Na Arquibancada - Galo 3 x 0 Figueirense

09:28:00

Fonte: Atlético Mineiro


Faaaaala CAMbada!

Domingo passado teve Galão da Massa no horto e foi, para este que vos escreve, um jogo pra lá de especial. Tem uma frasezinha batida pra caralho mas que é uma das verdades mais absolutas do mundo... A PRIMEIRA VEZ A GENTE NUNCA ESQUECE!

Contra o Figueirense tive o privilégio de levar um pequeno atleticano para assistir, pela primeira vez no estádio, seu time do coração! Caramba, isso é muito doido! O nome do moleque é Pedro (meu xará) e esse foi meu presente de aniversário para ele, ou seria o presente dele para mim? Vai saber! Assista no vídeo abaixo o registro que fiz deste dia:



Como a mãe é cruzeirense, e o pai não gosta de futebol, dificilmente ele teria muitas oportunidades de ver seu time jogando "in loco" antes de adquirir a confiança de seus pais para ir sozinho ao estádio e, diate do seu amor pelo Galo e sendo do jeito que sou, comecei a trocar ideia com o Pai dele, que trampa comigo, para me permitir leva-lo ao jogo.

Um ano depois que comecei a trocar ideia com o Hudson e Neia (vulgo Lucineia) sobre a possibilidade, finalmente consegui a autorização de ambos  para dar esse presente para o filho deles. Pena que os dois também não foram para acompanhar seus olhos brilhando de alegria quando viu o Otero fazer aquele golaço de falta no primeiro tempo. Velho, a bola do venezuelano teve mais curvas no ar do que o GP do Japão de fórmula 1.



E a cara dele vendo a Galoucura fazendo toda aquela festa... achou doido demais a sincronia da torcida sentando e levantando das cadeiras durante o "Bota a cara" e "Quem ficar parado vai tomar um tá ligado"! É óbvio que ele só sabia cantar o hino do Atlético e gritar "Galo" durante o jogo, mas deu para ensina-lo que atleticano que é atleticano assite ao jogo em pé, que o nome do Filho da Puta em campo era campo é Juiz, entre outras coisas instrutivas... hehehe.

Poxa, fiquei lembrando da primeira vez que fui ao mineirão, portão sete, com meu falecido Tio Toninho. Sinceramente não me recordo contra quem foi já que para mim só interessava ver Valdir do Bigode metendo gols e, lógico, ver a festa do maior patrimônio do nosso clube: A TORCIDA. 

Marcelo Oliveira também quebrou o galho do muleque ao colocar o Menino Maluquinho e o Robinho em jogo... para o Pedro faltou só ver o Lucas Pratto em campo... mas deixa pra próxima, já que viu Robinho dominar aquela bola com toda técnica do mundo e deixar com que o Júnior Urso apenas rolasse a bola para o fundo do barbarnte catarinense. Se ele ficou doido de ver Robinho em campo, imagina se viesse assistir o Bruxo... hahhaa.

Logo em seguida, Fred acabou de selar a goleada do Galo e fechou com chave de ouro a primeira vez do Pedro em um jogo do Galo. Arrumei um talismã!

Agora os pais dele terão que segurar a ansia do Pedrão, pois se tem algo viciente é as arquibancadas dos jogos do Galo. Uma vez que se experimenta, não se quer mais largar!

Até a próxima Galera... #AquiéGalo e #EuAcredito, Sempre!

Me sigam lá no twitter: @contato_almeida

EQUIPE ATLÉTICO/MG - TWITTER | FACEBOOK


Compartilhe isto

Posts Relacionados

1 comentários:

Write comentários