A melhor defesa do campeonato é a nossa!

14:29:00
Réver virou líder da defesa e capitão da equipe (Foto: Gilvan de Souza/ Flamengo)

Após os jogos que abriram a rodada do Brasileirão, uma grande notícia para a equipe comandada por Zé Ricardo foi confirmada: o Flamengo tem a melhor defesa do Brasileirão 2016. Junto com o Atlético-PR, o rubro-negro carioca levou apenas 26 gols em 28 jogos disputados. 

O Mais Querido iniciou o campeonato com três zagueiros: Léo Duarte (que só entrou pois Wallace pediu para sair um dia antes da estreia), Rafael Dumas, Juan e César Martins. Contra a Ponte Preta, com Léo e Juan fora, César (que havia sido dispensado antes do fim do contrato, que não seria renovado) foi chamado às pressas para a partida. 

Com todos esses poréns, a equipe carioca tem a melhor defesa. Por que? Alguns fatores são importantes para esse dado importante:

Dois zagueiros, contestados em seus antigos clubes, chegaram para compor elenco mas tomaram conta da zaga: Réver e Rafael Vaz. Parceiros fora de campo e dentro dele, a dupla de zaga foi se consolidando com grandes atuações e hoje estão nas graças da torcida e do técnico Zé Ricardo, deixando no banco o experiente Juan e o argentino Donatti, que havia sido contratado para ser titular.

Muralha tomou a vaga de Paulo Victor na mesma partida contra a Macaca em Campinas e de lá não saiu mais. Com atuações seguras e defesas importantes, Muralha ganhou a confiança de todos no clube e se firmou até ser chamado, merecidamente, por Tite para a Seleção Brasileira.

O terceiro e último fator é o treinador. Zé Ricardo assumiu também em Campinas, superou desconfianças internas, da torcida e fazendo um dos melhores trabalhos atualmente no Brasileirão. Ajeitou a defesa de tal maneira que até os pontas mais contestados se tornaram fundamentais no esquema da equipe.

Dito isso, vamos à uma rápida análise dos gols sofridos: segundo o Sqauwka, site especializado em estatísticas, a maioria dos gols sofridos são dentro da área, de perna direita e no canto direito baixo do goleiro. Veja as ilustrações:

Gols sofridos por parte do gol: 


Gols sofridos por parte do corpo:


Gols sofridos por parte do campo:


Compartilhe isto

Posts Relacionados