Crítica: Um time bipolar é reflexo de um técnico burro.

21:24:00
Parabéns ao time do Fluminense. O time capaz de fazer o impossível. Jogo ganho, 1 a 0 sobre controle, sem nenhum perigo contra o seu gol. Time do São Paulo apático, fraco, com 14 pontos nos últimos 15 jogos. E deveria ser assim até o final. Mas não, se não é sofrido não é Fluminense. O time de guerreiros, do GUM guerreiro. Do MARQUINHO brigador. Do LEVIR CULPI, burro com sorte. Do IGOR JULIÃO, uma grande promessa de xerém que não sabe cruzar. Fluminense de todo mundo, menos do torcedor

É uma falta de respeito com a festa e com o caldeirão que a torcida vem fazendo. Com essa torcida que compra briga com o rival mesmo sabendo que não tem razão. Com essa torcida que canta o jogo todo. E no final do jogo tem que ouvir uma entrevista falando pra não vaiar e apoiar os 90 minutos. Tudo tem limite, inclusive a paciência do torcedor. 
Respeitem nossa torcida e nossa tradição.
O time que chegou entre os quatro primeiros do campeonato e estava em uma crescente. Um time envolvente, com Wellington e Scarpa. Mas hoje ficou claro que, por mais que esses dois jogadores tentem, temos um elenco limitado. 

Scarpa, nosso camisa 10, errou tudo que tentou e ainda assim acertou uma bola no travessão e não foi vaiado nem aos 45 do segundo tempo, quando perdeu uma bola no campo de defesa. Pierre mordendo tudo na frente da área e Cícero, que sempre ressuscita com um gol de cabeça, olhando a movimentação são-paulina. 

Wellington, o outro moleque de xerém, liso, arisco, fez uma jogada individual e converteu o pênalti que sofreu. Inflamou a torcida, chamou o jogo, tentou de tudo. Mas imagina a tristeza do garoto de driblar três e ter que tocar a bola pra ultrapassagem do Giovani ou do Wiliiam Matheus. Talvez por isso ele seja tachado como burro ou fominha. Não por culpa dele, mas pela falta de qualidade dos seus companheiros.
As únicas esperanças da equipe tricolor.
Volta, Cavalieri. Júlio César é um ótimo reserva, consegue ser mais inseguro que você. E mais uma vez, parabéns ao técnico Levir Culpi. O time está ganhando de 1 a 0, você tem UMA substituição, e você faz uma mudança de volante por volante. É CLARO QUE IA DAR ERRADO. E DEU. E DEPOIS DA VIRADA, O TIME FICOU AINDA MAIS LIMITADO. Burro com sorte é elogio, você é só burro mesmo. Quando quiser entregar o cargo, avisa. Não tem nenhum palhaço torcendo pra você fazer suas graças não. 

No mais, espero que o Flu se recupere e busque a vaga no G-6. Mas não ficarei surpreso caso não aconteça. Ah, o jogo foi 2 a 1 pro São Paulo, de virada. E o próximo compromisso do tricolor carioca é contra o Coritiba, lá no Paraná. Vamos torcer para que as coisas voltem ao normal no Laranjal. A situação extracampo também prejudica o desempenho dos jogadores.

Escrito por: Vinícius Veloso

Compartilhe isto

Posts Relacionados