Opinião de Torcedor - #ForçaChape, Copa do Brasil, Roger Machado, Tardelli e Topper

14:07:00

#ForçaChape


Semana passada o mundo inteiro se chocou com a tragédia envolvendo toda a equipe da Chapecoense e profissionais de imprensa que estavam no mesmo voo cobrindo o maior evento da história do clube catarinense. Muito tem se dito sobre sansões contra rebaixamento, empréstimos de jogadores e grandes atletas que se colocaram à disposição da equipe de Chapecó para auxílio neste momento de reerguimento do clube, contudo, me chamou muito atenção a fala do jornalista Neto, da Rede Bandeirantes,  que disse que o maior desafio será o auxílio as famílias dos jogadores. Por mais que não concorde com a maioria das falas do ex-craque, o cara está coberto de razão. Sabemos muito bem que a grande maioria dos jogadores de futebol carregam o peso de auxiliar financeiramente toda sua família, independente se grau de parentesco. Tomara que os principais esforços de clubes, instituições e governo estejam em amparar e cuidar para que os trâmites jurídicos envolvendo indenizações corram o mais depressa possível já que as contas certamente baterão na porta dessas pessoas.

Final da Copa do Brasil




Sinceramente não faço a mínima ideia de como se dará o jogo da próxima quarta-feira, dia 07/12/2016. Antes da tragédia aérea da Chapecoense, tínhamos de um lado um time que venceu o primeiro jogo fora de casa com autoridade e estava com a confiança em alta. De outro, um clube que acaba de trocar seu técnico entre uma final e outra e apostava todas suas fichas em um retrospecto de superação e viradas improváveis. Com a intensa troca de jogadores e profissionais envolvidos neste mundo a parte que é o futebol, certamente que jogadores de ambas as equipes perderam amigos nessa tragédia e acredito que o lado emocional deverá contar, e muito, nessa decisão... daí a pergunta: Será que realmente esse jogo deveria ser realizado?
Sinceramente, meio que perdi o tesão nesse campeonato. Não vejo como haver clima para comemoração de títulos essa temporada... mas sabemos que a vida continua e há muito dinheiro envolvido na disputa, ganhos institucionais, vaga direta na fase de grupos da Libertadores e, principalmente, uma taça nacional.

Sai Marcelo Oliveira, entra Roger Machado.


Fonte: Clube Atlético Mineiro
Sou fanático pelo galo e todas minhas opiniões são carregadas de parcialidade e muito influenciadas pela minha paixão quase que cega pelo Clube Atlético Mineiro. Sempre que entrava em uma roda de debates sobre o antigo técnico do Galo, mesmo sabendo se seus erros, sempre tentava influenciar meus amigos e colegas de que incentivar esse ambiente de extrema pressão sobre o técnico não beneficiaria em nada o clube na reta final de Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil. Após a definição das disputas, poderíamos pressionar, cornetar e até pedir sua saída. Contudo, antes mesmo da disputa da última partida da final, nosso presidente Daniel Nepomuceno tratou de encerrar o contrato do cara e, em menos de 10 dias, contratou talvez a grande promessa entre os novos técnicos brasileiros: Roger Machado. O cara chegou com aprovação de 70% a 80% da massa (ao menos nas pesquisas nas quais fiz e participei), cercado de elogios de ex-colegas de trabalho, jogadores e analistas táticos da imprensa nacional. Tal qual Lucas Pratto, o Galo venceu a disputa de sua contratação contra outros grandes clubes nacionais e agora é o seguinte... to fechado 100% com o Roger e não largo! Peço gentilmente que dêem tempo para que o cara possa implantar sua filosofia de jogo, que é bem diferente da que estamos acostumados a ver desde 2013. TALVEZ o time que mais chegou perto do tipo de jogo que o Roger gosta é o do Levir na Copa do Brasil de 2014. 

Diego Tardelli




Final de temporada, Atlético Mineiro e Especulações. Se colocarmos tudo na mesma cumbuca e misturarmos, ao menos nos últimos 8 anos, o nome de Diego Tardelli sempre apareceu. Entre possíveis contratações, vendas, retornos e novas saídas, o nome do ídolo atleticano sempre esteve na pauta da diretoria e, claro, esse ano não seria diferente. O cara sempre que jogou com nossa camisa mostrou raça, técnica, e muitos gols... não é por menos que poucas vezes vi tanta unanimidade na contratação de um mesmo jogador por tantos anos entre os chatos torcedores no Galo. Com a provável saída de Lucas Pratto, e pensando no retorno do Rafael Moura... penso que estamos bem servidos daquele famoso "homem de referência" lá na frente. Sendo assim, um jogador como Diego Tardelli que se movimenta por todo meio e ataque cairia bem demais em nosso elenco e seria de fundamental importância nas disputas das próximas temporadas. Mas acho que o clube chinês não vai liberar o cara com tanta facilidade. Apesar de estar a mais de 6 meses sem jogar devido ao número de atletas estrangeiros já inscritos, Tardelli tem contrato até 2019 e, lógico, não é apenas o Galo que está de olho no futebol do Dom Diego.

Topper



Muito se especulou nas gigantes Adidas e Under Armor, contudo, parece que vamos mesmo é vestir a Topper em 2017. O que estão dizendo é que a Topper cobriu todas as propostas dos concorrentes e deve assinar com o Galo pelas próximas 3 temporadas. Tem uma galera que está meio chateada com isso (confesso que torci muito pelas outras duas marcas), todavia, em 2012 (último ano que vestimos a marca) não me recordo de reclamações quanto ao fornecimento, qualidade e beleza de seus uniformes... eu particularmente adorava aquele uniforme e tomara que nos traga muita sorte em 2017 caso se confirme o acordo.


Me sigam lá no twitter: @contato_almeida

Equipe Atlético-MG: facebook | Twitter

Compartilhe isto

Posts Relacionados