De "reserva acomodado" a titular absoluto!

09:41:00
(Foto: site Guerreiro dos Gramados)

Não adianta negar, quando a lesão de Fábio foi anunciada, a preocupação tomou conta. Rafael seria capaz de substituí-lo? E a falta de ritmo? E a inexperiência? E a acomodação da reserva? E a responsabilidade desse momento? E o estigma de eterno reserva? Em meio a tantos questionamentos, a diretoria foi coerente com o atleta e o mesmo vem demonstrando a cada jogo, nesses quase três meses de titularidade, que mereceu o crédito. Ele não parece ter ficado intimidado com a chance recebida, mas sim, demonstra sempre, a confia em seu próprio trabalho.

Rafael tem 14 anos de Cruzeiro, mas ficou famoso por ser “reserva absoluto”. Não por incompetência de seu trabalho, mas Fábio - com quem Rafael aprendeu muito nessa relação de 8 anos - nunca lhe deu muitas oportunidades para entrar em campo.  O jovem de 27 anos, natural de Coronel Fabriciano-MG, tem pouco mais de 50 jogos desde que chegou ao Cruzeiro, em 2002. Talvez, seu jogo mais lembrado pela torcida, fosse aquele mítico 6x1. O medo da torcida com relação a sua possível titularidade, não era incompreensível, no entanto, torna-se precipitado.

Aos que pensavam que Rafael passou a maior parte da sua carreira no banco de reservas, veio a grata surpresa. Desde que assumiu a posição, a cada jogo, o que fica claro, é que a maior parte da carreira Rafael esteve trabalhando forte, dia-a-dia, esperando uma oportunidade mais consistente. A falta de ritmo não foi um problema, individualmente, o jovem não comprometeu em nenhum jogo. Pelo contrário, salvou muitos deles com defesas difíceis. Se o goleiro se assustou com o momento vivido pelo Cruzeiro? De jeito nenhum. Aliás, está ajudando o Clube a superá-lo.

Se antes era conhecido como o “eterno reserva”, hoje, timidamente, vem sendo chamado de “paredão”, vem se tornando “professor em defesas de pênaltis”. Que diria? Não adianta aparecer torcedores para falar que já sabiam que isso iria acontecer. Mesmo quem o conhecia nos treinos, sabe que nos jogos, muitas coisas mudam. No caso de Rafael, as coisas mudaram, vem mudando, o crescimento do atleta em um curto tempo atuando, é nítido. A evolução acontece a cada jogo. E com isso, a confiança do torcedor cresce dando cada vez mais créditos ao atleta.

Coerente fora e dentro de campo, ganhar destaque nas manchetes, nas redes sociais, nas rodas de conversa, era questão de tempo. Arrisco a dizer que a solidificação de um longo trabalho se torna cada vez mais evidente. Ao que tudo indica, o banco de reservas não contará com sua presença por um bom tempo. A consagração chegou! Embora manter seja custoso, para Rafael, o comprometimento com a equipe, com o torcedor, com sua própria carreira só continuará. Ele tem experiência na luta diária, anos de experiência sem acomodar-se.

A sua aparente timidez, não impede que coloque medo nos adversários. Com bons artifícios, ele se impõe em sua área. Não teme sair para as jogadas, faz grandes defesas e cresce, cresce muito, diante de uma cobrança de penalidade máxima. A oportunidade dada pela lesão de Fábio, vem sendo muito aproveitada. Se continuar neste ritmo, o aprendiz, colocará o mestre na reserva por puro merecimento. Fato que surpreenderia, se futebol não fosse momento. E não há dúvidas, o momento de Rafael chegou.

No momento Rafael, a torcida lhe agradece por sua dedicação, trabalho e defesas tão importantes. No mais, lhe pedimos desculpas pelas desconfianças até então. Pode ter certeza, jogo a jogo, defesa a defesa, você se transforma em titular absoluto. Que o respeito por essa camisa estrelada, lhe acompanhe por muitos e muitos anos. Boa sorte! 



Compartilhe isto

Posts Relacionados