Contra tudo e todos! Pós-jogo de Sport 1x3 Palmeiras

10:10:00
Festa Palestrina virou rotina. (Foto/Fonte: Carlos Exequiel Vanonni/Lance!)
Foi em moldes de batalha campal, que o Palmeiras entrou em campo para enfrentar a equipe do Sport, na (hoje) não mais temida Ilha do Retiro, em Pernambuco. Na peleja válida pela 13º rodada do Brasileirão, o Verdão, antes mesmo de entrar em campo, não estava bem fisicamente. Edu Dracena se machucou, Dudu apresentou desgaste e ambos nem viajaram. Fernando Prass fez testes físicos momentos antes do jogo para saber se teria condições, enquanto Jean teve indisposição.

Não bastando tudo isso, os donos da casa bateram o tempo todo nos jogadores do Palestra, tentando intimidá-los, e mesmo com 'a porrada comendo solta', a arbitragem, infeliz, de Anderson Daronco não conteve as faltas duras. Porém, mesmo com adversidades, o Palmeiras impôs seu ritmo e logo aos 10 minutos do primeiro tempo abriu o marcador. Após boa jogada trabalhada por Erik e o do Dono do campeonato até aqui (GABRIEL JESUS, QUE HOMEM ABENÇOADO), o camisa 14 recebeu dentro da área e finalizou para o gol, juntamente com falha do goleiro, abriu o caminho para a vitória. O jogo seguia, o Sport pouco ameaçava, e o Palmeiras era o senhor das ações. Controlava o jogo como queria. Teve apenas um susto em cobrança de falta do tinhoso Diego Souza e nada mais. Se o Porco tivesse caprichado um pouco mais, iria para o intervalo com 2-0 na conta. 

Foi para o intervalo com 1-0 apenas, e se deparou na etapa final com a natural pressão da equipe mandante ao ver que a vaca está indo para o brejo e que a derrota o atola mais na zona de rebaixamento. Os mandantes esbarravam nas limitações técnicas, até Gabriel Xavier aproveitar trombada entre Mina e Rogério. Ele tirou Van Der Prass do lance e empatou a partida.

1x1 e teríamos caos? Não! o Palmeiras soube trabalhar com a pressão, tanto que aos 20' do 2ºT, Thiago Santos foi esperto, roubou a bola e acertou bom passe para Gabriel Jesus. Ele não vacilou: Verdão na frente de novo. Cinco minutos depois, o golpe final: Jesus Abençoado sofreu pênalti do arqueiro rival. Na cobrança, Cleiton Xavier definiu a vitória palmeirense por 3x1. 

Com 71% de aproveitamento, o Palmeiras é o líder com 28 pontos, (aproveitamento de campeão) enquanto o Sport segue na zona da degola, com 12. O triunfo nos mantém com boa vantagem na tabela, mas gera preocupação não só pelas lesões, mas pelos cartões que o infeliz Daronco deu. Três jogadores (Gabriel Jesus, Róger Guedes e Thiago Santos) estão suspensos para o jogo contra o Santos, terça-feira, no Allianz Parque. Sim, o jogo será terça, pois haverá um evento religioso no Allianz, e não daria tempo de desmontar a bagaça para termos o jogo.

Se por um lado há preocupações e reclamações para a arbitragem que foi GROTESCA, e de certo ponto tendenciosa com o Palmeiras, na qual invertia faltas, não marcava irregularidades escandalosas, entre outras aberrações anti-Palmeiras, fica a certeza que há qualidade e quantidade no elenco, pois Mina estreou muito bem. Doidão mas seguro. Uma falha ou outra na estréia, mas faz parte. Dudu retorna a equipe, Barrios (quem diria) pode ser opção, Rafael Marques, Vitinho, Cleiton Xavier iniciando a partida, enfim, opções temos, mesmo com ausências dos suspensos, e mais o polivalente Moisés, que dificilmente terá condições para o clássico. Que venha o Santos, e em tempo, Bata no peito torcedor Palmeirense e diga: Aqui é o líder, sigam o Líder!

SIGA NOSSA EQUIPE NO TWITTER @Palmeiras_VQTTV

Compartilhe isto

Posts Relacionados