Uma derrota merecida

19:23:00
Hoje, dia 24 de julho, o Fluminense perdeu fora de casa para o Atlético Paranaense por 1 a 0. O gol do jogo foi marcado por Hernani, aos 33 minutos do primeiro tempo, em chute indefensável no canto direito de Diego Cavalieri, que nada pode fazer.
Richarlison, mais uma vez, apagado em campo.
O JOGO

A equipe tricolor foi a campo com a mesma escalação do jogo contra o Cruzeiro, mas não conseguiu repetir a boa atuação. A equipe paranaense começou o jogo com um posicionamento mais defensivo e partindo pro contra ataque em velocidade, deixando o Fluminense ter a posse de bola. Mesmo com maior tempo de bola nos pés, a equipe não conseguiu criar nada e sofreu com a velocidade dos ataques do time da casa. Vinícius, aos 6 minutos, quase abriu o placar, mas Gum salvou em cima da linha. Um minuto depois, Diego Cavalieri foi obrigado a intervir com belíssima defesa. Passada a pressão inicial, o jogo ficou equilibrado e morno.  Até que em um contra ataque do Atlético, a bola foi cruzada para Walter, que dominou e ajeitou para a finalização de Hernani, que abriu o placar. O time carioca não conseguiu produzir nada até o fim do primeiro tempo.

Levir Culpi percebeu a falta de um jogador para armar a equipe e sacou Maranhão, improdutivo, colocando Dudu em seu lugar. Pouco adiantou. O Fluminense tinha grande volume de ataque, mas não caprichava no último passe e sofria com a pouca movimentação ofensiva.  Wellington Silva, o melhor jogador tricolor em campo, tentava criar jogadas pela lateral direita, mas sem sucesso. Defensivamente, foi perfeito. O tempo foi passando e o técnico tricolor tentou suas últimas cartadas. Substituiu Richarlison e Douglas, colocando Magno Alves e Edson. Nada adiantou. Cavalieri ainda fez duas defesas difíceis e somente isso. A equipe carioca passou 90 minutos sem assustar o gol do goleiro Weverton, que terminou a partida sem ser vazado.


REFORÇOS

Do primeiro pacote tricolor, apenas Dudu não começou no time titular. Maranhão e William Matheus estavam entre os 11 jogadores iniciais. Mas não conseguiram corresponder as necessidades da equipe na partida. Já Dudu, que constantemente vem entrando no segundo tempo, ainda não demonstrou ao que veio. Desde a chegada desses reforços, nenhum deles conseguiu fazer uma partida que encantasse a torcida do Fluminense.

Essa falta de produtividade, que acaba afetando a equipe, faz com que a esperança e apreensão pela estreia dos jogadores do segundo pacote de contratações aumentem. Marquinho, Aquino, Wellington, Rojas e Henrique Dourado são jogadores que atuam do meio de campo pra frente, na criação e finalização de oportunidades. A equipe só tem a crescer com  a entrada desses jogadores. Bom lembrar que Gustavo Scarpa, até então melhor jogador tricolor no campeonato, está no fim da recuperação de uma lesão.  A situação pode não ser a melhor, mas tende a melhorar.


COPA DO BRASIL

O Fluminense não terá período de descanso e deve rapidamente esquecer a partida desse domingo. Na quarta-feira, a equipe terá o jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil, contra o Ypiranga, às 21h45min. 

"O que será que vai acontecer em Erechim que tenha acontecido aqui? Vai ser diferente. Não tem grama sintética, é outro time, outro campeonato. O time não vai mudar. Vamos dar sequência ao time”, respondeu Levir Culpi, ao ser perguntado sobre a partida.

Douglas e Henrique, dois jogadores que deverão ser titulares na próxima quarta-feira.
É bom lembrar que o primeiro jogo terminou em um empate por 1 a 1. O time de Guerreiros terá que buscar o resultado e propor o jogo se quiser sair com a classificação para as oitavas de final da competição.

por Vinícius Veloso
Equipe Fluminense: Twitter

Compartilhe isto

Posts Relacionados