Diego, Flamengo e a moral resgatada

13:47:00

Capa do Twitter oficial do novo jogador do Flamengo (Reprodução/Twitter)
Quando a chapa “Fla Campeão do Mundo” foi eleita em 2012, o Flamengo estava à beira de uma falência, com dívidas chegando a três quartos de bilhão, salários atrasados, clube nas páginas policiais, chacota entre os rivais. 

Ao tomarem posse, a primeira medida foi clara: diminuir o investimento no futebol para sanar o clube na parte financeira. E assim foi feito, com “pacotão caipira”, jogadores de nível duvidoso, e uma ou outra contratação boa (sem custos), o maior clube do Brasil pagou, até hoje, mais de 300 milhões de reais da dívida monstruosa.

Pois bem. Após três anos agindo desta forma, com Eduardo Bandeira de Mello reeleito (porém sem a composição inicial da ‘Chapa Azul’), o Flamengo passou a investir mais no futebol: nomes como Rodinei, Mancuello, Gustavo Cuéllar, Alex Muralha, Juan, Réver, Rafael Vaz, Alejandro Donatti, Leandro Damião e, ontem, o anúncio a contratação mais impactante da gestão: Diego Ribas, ou só Diego, que surgiu no Santos em 2002, junto com Robinho.

Mas a contratação de Diego não representa só um ganho técnico. Desde que começaram as especulações sobre sua vinda ao Mais Querido, os torcedores rivais e, principalmente, a imprensa novamente voltaram a fazer algo que só fazem quando o Flamengo contrata: analisar o orçamento e questionar a austeridade financeira do clube.

Após dias de lamentações dos rivais e de jornalistas, especialmente nas redes sociais, o rubro-negro anunciou o camisa 10 em uma grande ação de marketing no Twitter:

(Reprodução/ Twitter)
Em menos de dez minutos, o tweet já tinha mais de 3 mil retweets, mostrando que a ação conjunta entre Flamengo e a empresa Ocean, que cuida das mídias sociais do atleta, havia dado certo. Poucas horas depois de ser anunciado, Diego publicou um texto chamado “Letras, não números”, em que mostra que vem para o Flamengo buscando fazer história e deixou a Nação ainda mais esperançosa e animada: 

 
Texto de Diego no site Tribuna de Honra (Foto: Reprodução/ Twitter)

A vinda de Diego recupera no rubro-negro o orgulho de dizer ao mundo inteiro a alegria de fazer parte da maior torcida do mundo, a esperança de títulos, de boas campanhas nos campeonatos nacionais e internacionais e a certeza de que o Flamengo voltará para o lugar de onde esse clube gigante jamais deveria ter saído: o topo!

Saudações Rubro Negras,


Compartilhe isto

Posts Relacionados