EMPOLGOU: VERDÃO VENCE ATÉ FORA DOS GRAMADOS

18:21:00
No início da noite de ontem, 04 de outubro, o presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, junto ao diretor jurídico do clube, Guilherme Pereira, divulgaram, em entrevista coletiva concedida no CT do time, uma vitória fora dos gramados que o Verdão esperava desde 2013. Diferente da vitória no jogo contra o Santa Cruz na última segunda-feira, essa não valeu 3 pontos. Mas deu ao Palmeiras a segurança de que não sofrerá um "desastre financeiro" nos próximos anos. 

Resultado de imagem para paulo nobre
Imagem: Portal R7
Em caráter final, a decisão da Conciliação de Arbitragem da Fundação Getúlio Vargas, o Palmeiras venceu a WTorre e terá o direito de comercializar 30 mil cadeiras do Allianz Parque - a parceira do Palestra pleiteava comercializar 42 mil, mas continuará a comercializar "apenas" 10 mil cadeiras. Isso aconteceu por conta de falhas que deixou o contrato, assinado pelos parceiros em 2009, ambíguo em alguns trechos. Desde quando Paulo Nobre assumiu a presidência do Verdão, em 2013, deixou claro que iria rever e analisar o contrato; desde 2014, o assunto está sendo discutido na Comissão de Arbitragem.


"Avaliar agora se o contrato foi mal redigido não é o caso. Poderia - o contrato - ter sido mais claro, não suscitaria mais interpretações diferentes. Uma vez que surgiram as interpretações diferentes, já era previsto que fosse para o tribunal arbitral, como neste caso", disse Nobre ontem em entrevista coletiva.

Imagem: futebolmarketing.com.br
O contrato tem validade de 30 anos. Esse seria o tempo que Palmeiras sofreria financeiramente caso o resultado da decisão tivesse sido outra. Além disso, o programa Avanti - sócio torcedor - sofreria danos.

"O Palmeiras vê os seus planos futuros e podemos seguir em frente: tudo o que plantamos nos últimos quatro anos não têm a chance de sucumbir. Temos respeito pela parceira, mas o Palmeiras hoje conquistou mais uma de suas grandes vitórias em sua história centenária", disse o presidente do Verdão.

Padrão FIFA 

Além da vitória na "Guerra das Cadeiras", ficou decidido pela Comissão de Arbitragem que a WTorre terá de fazer algumas melhorias no Allianz Parque para deixá-lo no padrão exigido pela entidade máxima do futebol: a FIFA. 

A empresa terá um prazo para apresentar o projeto, e outro para executar, segundo o diretor de futebol do Palmeiras, Guilherme Pereira.

Resposta da WTorre

"Apesar da decisão da Câmara FGV de Conciliação e Arbitragem desfavorável à sua demanda, a WTorre reforça seu compromisso com este modelo de negócio vencedor e que tem sido referência para clubes em todo o país. A Companhia não interromperá nenhum projeto em relação à arena, e segue trabalhando firmemente para que ela continue entre as mais modernas e ativas do mundo".

Por: Paulo Junior








Compartilhe isto

Sou Paulo Junior. Palestrino, 23 anos, amante do futebol taliano e viciado em esporte.

Posts Relacionados