Pré-jogo: Atlético MG X Chapecoense: Para manter a ascensão

01:05:00



Saudações, massa alvinegra.

No meio dessa correria e emoções a flor da pele das Olimpíadas Rio 2016 (sim, tem pessoas que gostam, eu não sou uma delas), a vida segue em um dos campeonatos nacionais mais disputados do futebol mundial, nosso amado e inestimado Brasileirão. O Galo segue a sua caçada á liderança do Campeonato Brasileiro e agora, temos um rival que costuma nos dar dor de cabeça: A Chapecoense.

Não há como analisar uma evolução em um período de treinamentos pela sequencia muito breve de jogos, mas o futebol maravilhoso, insinuante, fluido, veloz, de altíssima qualidade do Galo acaba gerando, do atleticano mais fanático e mais passional, até o mais cético e mais racional confiança e expectativas a cada partida. O Galo vem de uma sequencia de belíssimas 4 vitórias, procurando engatar a "5ª" para cumprir seu objetivo primário: entrar no G4. Foram vitórias que representaram a retomada da confiança da torcida e do próprio elenco, aliado ao retorno dos jogadores do Departamento Médico, qualificando e encorpando ainda mais o elenco, trazendo qualidade dentro do gramado. Não há duvidas que hoje vivemos o melhor momento no campeonato e praticamos o melhor futebol no momento, mas jogando bem ou mal, são os bons resultados que vão nos deixar mais próximos do tão sofrido e sonhado bicampeonato brasileiro.

Falando sobre o time, podemos esperar certezas na montagem do time. Marcelo Oliveira parece ter encontrado seu '11 ideal", apostando, além na qualidade técnica excepcional e diferenciada dos jogadores, na força do conjunto, cada vez mais encorpado e mais "cascudo". A receita para o duelo é simples: mostrar sua força dentro de seus domínios. Para isso, Marcelo deve apostar na continuidade do time que enfrentou o São Paulo, com apenas uma mudança: o retorno de Leandro Donizete. Com isso, voltamos ao time base, jogando no 4-2-3-1 tradicional, alternando para 4-5-1 defensivo, com os pontas, Pratto e Robinho, em algumas oportunidades, Fred fazendo a recomposição da linha de meias, tendo Carioca auxiliando na transição pelo meio e Donizete organizando melhor nossa linha defensiva, contando com a inteligência tática de Fabio Santos e a sintonia de nossa dupla de zaga Léo Silva e Erazo.

É fato que o time vem vencendo e convencendo a todos, a aura do favoritismo obviamente voltaria a nos encobrir, mas em campeonato de pontos corridos, todo jogo é uma nova história, e todo duelo é uma final de campeonato. A Chapecoense costuma complicar, armando esquemas defensivos robustos, atuando em muitas vezes no 4-5-1, com linhas bem compactadas, com 9, 10 homens atrás da linha da bola, tentando comprimir o máximo possível de espaço para o time da casa, explorando seus erros. Surpreendeu o São Paulo na 18ª rodada, chegando a abrir 2x0 em pleno Morumbi e quase venceu o Palmeiras, utilizando a mesma estratégia: o ferrolho defensivo.

Jogo fácil? Vitória fácil? Ai que você se engana, esse é o campeonato mais disputado dos ultimos anos. A diferença é pequena pra quem briga pela ponta ou contra o descenso, portanto, TODA A ATENÇÃO É POUCA. Uma vitória nos dá uma posição confortável no G4, podendo assumir até a vice-liderança em caso de empate ou derrota do Corinthians no Pacaembu, mas uma derrota nos deixa mais distantes do G4.

É hora de cada atleticano vestir seu manto, fazer seu sangue preto e branco fluir pelo corpo, cantar, vibrar, lutar em cada minuto, dentro e fora de campo. Vamos fazer BH acordar em dia de Galo. As vendas tiveram ótimo volume, até agora, 14.465 ingressos garantidos sem a contagem dos GNV's (o que deve somar aprox. 800 a 1500 torcedores). Vamos garantir o ingresso, massa, o Galo precisa da nossa energia, o Galo precisa de sua massa para fazê-lo ganhar.




Detalhes do Jogo


Atlético-MG


DESTAQUE

MAICOSUEL
O destaque dessa partida de logo mais é Maicosuel. Certamente era o nome menos reverenciado e talvez, o que mais gerava duvidas na torcida quando retornou, mas voltou em plena forma fisica, demonstrando um futebol espetacular, que sobe em intensidade e qualidade a cada rodada. Vem sendo o termômetro, o motor da equipe em campo, fazendo o papel que seria de Cazares, na armação de jogadas, flutuando na linha de meias e fazendo a recomposição rápida no momento defensivo. As vezes, joga mais pela direita, fazendo a diagonal ou triangulando com os homens de frente, se tornando hoje o jogador mais importante deste esquema do técnico Marcelo Oliveira.

 DESFALQUES
Cazares (machucado)
Marcos Rocha (vetado para este confronto, deve retornar contra o Santos)


 PENDURADOS

Carlos César
Rafael Carioca
Robinho
Carlos
Junior Urso
Leonardo Silva
Clayton
Gabriel
Fred


Chapecoense




DESTAQUE

LUCAS GOMES
O atacante, que outrora, era titular ao lado do velho conhecido Kempes retorna de lesão na coxa esquerda e deve reforçar o ataque xavante contra o Galo. Martinuccio, outro velho conhecido do futebol brasileiro (mais pelas lesões do que pelo futebol) também está de volta de lesão e relacionado para o confronto.



 DESFALQUES


Alan Ruschel
Arthur Maia
Moisés
Neto
Ananias
Marcelo
Sérgio Manoel



 PENDURADOS


Thiego
Ananias
Silvinho
Marcelo


FiCHA TÉCNICA

Local : Estádio Raimundo Sampaio de Oliveira (Arena Independência)
Data e Horario: 08/08/2016, 20:00h (Horário de Brasília)

Prováveis escalações:

GALO: Victor; Carlos César, Léo Silva, Erazo, Fábio Santos; Leandro Donizete, Rafael Carioca; Maicosuel, Lucas Pratto, Robinho; Fred.

Chapecoense: Danilo; Gimenez, Thiego, Filipe Machado, Dener; Gil, Josimar, Cleber Santana, Tiaguinho, Lucas Gomes; Kempes.

Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (PB - FIFA)
Assistentes: Clóvis Amaral da Silva (PB - ASP FIFA)
Cleberson do Nascimento Leite (PB - CBF)



#UNIDOSSOMOSFORTES #EUACREDITO #AQUIÉGALO #NÃOÉMILAGREÉATLETICOMINEIRO #VAIPRACIMADELESGALO 


Me sigam lá no Twitter, galera: @lsilveiralg 
Equipe Atlético-MG: Twitter | Facebook



Compartilhe isto

Posts Relacionados