Sem Jesus, Palmeiras está entre a cruz e a espada

19:30:00
Foto: Cesar Greco / Foto Arena

Uma semana longa depois do empate com o Grêmio no domingo em Porto Alegre. Aquele primeiro tempo no sul foi horrível, dois times preocupados em não tomar gol, mas tomaram, um cada, mas o maior problema não estava no empate, já que fora de casa o importante é somar pontos, o problema foi terminarmos o jogo sem nossa esperança de gol, sem o jogador que faz a diferença. Gabriel Jesus tomou uma pancada na coxa e em seguida pediu para ser substituído, pronto, o mundo do Palmeiras caiu, isso foi o que a imprensa especializada começou a pregar. “Contusão no músculo adutor é grave, Gabriel Jesus ficará fora três partidas”, “ Lesão deve tirar Gabriel Jesus de Palmeiras x Flamengo”, “Cuca pode perder o atacante Gabriel Jesus para jogo decisivo contra o Flamengo”, e por aí vai. A semana curta, que ficou longa por causa da expectativa criada sobre o jogador, ainda teve ares de mal cheiro, com a torcida flamenguista cantando vitória antes da hora, a mídia aproveitou o embalo pra deixar o jogo ainda mais com cara de decisão. Durante os dias que antecederam esse jogo, em momento algum o departamento médico e a assessoria do clube soltaram alguma nota sobre a provável contusão de Gabriel Jesus, nada, e a preocupação só aumentava. Quem entraria no lugar dele? Rafael Marques, Erik ou Lucas Barrios? O técnico Cuca segurou a escalação até alguns minutos antes da partida, até soltou uma escalação sem a presença de Gabriel Jesus para o Flamengo, e quando todos os jornalistas e repórteres já passavam a escalação, vazada pela assessoria do Flamengo, surge a definitiva, com a presença do menino Jesus. Pronto, foi mais uma vez o fim do mundo, como pode o Palmeiras fazer uma coisa dessas, arriscar entrar com o jogador nessas condições. Aí eu pergunto, que condições? Alguém falou que ele estava machucado? Segura a bronca aí galera!!!

A torcida foi ao delírio quando seu nome foi falado nos microfones do estádio, era euforia e festa por parte da torcida. O jogo começou, e quem veio pra cima querendo atrapalhar a festa verde foi o Flamengo, apertou nosso time até os 15 minutos iniciais. E que sufoco, tá louco. O Palmeiras melhorou, equilibrou o jogo e podia ter terminado o primeiro tempo na frente do marcador, mas fomo para os vestiários com o empate na cabeça, mas com a vantagem de um jogador a mais. Era só continuar o segundo tempo, jogando como terminou o primeiro. Cuca mudou, pensando na vantagem que tinha em campo, mas o time perdeu com a mudança, em seguida o Flamengo mudou, colocou o ex-palmeirense Alan Patrick, e no primeiro toque na bola do jogador, a pelota foi para o gol, e com falha de marcação de Zé Roberto e companhia limitada. Cuca entrou em desespero, fez as duas mudanças que restavam. Entraram Lucas Barrios e Rafael Marques, e a equipe com necessidade de fazer pelo menos o gol de empate e com isso, o Palmeiras foi pra cima no desespero, e criou várias oportunidades de marcar, assim como também deu muito espaço para os contra ataques do Flamengo, correndo o risco de tomar o segundo e ver o barco afundar. Fomos Heroicos, não desistimos e empatamos, claro, o gol não podia ter sido de outro jogador, Gabriel Jesus foi mais uma vez o jogador que fez a diferença, fez um golaço. O tempo agora corria com menos pressa, e fomos atrás do gol da virada, da vitória, mas, tanto Rafael marques como Lucas Barrios decepcionaram mais uma vez, sem ritmo, sem qualidade, os dois atrapalharam os ataques. Eis que surge mais um destaque em campo, Mina foi zagueiro, armador, meia e atacante. Vendo que o time errava muito nos passes, e por vezes demorava na saída com a bola, o colombiano pegava a bola e armava o time, tocava para os laterais e já corria para dentro da área, dava gosto de ver a vontade que esse jogador tinha em campo, querendo a vitória a todo custo, mas ela não veio, e o empate acabou com gosto amargo. 
Na somatória geral, levamos vantagem, já que vencemos a primeira e empatamos a segunda, somamos 4 pontos, enquanto eles, só 1 contra nós. Temos nesse sábado outro jogo difícil, mas temos força e time para trazer 3 pontos do Itaquerão, nosso time tem mais qualidade e esta em melhor momento, o Corinthians começou a despencar na tabela, e nossa missão é empurrar cada vez mais. Não teremos Gabriel Jesus e Vitor Hugo, os dois levaram o terceiro cartão amarelo, entram Edu Dracena e muito provável, Erik. Perdemos a cruz, mas ficamos com a espada dos guerreiros.

A vitória nos aguarda!!!

Acompanhem todos os jogos do Palmeiras com a equipe mais verde do planeta. Webradioverdao.com.br

Forte abraço

Claudio Ricci


Compartilhe isto

Posts Relacionados