O penta é pra depois

07:52:00
A vitória de ontem diante do Botafogo, por 1 a 0, no Mineirão, serviu para dar alívio à torcida e continuidade aos jogadores que puderam mostrar futebol. Estar nas quartas-de-final da Copa do Brasil é ótimo. Todavia, não é este o foco principal do clube na temporada. Pensemos no Brasilerão.

Superar a equipe carioca era previsível, levando-se em consideração o ótimo resultado obtido fora de casa na partida de ida, 5 a 2. Desde o começo, dominamos o jogo de forma até tranquila, sendo incisivos quando importava e tomando os devidos cuidados defensivos para evitar uma possível tragédia. Até que a recompensa veio, aos 36 minutos do primeiro tempo, Bruno Rodrigo, de cabeça, abriu o placar para o Cruzeiro e carimbou passagem de volta da Estrela Solitária na competição.

Foi possível observar uma apresentação razoável de Rafinha e Alisson, brigando, como de costume, mas produzindo pouco, como infelizmente tem sido. Destaco a boa entrada de Denílson, jogador forte, brigador e lúcido. É mais um no carrossel de volantes de mano a brigar por posição. Está merecendo.


Quem também pede passagem é Elber. Depois de uma fantástica temporada no Sport, o ainda jovem atacante chegou e se machucou. Agora, parece estar pronto para ingressar no time, caso Sóbis continue esconder seu futebol.  A se considerar, por fim, as boas atuações dos questionados Lucas e Bruno Rodrigo. Não sei se por falta de pressão, mas nenhum dos dois comprometeu, ao contrário do que ocorre com bastante frequência no Campeonato Brasileiro. E por falar nele, não podemos perder a direção. O penta da Copa seria fantástico, mas este é um ano de retomada e planejamento. Não percamos o foco, Cruzeiro. Estamos contigo. 

Fotos: Washington Alves/Lightpress/Cruzeiro

Compartilhe isto

Posts Relacionados

2 comentários

Write comentários