Planejamento - caminho que separa rebaixamento do título

15:14:00

Planejamento é algo sempre falado por imprensa esportiva, técnicos e jogadores, principalmente no começo e final de ano, seja para o bem ou para o mal. Mais que a posição da tabela e os pontos conquistados, o planejamento feito pelos times (vale ressaltar: compatível com a estrutura que possuem) é o fator determinante para erguer a taça de campeão ou lamentar um rebaixamento - no caso são-paulino, novamente bateu na trave -.




Rogério Ceni técnico São Paulo (Foto: Igor Amorim/saopaulofc.net)
Rogério Ceni foi ao Morumbi para acertar seu contrato de técnico do São Paulo (Foto: Igor Amorim/saopaulofc.net)


O planejamento engloba vários fatores, que vão desde conseguir patrocínios e manter as contas em dia (OBRIGAÇÃO DA DIRETORIA), até reservar uma parte do caixa do clube para a contratação de jogadores em excelente condição física, caso venha por empréstimo, com pelo menos 1 ano de contrato com o clube e começando a contratá-los ainda bem antes do final dos campeonatos: sabendo que se o objetivo é o próximo ano, os clubes já precisam começar a se mexer lá para agosto, setembro no máximo (algo que há anos, o São Paulo não tem feito e aí vem a pergunta que não quer calar: por que será que os títulos não aparecem?), enquanto que se o ano já estiver vigente, sabendo que os estaduais terminam em maio, os clubes precisam começar a se mexer entre final de fevereiro e de março, afinal, mesmo que o novo reforço avance às finais com o antigo time e prolongue a data da apresentação, significa que a nova equipe dele está atenta ao mercado e não apenas parada esperando para ver o que acontece.

Falando em reforços, por enquanto confirmados o atacante Wellington Nem e o goleiro Sidão, podendo chegar o também atacante e velho conhecido da torcida tricolor Ricardo Oliveira e o volante Felipe Melo; quanto aos que já fazem parte do elenco, o volante Hudson renovou contrato até dezembro de 2019 e a diretoria estuda rescindir o contrato de Michel Bastos.


HOME - Entrevista coletiva no São Paulo - Leco (Foto: Marcello Zambrana/AGIF/LANCE!Press)
Leco é o presidente do São Paulo (Foto: Marcello Zambrana/AGIF/LANCE!Press)

Vale ressaltar novamente: o planejamento financeiro é fundamental e deve ser feito de acordo com a estrutura que o clube possui, para não comprometer o próprio orçamento - não adianta nada um clube minúsculo querer contratar jogador caro como se fosse um Real Madrid da vida e depois ficar sobrecarregado de dívidas - é rebaixamento na certa e não título e isso do planejamento financeiro vale para os grandes também: não contratem demais e cuidado com os próprios orçamentos, porque o peso da conta chega para todo mundo e aí não há desculpa.


Louvável a diretoria do São Paulo depois de quase dois anos de inércia total, ter conseguido patrocínios para o time e estar reduzindo as dívidas do clube - novamente friso que não fizeram mais que a obrigação -, agora falta a outra parte: montar elenco (outra palavra da moda) competitivo, com jogadores em excelentes condições físicas: se vierem emprestados por pelo menos 1 ano, assim como também aderirem à ideia do contrato por produtividade, podendo até comprar determinado jogador caro por salário perto do teto e o resto só será pago se o jogador realmente mostrar em campo que merece receber aquilo: ficar pagando R$ 1 milhão para jogador preguiçoso não dá certo, nem contratar de "baciada", mas sim contratar pouco para as posições certas: de que adianta ter zilhões de encostados aumentando a gigantesca folha de pagamento do clube?

Brigar para não cair não é da história são-paulina: o grandioso São Paulo Futebol Clube vive de títulos e eles estão muito em falta no Morumbi - então repensem o planejamento (olha ele aí!), saibam como fazer um 2017 melhor, porque 2016 não foi nem de longe o ano que o são-paulino esperava ter acompanhando o seu time -.

Rumo à vitória, São Paulo!

NOTA: a apresentação de Rogério Ceni como treinador para 2017 seria no último dia 29/11 às 12h, mas foi adiada - com justiça, aliás - por causa do acidente fatal envolvendo a equipe de futebol da Chapecoense e da equipe de TV da Fox Sports Brasil: por conta disso, a apresentação de Rogério Ceni como treinador está prevista para a próxima quinta-feira.



Twitter: @ManoelRocha4 @Soberano

Compartilhe isto

Bacharel em Direito, acompanha futebol desde sempre e dá seus pitacos quando é e quando não é chamado. Ama o S.P.F.C. incondicionalmente e despreza os rivais, a menos que estejam em boa fase, nesse caso, os odeia.

Posts Relacionados