Goleada são-paulina e décima colocação: resultado para "salvar o ano"

15:21:00
Classificado à Sul-Americana, São Paulo goleou o Santa Cruz na despedida de 2016 (foto: LUIS MOURA)
O jogo São Paulo x Santa Cruz pelo Campeonato Brasileiro nem tinha importância, afinal a tônica eram as homenagens para a Chapecoense: foi assim antes do jogo, com as bandeiras do Brasil, Colômbia e da Chapecoense, grito de guerra do time cantado até durante o jogo e também depois da execução do Hino Nacional. 

A pedido de Rogério Ceni, novo técnico da equipe, mas que assumirá somente em 2017, Bruno foi titular da lateral-direita e Buffarini assumiu a esquerda: em menos de um minuto, o nosso camisa 2, armou um rápido ataque e a bola chegou fácil para David Neres só tocar para o gol e marcar: 1x0 São Paulo.

Depois, o time trabalhava a bola com mais calma, fazia marcação alta, jogadores ficavam próximos para facilitar a troca de passes: seguia criando chances, mas não as convertia (tem sido o problema do time no ano), até que Gilberto - que fez seu primeiro gol no São Paulo semana passada e estreou como profissional justamente no Santa Cruz - recebeu da intermediária livre, aproveitou o campo molhado e mandou uma bomba para fazer um GOLAÇO!!! 2x0 São Paulo!

Claramente o jogo estava fácil para os comandados de Pintado, mas como não poderia deixar de ser, as lambanças da arbitragem vieram à tona novamente: se não bastasse, o árbitro (teve um?) fazer vista grossa para as faltas violentas cometidas em cima do São Paulo, a lambança da vez foi o pênalti claro em Cueva: ao levantar, o peruano tomou amarelo e antes de se aproximar do árbitro, o cartão vermelho já foi sacado do bolso e dado ao peruano, CUEVA EXPULSO!

No segundo tempo, o São Paulo não demorou para ampliar: Chávez recebeu de João Schmidt pela esquerda, dividiu com a zaga e finalizou com estilo por cima do goleiro Miller: São Paulo 3x0.

Gilberto, David Neres e Chávez seguiam desperdiçando as jogadas em sequência: quem via, parecia treino! Chávez (que jogou com o nome do atacante da Chapecoense Bruno Rangel sob o número 9), exigiu uma defesaça do goleiro e no rebote, Luiz Araújo tocou para o argentino acertar o ângulo e fazer seu segundo gol no jogo e o quarto do São Paulo.

Aos 36 minutos, Luiz Araújo arrancou para fazer o quinto gol após passar por dois jogadores e acertar belo chute de pé esquerdo no cantinho: o São Paulo só não chegou aos 6x0 porque João Schmidt carimbou o travessão aos 43 minutos, mas o tricolor - agora comandado por Rogério Ceni - goleou por 5x0 mesmo e terminou o BR-16 na décima colocação, muito longe da tradição e grandeza do clube, é verdade, mas pelo menos numa posição digna: já torcendo por um 2017 muito melhor!

Desejo um excelente 2017 ao São Paulo e claro, que a torcida tenha paciência com Rogério Ceni, porque se da imprensa não podemos cobrar, temos como dar o exemplo para que nosso novo técnico possa desenvolver seu trabalho e ajudar a reconstruir o time que defendeu por 25 anos!


Rumo à vitória, São Paulo!
Equipe São Paulo: Twitter

Compartilhe isto

Bacharel em Direito, acompanha futebol desde sempre e dá seus pitacos quando é e quando não é chamado. Ama o S.P.F.C. incondicionalmente e despreza os rivais, a menos que estejam em boa fase, nesse caso, os odeia.

Posts Relacionados