Pós-Jogo - Santos x Atlético MG: Acidente de percurso? não.

19:05:00


Saudações, massa alvinegra.

Talvez quem veja o placar da partida entenda, sem ter visto, que o Santos passeou com autoridade na saudosa Vila Belmiro, mas a realidade não foi bem essa. Sim, méritos do Santos pela inteligência tática, deméritos do Galo pela atuação inconsistente no setor defensivo, logo ele, que vinha de grandes atuações. Hoje, definitivamente, não era o dia, mas será que é um acidente de percurso perder pro Santos na Vila? Não foi tendo em vista a partida. Fica a nota negativa pela PÉSSIMA ATUAÇÃO (pra variar, mais uma) da arbitragem. Virou um vício toda rodada discutirmos qualidade da arbitragem no Brasil. Toda rodada, independente de qual clube seja, temos pelo menos 3 ou 4 erros capitais da arbitragem nos jogos que se sucedem.

Vamos á analise: A partida começou com o Santos fazendo aquilo que sabe melhor nos seus domínios, que é avançar suas linhas ofensivas para pressionar o adversário no nascedouro da transição defensiva e chegava com muita intensidade e volume de jogo, principalmente pela direita. Já o Galo, demorou a "sentir" o jogo e a se posicionar em campo. O 1º gol santista surgiu de uma bola parada, no escanteio cobrado pela esquerda. A jogada em si foi confusa, mas se constituiu uma falha da dupla de zaga, principalmente de Léo Silva, que fez uma péssima partida (depois entro em detalhes sobre isso); Gustavo Henrique subiu sozinho, sem marcação, pra fazer o 1º gol. Apesar do gol, houve uma tímida melhora o futebol que o Galo apresentava em campo, que mesmo um pouco descompactado e com suas linhas distantes umas das outras, completamente diferente do que a equipe vinha apresentando nas ultimas partidas, chegou mais e terminou o 1º tempo com mais posse.

O que se esperava a partir de então era que a equipe alvinegra voltasse mais compactada, melhor distribuída e explorando a qualidade de seus homens de frente, retendo melhor a posse de bola e trabalhando a transição pelo meio com mais velocidade. O Galo de fato foi melhor no 2º tempo, passou a criar mais, tirou espaço e trocou mais passes e chegava com mais intensidade no gol santista, porém, um erro de arbitragem que ocasionou o 2º gol do Santos jogou um balde de água fria nas pretensões atleticanas. Mais uma vez, bola parada, jogada no 2º pau, pra chegada de Ricardo Oliveira (como tem sorte contra o Galo...), que de forma faltosa, deslocou Lucas Pratto, impedindo uma disputa leal de jogo. Falta clara, mas é aquele velho papo da arbitragem caseira: na duvida, é sempre a favor pro time da casa. O 2º gol veio no momento que o Galo estava muito mais próximo do gol de empate do que de sofrer um novo gol. 

A partir daí, o Galo se perdeu, abriu mão da recomposição defensiva no 4-5-1 e passou a avançar demais suas linhas. Era o preço que se pagava para tentar o gol do alento, mas em uma falha de recomposição defensiva no contra-ataque, o Santos chegou ao 3º gol. Eram 5 santistas contra 2 atleticanos, aí não há Victor que salve. Estava decretada a derrota alvinegra nessa rodada. 

Afinal de contas? A quem culpar? É síndrome de perseguição? Vamos ser honestos conosco e com o campeonato: As arbitragens continuam roubando o protagonismo dos jogos, errando incansavelmente a cada rodada. Falta um pulso mais firme por parte da diretoria do Galo. É hora de algum dirigente pressionar a CBF para que pelo menos demonstre vontade de resolver esse problema, senão, situações ridículas como as do ano passado, que definiram o campeão brasileiro, vão acontecer e vão tirar a alegria do espetáculo. 

Vamos ser honestos novamente? O Galo fez um jogo ruim no aspecto defensivo. Os volantes não tiveram dinamismo e aproximação que se esperava, a linha defensiva perdida, a dupla de zagas desatenta e mal tecnicamente, mas o futebol é coletivo, defensivamente, ruim, mas não foi uma má partida afinal. 

Novamente, vou chamar a atenção pra um assunto: O excesso de expectativas e de criticas. Temos um poderoso elenco? sim. Temos um time encaixado, encorpado, com um bom esqueleto tático, vistoso, habilidoso, técnico? sim. Somos o melhor time do campeonato? Não. Não há um time que sobre no campeonato, por mais que sejamos tecnicamente superiores a praticamente todos os adversários do campeonato, o futebol é jogado em campo e é lá que as coisas se definem. Você, atleticano, tome cuidado com qualquer conclusão equivocada ou com qualquer análise superficial em uma partida apenas. Campeonato de pontos corridos se ganha á cada jogo, se recupera uma derrota na rodada seguinte, mas nunca se define de acordo com uma opinião de uma rodada para a outra.

