Até onde vai a nossa paciência, torcida Vascaína?

18:25:00


Salve, nação Vascaína! Os últimos anos têm sido de mais sofrimento do que alegria para a torcida cruzmaltina. Em menos de 10 anos o clube colecionou três rebaixamentos para a segunda divisão do futebol brasileiro (2008, 2013, 2015). Além disso, desde 2001 disputou apenas uma vez a Libertadores da América, em 2012, onde foi eliminado pelo Corinthians (jogo este que ficou marcado pela emblemática defesa de Cássio após a finalização rasteira de Diego Souza). Títulos de expressão nesse período? Apenas a Copa do Brasil de 2011, conquistada sobre o Coritiba. Essa vitória não poderia ter vindo em momento melhor, foi fundamental para relembrar ao país a força e o tamanho do Gigante da Colina.

Agora, vamos relembrar as últimas participações do Vasco pelo campeonato brasileiro, a partir do ano de 2010. Após o seu tão sonhado retorno para a elite do futebol, o time da colina fez o esperado e se organizou para se estabelecer novamente, e assim terminou na 11º colocação com 49 pontos (sete a mais que o primeiro clube dentro do Z-4, que nessa ocasião foi o Vitória-BA). Já no ano seguinte, além de conquistar a taça da Copa do Brasil conseguiu um grande desempenho ao terminar o ano na segunda posição da tabela e com uma pequena diferença de dois pontos para o campeão Corinthians. Segue o G-4 desse ano maravilhoso para os Vascaínos : 

#
Equipe
J
VIT
E
DER
GP
GC
SG
PTS



1
Corinthians
38
21
8
9
53
36
17
71


2
Vasco da Gama
38
19
12
7
57
40
17
69


3
Fluminense
38
20
3
15
60
51
9
63


4
Flamengo
38
15
16
7
59
47
12
61




O ano de 2012 foi marcado pelo retorno do clube à Libertadores da América, na competição o mesmo se classificou para a fase de mata-mata com três vitórias, um empate e uma derrota. Nas oitavas de final, bateu o argentino Lanús, e então foi eliminado nas quartas de final após enfrentar o Corinthians ( como já citado anteriormente). Pelo brasileiro, a equipe terminou na quinta colocação com 58 pontos.

Depois do primeiro retorno à elite, em três anos o desempenho cruzmaltino foi de razoável a ótimo, a torcida estava cada vez mais esperançosa de ver o Vasco se manter sempre brigando na parte de cima da tabela e até mesmo conquistando títulos no futuro recente. Entretanto, o ano de 2013 veio como um golpe fatal na “imensa torcida bem feliz”, como diz o hino. O clube carioca terminou o campeonato na 18º posição com 44 pontos e mais uma vez foi rebaixado para a Série B. Segue o Z-4 do ano em questão :


#
Equipe
J
VIT
E
DER
GP
GC
SG
PTS



17
Portuguesa
38
12
12
14
50
46
4
44
18
Vasco da Gama
38
11
11
16
50
61
-11
44
19
Ponte Preta
38
9
10
19
37
55
-18
37
20
Náutico
38
5
5
28
22
79
-57
20



Já o segundo retorno do Vasco da Gama à elite não ocorreu como se esperava. A expectativa não só dos vascaínos, mas também da imprensa e até mesmo dos rivais, era de uma campanha tranquila do time de São Januário, já que é o que costuma ocorrer quando um grande clube é rebaixado. Entretanto, para surpresa de todos a classificação da Série B de 2014 terminou com o Vasco na 3º colocação após ter somado 63 pontos (seis a menos que a segunda colocada Ponte Preta, e apenas 2 a mais que o quinto colocado América-MG).

Como se já não bastasse esse péssimo desempenho na segunda divisão de 2014, no ano seguinte o clube não se reestruturou da forma adequada para o nível da primeira divisão. E assim, passou por um dos anos mais difíceis da sua história, fazendo uma campanha vergonhosa no primeiro turno. Entrou na zona de rebaixamento na quarta rodada, e lá ficou até o final do campeonato mesmo após ter demonstrado poder de reação com a chegada de Jorginho.

Já o ano de 2016, se iniciou com a conquista do Campeonato Carioca e se prolongou com um grande início de Série B. Dessa maneira, mais uma vez a torcida já estava pensando no retorno ao topo do futebol brasileiro, inclusive tendo quase certeza de que o título da Série B viria com facilidade. Todavia, a produção dos comandados por Jorginho e Zinho foi diminuindo, e assim o Vasco perdeu a “gordura” que havia acumulado ao longo do campeonato. Dessa forma, restando cinco rodadas para o final da Série B de 2016, o clube ocupa a segunda posição e está com 58 pontos (três a menos que o líder Atlético-GO e cinco a mais que o quinto colocado Bahia), além disso, vem apresentando um futebol desprovido de padrões táticos que possam vir a surpreender os adversários. Ou seja, a situação é mais uma vez delicada e tende a desiludir até o mais otimista torcedor Vascaíno. 

Com todos esses momentos ruins que aconteceram e ainda persistem, só resta à apaixonada torcida Vascaína ter esperança no poder de superação do seu time e seguir apoiando o Bacalhau independente da situação, afinal “O Vasco é o time da virada, o Vasco é o time do amor”.
Equipe Santos: Twitter
por Samuel Soares

Compartilhe isto

Posts Relacionados