Porque é sim permitido sonhar!

03:19:00
Vencer sempre é importante, convencer é consequência, e analisando o Grêmio no campeonato brasileiro eu vou além desse pensamento e me permito reclamar, sonhar, enlouquecer e desejar o título. O Grêmio oscila como todos os clubes da competição, porém assistindo o Grêmio jogar em alto nível é de encher os olhos. Um time armado no 4-2-3-1 com dois volantes em linha indo e vindo, dois extremos que tem que marcar o lateral adversário, porém com a bola no pé atacam, e caem em diagonal para arrematar, tabelar, criar e ocupar espaço por dentro para que por fora o lateral passe, e o meia centralizado entrando na área, fazendo gols, concluindo e aparecendo, podemos discutir sua qualidade, mas o meia do Grêmio aparece para o jogo, faz trocas de posição com o camisa 9, que é na maioria das vezes um cara de movimentação, um jogador dinâmico e isso facilita o esquema de Roger Machado. 

Porém para ser campeão é preciso vencer fora de casa, é preciso não convencer e sim vencer, é o futebol de resultados para levantar taças e fazer o nosso torcedor feliz, até porque precisamos de um título muito mais do que do que o sargento Garcia prender o Zorro, ou do que o Coiote pegar o Papá Léguas. É muito louco falar isso, mas o torcedor do Grêmio sabe, e entende o quanto precisamos vencer uma competição, e nada melhor do que quebrar esse gelo com o título de campeão brasileiro, mas para isso precisamos trabalhar, trabalhar, jogar, jogar, treinar, treinar, correr, correr, marcar, marcar, arriscar, arriscar, tudo em dobro, e também o apoio do nosso torcedor, o grito, o carinho, entender que vamos errar passes, vamos cometer faltas idiotas, mas estamos fechado com vocês nessas, precisamos vencer, não sei se convencer, mas vencer. Sabemos na teoria como jogar, porém na prática muitas coisas mudam, como por exemplo a bola parada adversário, o escanteio, a falta, levantar bola na nossa área é fazer o coração disparar. 

Mas quando conseguimos jogar, ter posse de bola, ser agudo, infiltrar, não deixar o adversário jogar, saímos com o resultado positivo, iludidos e achando que podemos ser campões. Porém alguns tropeços, como diante do Vitória em plena Arena, contra o Sport lá em Recife, e isso que eu nem lamento os pontos contra Chapecoense e Fluminense. Mas agora é obrigação vencer, é necessário, essa sequência é fundamental, tem que vencer todas até encerrar o turno, e abrir o turno atropelando o Corinthians na Arena, time que quer ser campeão faz 5, 8, 12 vitórias seguidas, não perde, pontua fora, faz o dever de casa, e o Grêmio precisa vencer mais fora de casa, o nosso time é bom, nosso grupo é qualificado, temos diversas qualidades, um defeito visível e outros que só com análise mais profunda para ser visto pelas pessoas. 
Pedro Rocha, Douglas, Edílson e Miller Bolaños, comemorando o gol do triunfo diante do São Paulo.
E ontem diante do São Paulo foi sem sombra de dúvidas o melhor jogo do Grêmio no ano, talvez aquele contra o Atlético Mineiro e o da Ponte Preta cheguem perto, mas ontem meus nobres amigos, o Grêmio amassou, triturou e só não fez picadinho do São Paulo porque o goleiro Dênis foi abduzido por extraterrestres antes da partida e no seu lugar jogou alguém que não sabemos quem é no corpo do mesmo, e fez milagre em cima de milagre. Ontem não teve bola aérea adversária, e não porque o São Paulo não tentou, e sim porque o Grêmio evitou de ceder escanteios, evitou do lateral ou meia adversário ocupar o lado do campo, porque o Grêmio foi excelente na marcação, méritos de Roger Machado treinador do tricolor gaúcho.  

Mas onde quero chegar falando de ontem, falando de pontos perdidos, falando de brigar por ser campeão, e falando do jeito que jogamos, quero chegar que sim meus amigos é possível, é provável, e é sim para sonhar com o título de campeão brasileiro de 2016, Palmeiras, Corinthians, Santos e todos os outros que ali estão, são qualificados, mas tô vendo que se o Grêmio quiser e seguir trabalhando, vamos sair sim campeões no final do ano. Vamos passar o Natal e o Ano Novo com o Grêmio campeão, me permitam sonhar, me permitam delirar, me permitam continuar do lado de vocês. 

Saudações, André Soledar.
Equipe Grêmio: Twitter

Compartilhe isto

Posts Relacionados