Nota positiva de hoje: Apesar da derrota com um placar amargo e injusto (sim, injusto pelo o que produzimos principalmente no 2º tempo), os times do G4 estão separados por apenas 1 ponto. A próxima rodada é sempre a mais importante, portanto, bola pra frente, se hoje estamos em 4º, com uma vitória na próxima rodada, podemos até assumir a liderança. Esse é o campeonato brasileiro de 2016.

Nota negativa de hoje: Fred e Rafael Carioca estão suspenso para a próxima partida contra o Atlético PR em casa. Farão muita falta, mas o elenco e a torcida tem que estar preparados pra esse tipo de situação.


Vamos para o homem em campo:

GUSTAVO HENRIQUE

O zagueiro Gustavo Henrique foi o melhor em campo na opinião deste que vos fala, justificando o porque que o Santos é uma referência na formação de talentos pro nosso futebol. Além do gol, fez uma bela partida, com ótimas antecipações e qualidade nos desarmes dos trabalhos ofensivos do Galo. É um ótimo zagueiro e vem fazendo um grande campeonato. Quem sabe não apareça em breve nas convocações para a seleção brasileira ?

Quem não foi bem:


Todo o sistema defensivo alvinegro foi mal. Desde movimentação errada na saída de bola e recomposição da linha defensiva, até mal posicionamento nas bolas paradas, que geraram os dois gols do Santos. Vou escolher Léo Silva como o "bola murcha" de hoje. Fez um partida muito ruim o nosso capitão. Ninguém joga bem sempre, uma hora falha, mas tamo junto, monstro! Comigo, tem todas as honras de um jogador histórico e fundamental pra nossa história. Tem crédito e tem bola.


Concluindo:

Apesar dos 3x0 indigestos, ele não representa fielmente o que foi a partida em sí, mas ser derrotado na Vila para o BOM time do Santos não é demérito, muito menos pelos desfalques, pois o Santos também tem um elenco de QUALIDADE (As vezes, nomes não são sinônimos de qualidade no futebol, não se esqueçam disso). Essa derrota precisa ser entendida, colocar um freio (de forma positiva) na empolgação da torcida e fazer entender o torcedor que o Campeonato Brasileiro se ganha RODADA Á RODADA. No mais, a distância do agora 4º colocado Galo para o líder atual, o Palmeiras, é de apenas 2 pontos. Muita coisa pode mudar de uma rodada para a outra e o que eu recomendo é paciência e ir ao estádio lotar o Horto. 


Precisa repetir?

"O Atleticano não tem que ir ao estádio para ver o Galo ganhar, mas sim, para FAZER o Galo ganhar"


Com a palavra, o Mito Léo Silva:

"Não encaixou a bola parada. Levamos dois gols de bola parada e isso complicou o jogo. Criamos algumas oportunidades, mas não conseguimos fazer. Agora é pensar no próximo jogo, recuperar os pontos e seguir brigando pelo título" 

Scouts do jogo:

GALO: Victor; Carlos César, Léo Silva, Erazo, Fábio Santos; Leandro Donizete, Rafael Carioca; Maicosuel (Carlos), Lucas Pratto, Robinho (Clayton); Fred (Rômulo Otero).

Técnico: Marcelo Oliveira

SANTOS: Vladimir; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Luiz Felipe, Caju; Renato (David Braz), Léo Cittadini (Rafael Longuine), Jean Motta (Yuri), Vitor Bueno; Copete, Ricardo Oliveira.

Técnico: Dorival Junior

Gols: Gustavo Henrique, Ricardo Oliveira (2x) (Santos)

Cartões: Amarelo -->  Gustavo Henrique, Victor Ferraz, Luiz Felipe, Yuri (Santos); Rafael Carioca, Fred, Victor, Fábio Santos (Galo)

                  Vermelho --> Nenhum


PÚBLICO E RENDA:
10.250 pagantes
Renda: R$ 410.170,00


#UNIDOSSOMOSFORTES #EUACREDITO #AQUIÉGALO #NÃOÉMILAGREÉATLETICOMINEIRO #VAIPRACIMADELESGALO 

Me sigam lá no Twitter, galera: @lsilveiralg 
Equipe Atlético-MG: Twitter | Facebook


Compartilhe isto

Posts Relacionados