Vitória para lavar a alma

16:57:00
Ontem à noite o Inter recebeu a equipe do Fortaleza, em jogo de ida válido pelas oitavas de final da Copa do Brasil. O Beira Rio não estava lotado, mas os torcedores que lá estavam apoiaram o tempo todo, e a equipe dentro de campo enfim correspondeu, aplicando um inapelável 3 a 0, chegando a vitória depois de 14 jogos sem vencer.

Embora devemos levar em conta que o adversário ocupa a terceira divisão do cenário nacional, também não podemos esquecer que esse mesmo Fortaleza havia eliminado de forma incontestável o Flamengo, que faz grande campanha na Série A do Brasileiro.

O JOGO:

Dentro de campo o que se viu foi um Inter determinado, e acima de tudo qualificado. Celso Roth resolveu colocar o que tinha de melhor (Já era hora), e como citei em um texto anteriormente, dê apenas cinco jogos de sequência a Nico López e ele não sairá mais do time, mas não será necessário tudo isso, pois ontem já ficou claro que se trata de um jogador diferenciado. Ah, mas aí podem voltar a insistir na questão de que o clube Cearense não é parâmetro, porém quando o jogador não tem qualidade, pode ser contra um time amador, que o individuo vai mostrar pouco trato com a bola.

No ataque tínhamos além do ingresso de Nico, o retorno do garoto Aylon, que antes da lesão sofrida a dois meses atrás, vinha jogando bem e aproveitando suas oportunidades. E ontem não foi diferente, mostrou a mesma vontade de sempre, e quando exigido tecnicamente, mostrou estar completamente recuperado. Logo no início do jogo, a superioridade colorada foi traduzida com um bonito gol de cabeça do atacante, após ótimo cruzamento de William, Aylon se antecipou a defesa e mergulhou, colocando a bola no canto direito do goleiro Berna, era o peso da sequência negativa começando a se afastar.


Foto:Divulgação/Internacional ( Aylon mergulhou para marcar o primeiro gol do jogo).


Com o passar do tempo a diferença entre as equipes ficava evidente, o Inter “amassava” os visitantes, com boa movimentação de todos os seus jogadores de frente. Dourado como sempre soberano na marcação, e dando qualidade na saída de bola, Valdívia combinava diversas jogadas pelo lado direito com o lateral William, Seijas no lado esquerdo muito participativo, criando e ajudando na recomposição de forma comovente. William como sempre um dos grandes destaques, flutuando pela faixa direita do campo com grande técnica e velocidade, enquanto Geferson sem a mesma desenvoltura fez muito boa partida também, aparecendo bem para o jogo. E por fim os dois atacantes já citados, que foram os maiores destaques da partida. O volume de jogo era grande, enquanto o Fortaleza se limitava apenas a marcar atrás da linha da bola. O colorado ampliou no fim do 1° tempo, após finalização de Seijas da entrada da área, o goleiro deu rebote e o Uruguaio Nico López apareceu para marcar o seu primeiro gol com a camisa 7 do Inter.


Foto/divulgação: Internacional ( Jogadores comemoram o gol de Nico López).

Na segunda etapa o domínio das ações continuou sendo do Campeão de tudo, que chegava de forma envolvente ao ataque. Em uma boa arrancada, Nico finalizou forte de perna esquerda, no canto, mas Berna fez boa defesa, espalmando para escanteio. Na cobrança Seijas encontrou Ernando que cabeceou na trave, no rebote Aylon estava lá para pegar de primeira, fazendo o seu segundo gol na partida, era o terceiro gol e a consolidação de uma vitória para lavar a alma.

Depois disso o Inter começou a cadenciar o jogo, e o técnico Celso Roth promoveu as três substituições. Saiu Valdívia, entrou Sasha, Fabinho deu lugar a Eduardo Henrique, e Seijas saiu para o ingresso de Gustavo Ferrareis. O quarto gol quase saiu em boa jogada tramada por Nico e Sasha, o Uruguaio serviu Sasha, que invadiu a área e finalizou com desvio para fora. O jogo seguiu sob controle até o apito final, a vitória que já estava amadurecendo nos últimos jogos, finalmente chegou, e com ela uma ótima vantagem para o jogo de volta que acontece no dia 22 de setembro.

Análise final:

Não importa que o adversário pertença à terceira divisão, e que tinha alguns desfalques ontem. O momento era completamente adverso para o Inter, portanto a vitória se fazia urgentemente necessária, e ela veio de forma contundente, com um bom desempenho da equipe. Agora não se tem mais o peso de não vencer a quase 3 meses, então as coisas podem acontecer naturalmente, além do mais o jogo serviu para deixar claro que o time de agora em diante precisa ser o que entrou em campo ontem, talvez com uma avaliação maior a ser feita na lateral esquerda ainda, já que é cedo para analisar o contestado Geferson.

A equipe precisará trabalhar forte ao longo desses 7 dias que separam o confronto diante do Santos, pois a dificuldade vai ser muito maior, e precisamos sair dessa situação incomoda o mais rápido possível. Por isso torcedor colorado, vamos lotar o Beira rio na próxima quinta feira (08), e apoiar o nosso Inter do início ao fim para sairmos com os três pontos.    

  

  

Compartilhe isto

Posts Relacionados