O Massacre de Santa Clara

15:34:00
          Com esperanças para a temporada e a nova vida fora de St. Louis, além de expectativas altíssimas para a estrela do time, Todd Gurley, o Los Angeles Rams enfrentou o San Francisco 49ers, do QB Blaine Gabbert e do novo HC Chip Kelly no Monday Night Football, que foi o último jogo na Week 1 da NFL. Um confronto de divisão, com muita história na liga e normalmente bastante disputado (inclusive tendo um confronto empatado em 2012), para encerrar a rodada. Esse acabou não sendo o caso de ontem. 

          Com Case Keenum de QB titular, mesmo com a escolha de Jared Goff no Draft, o Rams parecia dormir em campo. Errando passes até mesmo fáceis e contando com alguns drops, Keenum não teve um grande dia, terminando o jogo com 130 jardas, 0 TDs e 2 INTs. O dia também não foi do RB Todd Gurley mas, sim, de outro corredor, Carlos Hyde, do 49ers. Enquanto o número 30 de Los Angeles tentava de todas as formas e não conseguia (Gurley teve 17 tentativas para 47 jardas), Hyde achava espaços, boas proteções da OL e se aproveitava da No-Huddle Offense de seu novo técnico, terminando a noite com 88 jardas e 2 TDs, 14 dos 28 pontos anotados pelo time.

                                                Foto: www.therams.com
          
          A defesa do Rams, que muitos acreditavam ser uma das melhores da liga com um front 7 que daria medo, liderado pelo DL Aaron Donald, também decepcionou. Donald foi ejetado do jogo, a OL do 49ers dominou a DL do Rams e os LBs não paravam as corridas de Hyde e Gabbert. O grupo de DBs completou a defesa, não aparecendo muito e cedendo 61 jardas para o WR J. Kerley e 60 para Q. Patton. 

          Foram 21 anos de espera até que o Rams voltasse a jogar um jogo como um time de Los Angeles e, com certeza a derrota por 28x0, no primeiro jogo como Los Angeles Rams, foi amarga para os torcedores que tanto aguardaram. Para os 49ers, um bom jogo que pode dar ao time e aos torcedores alguma confiança para o resto da temporada regular. 
Equipe NFL: Twitter | Facebook 

Texto por: Daniel Duran

Compartilhe isto

Posts Relacionados