Entrevista com o jornalista dos canais Esporte Interativo, Bruno Formiga!

18:11:00

O entrevistado da vez é Bruno Formiga, dos canais EI
O jornalista e comentarista doa Canais Esporte Interativo, Bruno Enderson Nogueira da Silva, ou simplesmente Bruno Formiga, atualmente comentarista dos Canais Esporte Interativo, é o entrevistado desta feita no Vai Que Tô Te Vendo. Acompanhem:

VQTTV: Como você se descreveria?
Bruno Formiga: Um chato com carisma. E um crítico por natureza.

VQTTV: O que te levou a rumar sua carreira no jornalismo?
Bruno Formiga: A paixão pelo futebol, sem dúvida. Foi uma forma de unir o que mais me encanta com o gosto pela leitura e pela escrita. Vem de berço. Meu pai é um louco por futebol e tenho um irmão escritor e professor de literatura.

VQTTV: Procede que um dia, você foi jogador profissional de futebol ou algo do gênero?
Bruno Formiga: Sim. Quando trabalha no jornal O Povo, em Fortaleza, meu editor resolveu fazer um ‘diário de bordo’ do Lado B do futebol. Assinei contrato com um time da terceira divisão estadual, fui inscrito e joguei. O clube sabia e o elenco também. Mas ninguém aliviou. Foi tudo à vera. E já passei por categorias de base.

VQTTV: O Futebol Brasileiro por mais que queira avançar, ainda pena em muitos aspectos. Isso se deve única e exclusivamente a fatores políticos, e interesses de terceiros? Ou há outros fatores?
Bruno Formiga: Há outros. É quase cultural. Temos falta de planejamento nos clubes, ausência de interesse das entidades, acomodação da classe de jogadores, êxodo, fragilidade financeira, etc.

VQTTV: Como você analisa o atual momento do Futebol Brasileiro dentro das quatro linhas? Houve de fatos evoluções táticas? Ou foram evoluções em pequenas partes?
Bruno Formiga: Estamos tentando evoluir. Mas de forma atrasada. O efeito Tite pode fazer bem ao resto. Entramos na briga pela atualização de conceitos tarde demais.

VQTTV: Podemos considerar hoje a Confederação Brasileira de Futebol, um câncer ao futebol nacional? Se sim, por quê?
Bruno Formiga: Não acho que a entidade em si seja o problema. O ruim é o sistema como um todo. A questão como as escolhas são feitas, o poder das federações, os interesses.

VQTTV: Sobre os programas de sócio torcedor dos clubes, Qual deles você vê como mais rentável? E tal sucesso como possui o Avanti Palmeiras, irá perdurar? Há como manter?
Bruno Formiga: Projeto de sócio é fundamental. Ganho projetado, organizado e planejado. Mas precisamos de mais passos, com mais benefícios para os sócios além de entradas e descontos. Ainda vejo os planos de Inter e Grêmio como os mais bem acabados.

VQTTV: A Fórmula dos campeonatos estaduais está cada vez mais ultrapassada, e o implemento da Primeira Liga é um embrião que pode ser uma válvula de escape diante de Campeonatos de nível técnico duvidoso e que não atraem muito torcedores. Em meio a isso, sabemos que a Copa do Nordeste é altamente rentável e de nível técnico interessante. Mas as grandes questões que ficam são: Qual o motivo para tamanho sucesso da 'Lampions League'? E se de fato os torneios regionais são a real saída para uma evolução do nosso futebol?
Bruno Formiga: Torneios regionais são solução para os clubes maiores. Os estaduais ainda são fundamentais para os clubes menores. Questão de sobrevivência. Sobre a Copa do Nordeste, o sucesso vem de uma questão de orgulho regional, identidade e necessidade de afirmação. Vários fatores ao mesmo tempo que terminaram por fazer o torneio, para além de útil técnica e financeiramente, uma bandeira.

VQTTV: Mudando um pouco de assunto, migrando ao MMA, como você analisa o desenvolvimento do esporte aqui no Brasil?
Bruno Formiga: Evoluímos muito. Melhoramos as competições, a formação dos atletas e a preparação desses profissionais. Há mais eventos e mais estrutura.

VQTTV: Sabemos que os canais Esporte Interativo apoiam o MMA brasileiro, e eventos de qualidade excelente como o Legacy, World Series of fighting, entre outros. Não só nas Artes Marciais Mistas, mas kickboxing, judô, boxe, etc... E quero saber de ti, essa parceira do EI com o mundo das lutas possui enorne sucesso, devido a que?
Bruno Formiga: Há uma demanda e um público que gosta de luta, muito além do UFC. Falamos para quem quer mais que só a grife. São pessoas que gostam do esporte. O EI também aprendeu a tratar os eventos e ajudar a melhorar a estrutura e a realização.

VQTTV: Podemos considerar o Brasil, uma potência no MMA?
Bruno Formiga: Claro. Basta ver os atletas de ponta, os campeões que já tivemos e temos. O Brasil faz parte da semente do MMA. País fundamental na construção da modalidade.

VQTTV: E sobre a luta contra o dopping, como pode ser vista? Ela está realmente mais eficiente, ou possui falhas graves?
Bruno Formiga: Estamos sempre um passo atrás. A sociedade se dopa. Se dopa para estudar, para ficar mais calma, para dormir, para se concentrar. É uma luta meio demagoga. Mas necessária. Não podemos passar o recado de que burlar para tirar vantagem vale a pena.

VQTTV: Para encerrar, uma mensagem aos amigos leitores do site Vai Que Tô Te Vendo.
Bruno Formiga: Tenho orgulho da minha profissão e sou bem realizado com o meu trabalho. Faço questão de nunca me conformar e sempre apurar o olhar para nunca perder o senso crítico. Vale para o jornalismo e para a vida.

Entrevista por Leonardo Bueno

Compartilhe isto

Posts Relacionados