Em GP caótico, Hamilton vence e adia a decisão do título

09:01:00
Foto: Uol Esportes 
Antes mesmo da largada já tivemos uma amostra do que estaria para acontecer em Interlagos. Sob forte chuva ainda na volta de apresentação, Romain Grosjean perdeu o controle de sua Haas e terminou com sua prova antes mesmo de começar.

A prova começou com um atraso de 10 minutos por causa da chuva e mesmo assim os carros rodaram por oito voltas até que fosse dada a bandeira verde e os carros pudessem andar em alta velocidade. 

Com alguns pilotos indo para uma estratégia mais arriscada de colocar pneus intermediários, os líderes foram mais conservadores e permaneceram com os pneus de chuva extrema. Mesmo com os pneus extremos, Vettel não conseguiu segurar sua Ferrari e escapou para o gramado, porem conseguiu voltar sem nenhum dano. Já o sueco Marcus Ericsson não teve a mesma sorte, com os pneus intermediários, atacou a extremidade da pista e terminou no muro. O carro da Sauber parou na entrada dos boxes, trazendo de volta o safety car para a pista. 

Na volta 20 tivemos a relargada da prova, logo na bandeirada verde, Kimi Raikkonen perdeu o controle na reta principal e também bateu no muro, ocasionando assim um novo safety car e posteriormente uma bandeira vermelha. 

Após alguns minutos esperando, os carros voltaram para a pista e tivemos a 2ª relargada na volta 32 que não teve nenhum incidente expressivo. 

Na volta 49 tivemos um dos momentos mais marcantes da história da Fórmula 1. Felipe Massa, que fez seu último grande prêmio do Brasil, perdeu o controle de sua Williams e bateu no muro não conseguindo mais retornar para a prova. Felipe saiu do seu carro, pegou uma bandeira do Brasil e fez todo o trajeto do local do acidente até os boxes caminhando coberto pela bandeira e agradecendo aos fãs que estavam no autódromo. Já em lágrimas, Felipe viu todos os mecânicos das equipes adversárias saírem, formando uma fila, para aplaudi-lo. 

Com a chuva apertando, Max Verstappen que vinha na 2ª colocação, precisou parar para trocar os pneus e acabou caindo para a parte de trás do grid. Mesmo assim o prodígio holandês não deixou de dar show e foi escalando todo o pelotão até chegar à briga com Sergio Perez pelo 3° lugar. Verstappen conquistou o lugar de Perez, coroando assim sua fantástica corrida. 

Sem nenhum incidente a mais no restante da prova, Lewis Hamilton guiou com tranquilidade e cautela até completar a prova e conquistando sua primeira vitória na casa do seu maior ídolo, Ayrton Senna. 

Com a vitória de Hamilton e o 2º lugar de Nico Rosberg, a decisão do campeonato ficou para o GP dos Emirados Árabes. Na última prova do ano, Rosberg precisa terminar apenas em 3º para garantir o título, isso se Hamilton conseguir ganhar a corrida.

Vale destacar também o desempenho do brasileiro Felipe Nasr, que conquistou os primeiros pontos da Sauber na temporada, segurando bravamente um 9º lugar, anotando dois pontos para a equipe suíça e passando a rival Manor na tabela de construtores.
Foto: Uol Esportes
Equipe Fórmula 1: Twitter 
por Daniel Cola 

Compartilhe isto

Posts Relacionados