Um empate que não estava nos planos.

17:48:00
A partida entre América-MG e Grêmio, foi uma das maiores surpresas da rodada. O Grêmio levou pressão do último colocado do campeonato, desperdiçou a chance de colar de vez na liderança e de se afirmar mais uma vez no campeonato. Talvez a melhor definição para o Grêmio neste domingo, seja: Um time sem vontade de ser campeão.


É inaceitável, que um time que almeja ser campeão de campeonato de pontos corridos, empate com o lanterna, e levando pressão. Talvez pelas circunstâncias do jogo, o empate tenha sido bom, mas pela diferença dos dois times, e a situação que cada um deles vivem no campeonato, o Grêmio teria que ter ganho fácil. O América-MG foi melhor o jogo todo, e apenas não ganhou, pois sofre com deficiências técnicas e porque Marcelo Grohe salvou o Grêmio certas ocasiões do jogo.


Como se não bastasse jogar mal, o time pareceu estar sem vontade de ganhar. O Grêmio teve duas míseras chances reais de balançar a rede, as duas dos pés de Miller Bolaños, fora isso, foi um time apático e que teve uma de suas piores partidas no ano. 

Como dito antes, Grohe salvou o Grêmio da derrota, quando preciso, mas o fato de ter feito cera, é algo que irrita. Tá certo, que pelas circunstâncias da partida, o empate acabava sendo favorável, mas se fosse contra um adversário de ponta. O Grêmio precisava ganhar, nem que fosse com um gol achado, aí o grande goleiro faz o que? Mata tempo. Atitude de jogador de time pequeno, de quem não almeja ser campeão. 

Outro ponto negativo, foi a expulsão de Edílson. Jogador que chegou e mudou o vestiário gremista, trouxe liderança. Mas em uma jogada lateral, ele dá o carrinho da forma que deu, e é claro que seria expulso. Não é uma grande perda, pois o próximo adversário é o Santa Cruz na Arena, mas se considerarmos este último jogo. Cada baixa no time titular, será preocupante. 
O Grêmio continua na disputa pelo título, mas é perdendo pontos dessa forma, que se perde um campeonato. partida entre América-MG e Grêmio, foi uma das maiores surpresas da rodada. O Grêmio levou pressão do último colocado do campeonato, desperdiçou a chance de colar de vez na liderança e de se afirmar mais uma vez no campeonato. Talvez a melhor definição para o Grêmio neste domingo, seja: Um time sem vontade de ser campeão.

É inaceitável, que um time que almeja ser campeão de campeonato de pontos corridos, empate com o lanterna, e levando pressão. Talvez pelas circunstâncias do jogo, o empate tenha sido bom, mas pela diferença dos dois times, e a situação que cada um deles vivem no campeonato, o Grêmio teria que ter ganho fácil. O América-MG foi melhor o jogo todo, e apenas não ganhou, pois sofre com deficiências técnicas e porque Marcelo Grohe salvou o Grêmio certas ocasiões do jogo. 

Como se não bastasse jogar mal, o time pareceu estar sem vontade de ganhar. O Grêmio teve duas míseras chances reais de balançar a rede, as duas dos pés de Miller Bolaños, fora isso, foi um time apático e que teve uma de suas piores partidas no ano. 

Como dito antes, Grohe salvou o Grêmio da derrota, quando preciso, mas o fato de ter feito cera, é algo que irrita. Tá certo, que pelas circunstâncias da partida, o empate acabava sendo favorável, mas se fosse contra um adversário de ponta. O Grêmio precisava ganhar, nem que fosse com um gol achado, aí o grande goleiro faz o que? Mata tempo. Atitude de jogador de time pequeno, de quem não almeja ser campeão. 

Outro ponto negativo, foi a expulsão de Edílson. Jogador que chegou e mudou o vestiário gremista, trouxe liderança. Mas em uma jogada lateral, ele dá o carrinho da forma que deu, e é claro que seria expulso. Não é uma grande perda, pois o próximo adversário é o Santa Cruz na Arena, mas se considerarmos este último jogo. Cada baixa no time titular, será preocupante. 

O Grêmio continua na disputa pelo título, mas é perdendo pontos dessa forma, que se perde um campeonato. 


Equipe Grêmio: Twitter 

Compartilhe isto

Posts Relacionados