Merci Jules

00:31:00
Como o tempo voa... Parece que foi ontem mesmo que seus fãs choravam a noticia de sua morte e cá estamos nós um ano depois. Lembro como doeu receber a noticia, dos meus choros em saber que nunca mas iria ver aquele sorriso sincero, a voz tranquila dando entrevistas o amor que demostrava pela família e amigos, a maneira com o qual se dedicava ao seu sonho ser piloto.

Foto: memoriaf1.blogspot.com

Nunca fui fã de pilotos franceses até te conhecer. Nunca senti tanta a necessidade de saber da carreira de um piloto antes de ti. Com você aprendi o que é amor de fã e como não é incomodo nenhum para um fã acordar fora de hora, ouvir noticias suas e o quanto é agoniante quando sofre um acidente.

Foto: brunaandresafantasticocirculoformula1.blogsspot.com

A... o acidente... o dia 5 de Outubro nunca mas será o mesmo, irei sempre lembrar daquela madrugada o desespero de não ter noticias suas, as imagens do acidente a minha reação. O dia 17 de Julho também nunca mas será o mesmo... chegar em casa após o trabalho e saber da sua morte, despencar a chorar no quarto trancada por alguem que nem conheci, mas que de alguma forma me fez sentir emoções tão fortes.

Neste um ano sem você, muitas coisas mudaram, mas o meu carinho não se modificou em nada. Meu plano de fundo continua sendo você com o macacão da Ferrari, pois eu sei que se tivesse oportunidades você seria o piloto deles em um futuro breve.

Foto: it.motorsport.com

Como fã só tenho algo a lhe dizer: Obrigada por me ensinar como é o amor de fã. Obrigada por me mostrar os motivos pelos quais me apaixonei por esse esporte. E por ultimo obrigada por você ter existido.

Texto por: Victória Coelho


Compartilhe isto

Posts Relacionados