Dia de reencontros

16:01:00
Dia de reencontros. Entre Cuca - Atlético Mineiro - Arena Independência, entre Palmeiras e Atlético Mineiro, entre Palmeiras e Marcelo Oliveira, entre Palmeiras e mais um tabu em nosso caminho, e espero que mais um tabu a ser quebrado. O Palmeiras não vence o Atlético-MG há cinco anos, e não vence a equipe nas Minas Gerais desde 2010.


Dia de reencontrarmos o nosso Palestra em campo, depois de longos 11 dias sem vermos a equipe em partidas oficiais, mas acima de tudo, reencontrarmos com o líder. E creio que depois do emocionante, aconchegante e acolhedor AEROPORCO, que incomodou os antis, mas emocionou a massa alviverde, deve ter dado um ânimo ainda maior para os jogadores e comissão técnica. Tudo bem que só de você estar representando equipe gigantesca como o Palmeiras, já é uma motivação enorme.

Enorme também, é a motivação da equipe para o embate. Respeitar sempre, mas temer jamais. E por maior que seja o 'medinho' implantado por Cuca, visando manter foco e adrenalina em alto nível, sabemos que o Palmeiras só perderá o rumo na reta final do Brasileirão, se ele perder para ele mesmo. Não é menosprezo para com o Galo, ou qualquer clube, nada disso. Mas o Palmeiras é o único que depende de si para ser campeão. Santos, Flamengo e ainda o próprio Galo, necessitam torcer para que o Palmeiras praticamente não faça mais nada no certame. E me atrevo a dizer que, devido o encontro entre 'Chorinho' sem hepta x Vice líder, na penúltima rodada, o Palmeiras com duas vitórias em quatro jogos, será o suficiente para o Palmeiras ser campeão, partindo do meu palpite de empate entre ambos. Ou seja, quem estão pressionados, são os adversários que obrigatoriamente 'torcerão' por tropeços da equipe mais regular do certame.

Mas voltando ao jogo de hoje, o mandante da partida virá pressionado por melhor desempenho, o qual publicamente foi cobrado pelo presidente do clube, e para confirmar uma vaga no G-3 do Brasileirão, que dará vaga direita à Libertadores, sem precisar passar por duas fases de pré Liberta. Além de um aporte financeiro maior, que varia por posição. Quanto melhor a posição, maior a quantia oferecida pela CBF. Pois ninguém garantiu que o Galo será campeão da Copa do Brasil, embora eu creia que será. Enfim, por tudo que citei acima, além dos bons jogadores que a equipe possui, esperem vida dura ao Verdão.

Nos lados de Palestra Itália, só para variar, nosso mestre Cuca colocou dúvidas na escalação. Yerry Mina dificilmente terá condições de estar em campo, devido a problemas físicos, bem como Zé Roberto. Nosso Vovô Garoto é dúvida, pois sofreu uma torção no tornozelo esquerdo e deve ser substituído por Egídio. Edu Dracena, que no Campeonato Brasileiro está desempenhando um bom papel, deve substituir Mina. Tirando isso, o Palmeiras está pronto para a primeira de quatro 'guerras' que vem pela frente,  o gramado em que as lutas o aguardam.

Provável Palmeiras terá: Jaílson, Jean, Edu Dracena, Vitor Hugo e Egídio/Zé Roberto; Thiago Santos, Tchê Tchê, Moisés e Dudu; Róger Guedes e Gabriel Jesus.

Gabriel Jesus? Jogou pela seleção da CBF, arrebentou com o jogo em que atuou por 80 minutos e vai começar a partida entre oa titulares? Sim! Pois veio no Palmeirinha Fly (Jatinho particular do Presida Paulo Nobre), treinou ontem, e mostrou estar em plenas condições para pelo menos uns 70 minutos estar em campo. Mas diante de um jovem de 19 anos, querendo deixar a melhor impressão possível no Verdão e com um título brasileiro, irá para a peleja. 

Torcedores e jogadores sabem que um empate será bem vindo, e a vitória será mais bem vinda ainda. Mas saber que o 'direito' de empatar, não significa abdicar de jogar futebol e buscar a vitória. Que a equipe utilize a inteligência, e acima de tudo honre o manto, e faça por merecer o aconchego e amor dado pela nação palestrina, para com eles. Somos torcida, e confiamos em um bom resultado hoje.

#Forza Palestra
Equipe Palmeiras: Twitter 
por Leonardo Bueno

Compartilhe isto

Posts Relacionados