Fora da zona, e com autoridade!

Elivar Júnio 11:16:00
                   

Saudações torcida azul! Vamos nos conter, mas que o time do Cruzeiro melhorou muito com a organização que o Mano fez, não podemos negar.

Ontem o Cruzeiro tinha uma barra pela frente, uns dos times que não havia perdido no campeonato dentro de casa era o Figueira, o jogo em Santa Catarina apresentaria dificuldades se lembrássemos do empate em 2x2 no 1º turno.

Início de jogo e o Cruzeiro voltou a demonstrar equilíbrio nas transições, e logo no início uma bola lançada na área do Figueirense com o desvio no zagueiro Manoel e a sobra no pé do nosso novo capitão! Gol, aos 5’ minutos o Cruzeiro abriu o placar. O jogo continuou rápido, a chances foram acontecendo, mas não foram aproveitadas e de vez em quando o Figueira ameaçava, mas sem tanto perigo, acabou 1º tempo com ótimas notícias, uma boa partida do meio campo, embora o Robinho tenha aparecido pouco. A volta de Lucas Romero ao meio campo ajudou muito, a contenção e a sincronia que ele tem com o Henrique fez com que o Cruzeiro fosse consistente. Lucas França quando exigido foi muito bem.

Início do 2º tempo, e logo aos 3’ minutos Wanchope Ábila nas redes, depois de um bate e rebate na área do Figueirense ele aproveitou uma bola ricocheteada do Robinho e de cabeça ele empurrou para o fundo da rede, o Cruzeiro ampliou o placar, e demonstrava uma construção de jogo merecida, as laterais funcionando bem, na defesa e no ataque, o meio de campo a ótima tabelinha de Henrique, Romero e Robinho, e na frente o Arrascaeta continuava a dar possibilidades, numa jogada ensaiada com Robinho por pouco não faz um golaço, a bola foi batida por cobertura e beliscou o travessão. No decorrer do jogo o Cruzeiro criou e criou mais chances, mas pecou na finalização e no passe final. Depois da metade da 2ª etapa passou a jogar com um jogador a mais, mas não conseguiu aproveitar a diferença numérica e converter em gols, no final do jogo uma bobeada do Henrique e do Manoel que bateram cabeça e o Figueira descontou com Ferrugem.

O jogo ficou marcado com um aspecto: O equilíbrio que o Mano trouxe para o time e a paciência de trabalhar a bola. O Cruzeiro soube trabalhar bem o jogo, contamos com várias surpresas no decorrer do jogo, dentre elas, acredite! Uma boa partida do lateral Lucas, sim ele mesmo. E o grande personagem da noite tratou de agir com muita personalidade: o outro Lucas, o França. Lucas França o jovem goleiro demonstrou para o que veio, e com muita autoridade demonstrou que ele com certeza terá seu espaço no futuro da meta Cruzeirense. Foi exigido no jogo e foi fator determinante em algumas chances criadas pelo time do Figueirense, mas segurou a onda até quase o fim, quando tomou um gol, mas que ele não tinha muito o que fazer.

O Cruzeiro contou com a energia positiva e saiu da zona de rebaixamento. Uma vitória do Corinthians hoje pode mudar as posições na tabela, mas creio que não voltaremos para esse espaço triste na tabela do Campeonato Brasileiro. O Maior de Minas agora enfrenta o Santinha no Mineirão, domingo dia 28 e a torcida está convocada para apoiar o time! #VamosLaBanda #Cruzeiro


Equipe Cruzeiro: Twitter | Facebook
ACOMPANHE A SÉRIE GUERREIROS IMORTAIS 
CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK TRIBUNA CELESTE 

Compartilhe isto

Olá querido leitor, estudante, observador, pensador e é claro, um curioso. Vamos tentar (vocês me dirão se conseguirmos), exemplificar a filosofia do dia a dia. Faça-me companhia, que lhe pago uma cerveja depois.

Posts Relacionados