Entre a cruz e a espada, de herói a vilão!

17:24:00
Um domingo que começou nublado, mas que deu lugar a uma tarde de sol à beira do Guaíba, com o gigante da beira rio lotado, empurrando o Inter para a tão esperada vitória. O Inter recebeu o São Paulo que veio disposto a pontuar na tabela. O começou precavido, casinha fechada, e, logo, percebemos que Celso Roth estava realmente na casamata pelo estilo de jogo da equipe. Com a torcida pegando junto o São Paulo sentiu a pressão. 

O Inter estava com um meio campo nulo e, pouco se viu jogadas com grandes chances para abrir o placar. O time estava encorpado na defesa com o novo capitão Ernando, a estreia de Eduardo e, mais o lateral Ceará, atuando pela primeira vez em seu retorno. O Internacional se quer levou algum susto no primeiro tempo, não fosse o lance capital, bate rebate dentro da área, falhas individuais e o pênalti de Paulão. Gol do São Paulo!!!! O desespero em campo, a torcida firme e forte elevou o canto até o fim da primeira etapa.
  
Segundo tempo, e, o Inter mergulhado na crise procurando heróis improváveis, como as entradas de Ariel e Andrigo, o ingresso tardio do selecionável William recém campeão olímpico. Mas, nada disso parece surtir efeito, convenhamos que vivemos a maldição Andrigo, toda a torcida já sabe que a resposta não está ali, Ariel teve suas oportunidades de virar herói, mas não foi, até então o herói estava vestindo a camisa 1 do são Paulo, com excelentes defesas. Denis impediu a torcida de desabafar, soltar o grito, chutar para longe essa má fase que sabe se lá porque paira acima do time colorado...

Valdívia acabou indo de herói a vilão (Foto:Divulgação/Correio do povo).  

Mas, como tudo na vida é feito de esforço, o Inter que já não tinha nenhuma pretensão de ser organizado em campo, mas que passava a querer o gol de qualquer forma, teve sim seu mérito. Teve em Ernando, contando com o desvio do adversário, que venceu o até então herói Denis e igualou o placar. - Boa meu capitão! - gritou a torcida, que empurrou o time, que então resolveu se encontrar em campo, mostrando talvez aquilo que vem sendo trabalhado em seus treinamentos. 

Eis que surge como que em passe de mágica a grande chance do jogo, pênalti marcado, jogo no fim, Denis já não mais como herói, agora podia-se ver isso na figura do mago Váldivia, o Inter daria a volta por cima, sacudiria a poeira e voltaria depois de muito tempo a vencer. E o colorado ficaria um #pokomelhor na tabela. Não, ainda não, Váldivia se torna o vilão em um time, onde até quando tem tudo para dar certo, acaba dando errado, e lá se vai 13 (treze) partidas sem vitória, muitos pontos desperdiçados e muita tristeza entalada no torcedor, que crucificou o mago, que culpa a presidência, que não sabe mais o que fazer!

Lembramos ainda que até hoje todos clubes que tiveram essa sequência sucumbiram para a segunda divisão, mas vamos nos apegar que mesmo com nossa pior sequência de todos os tempos, mesmo quando tem tudo para dar certo e ainda dá errado, o Inter sequer figurou uma rodada no Z4. Vamos lembrar que nunca caímos e, vamos lembrar que aqui é Inter! Vamos nos reerguer, o momento já foi pior dentro das quatro linhas estamos aos poucos vendo que é possível, estão ai novas chances de heróis, Dourado e William estão de volta, Ceará já é uma grata surpresa, Fernandes da outra cara a nossa defesa, convenhamos que Valdívia é quem menos se esconde nos jogos e vai nos dar a resposta. 

Errar faz parte do jogo e convenhamos, quem não está errando no nosso colorado? #pokadepressão, bola para frente, agora o que o Inter precisa é quebrar a escrita de qualquer forma, escapar de onde ninguém escapou, mas eu acredito que os heróis estarão ainda vestindo vermelho, entre a cruz e a espada, entre heróis e vilões, agora mais do que nunca só a vitória interessa.


Próximo compromisso será domingo, dia 28/08/16 às 18h30min, contra o Sport Recife, na Ilha do Retiro. Provavelmente teremos mudanças na escalação, sendo que o Inter agrega alguns reforços para essa partida, como é o caso de Fernando Bob e Vitínho, que retornam de suspensão e, o melhor aproveitamento de William e Rodrigo Dourado que voltaram da seleção campeã olímpica.

Compartilhe isto

Posts Relacionados