De virada é mais gostoso!

16:27:00

Para quem estava há 5 jogos sem vencer (o jogo contra o Flu seria o sexto) e há 2 meses sem vencer fora de casa - curiosamente, em agosto de 2016, contra o Santa Cruz, lá em Recife, o São Paulo venceu pelo mesmo placar de 2x1 - a vitória veio como esperado: recheada de sofrimento, tão cheio de pesares e vergonhas nesse 2016 e nos anos anteriores: ufa, enfim, 3 pontos na bagagem!!!

O primeiro tempo começou já conhecido para os são-paulinos: previsível e por exageradas vezes medonho, via-se um time são-paulino que pouco chegava, com medo do Fluminense, que mesmo sem aquele bom futebol, com justiça, saiu na frente do placar, devido a um "apagão" geral de todos os jogadores são-paulinos, em que Wellington passou fácil por todos eles, foi somente parado por Dênis já dentro da área: pênalti claríssimo, bem marcado e infelizmente para o sofrimento maior dos são-paulinos, bem batido - mesmo assim, Dênis pulou certo e quase agarrou a cobrança -.

O segundo tempo começou como cópia do primeiro, mas o São Paulo melhorou a marcação e contou com a estreia do jovem David Neres, de 19 anos - revelado da excelente base do tricolor paulista - e deu tão certo a entrada do jovem atacante, que em uma lambança da zaga carioca, Thiago Mendes aproveitou para emendar de fora da área e empatar: GOLAÇO!!!

Rodrigo Caio aponta Ricardo Gomes São Paulo x Fluminense (Foto: André Durão)
Rodrigo Caio aponta para Ricardo Gomes depois do gol da vitória do São Paulo  (Foto: André Durão)

Depois, o Fluminense "morreu", tanto que logo em seguida, o São Paulo já mandou uma no travessão, mostrando que aquela postura submissa e medrosa tinha passado e numa cobrança de escanteio, nosso zagueiro campeão olímpico Rodrigo Caio fez de cabeça o gol da VITÓRIA tricolor.


São Paulo Grupo Comemoração (Foto: André Durão)
Jogadores do São Paulo se abraçam para comemorar a vitória do Tricolor (Foto: André Durão)

Finalmente, vimos algo em nosso time em todo esse tempo horrível próximo da zona perigosa: jogar com seriedade. Não vimos jogador querer dar olé para a torcida, dar toque de letra, fazer falta perto da própria área ou aqueles enfadonhos recuos de bola e sim, valorizar a posse de bola no ataque, dar chutão para a lateral, para o meio de campo, se fosse preciso fazer falta o mais perto possível da área rival e não da nossa, tudo para que no fim, o time pudesse, enfim, somar mais 3 pontos e a foto acima pudesse mostrar o quanto a vitória foi importante: parabéns!!!


Rumo à vitória, São Paulo!!!
Twitter: @ManoelRocha4













Compartilhe isto

Bacharel em Direito, acompanha futebol desde sempre e dá seus pitacos quando é e quando não é chamado. Ama o S.P.F.C. incondicionalmente e despreza os rivais, a menos que estejam em boa fase, nesse caso, os odeia.

Posts Relacionados