1-2, mas com velocidade e intensidade, diante de marcadores e, abre espaço para a linha de fundo.



Cruzamento deu ruim? Calma, no stress. Recomeça a jogada, troca passes e com proximidade entre jogadores. Novas três opções, mas com Dudu afastado da muvuca maior de jogadores, dá profundidade para um passe que fura um bloqueio defensivo. Ou seja, nova variação de jogadas.

A sequência do lance terminou no primeiro gol de Gabriel Jesus, que foi parecido com o segundo gol. Ou seja padrão de jogo e nada de chutões desnecessários. Com compactação, intensidade, e mobilidade. Coisas que o futebol moderno exige, mas que o torcedor Palmeiras não via algo parecido há tempos. Bom para a equipe , para a torcida, e para o futebol.

Compartilhe isto

Posts Relacionados