Quem é o Jorge Wilstermann?

14:09:00

Não é apenas o clube da primeira transmissão de Galvão Bueno, na Rede 'Nelson' de Televisão, que resume a história do Jorge Wilstermann. A seguir, uma breve apresentação sobre o clube boliviano, rival do Palmeiras, no grupo 5 da Taça  Libertadores da América.

O Club Jorge Wilstermann é um clube de futebol boliviano. O clube pertence a cidade de Cochabamba, e atualmente disputa a Liga de Fútbol Profesional Boliviano.

Foi fundado no dia 24 de Novembro de 1949 por um grupo de trabalhadores da Lloyd Aéreo Boliviano, que queriam um time para representar a empresa. Seu primeiro nome foi San José de la Banda, e suas primeiras cores foram o azul celeste e o branco. Seu nome foi mudado posteriormente em homenagem ao primeiro piloto comercial boliviano.

Com três Torneios Nacionais, quatro Copa Simón Bolívar (Equivalentes a Copa Do Brasil), e cinco títulos do Campeonato Boliviano, o Jorge Wilstermann é considerado um time bem organizado na Bolívia.

O clube foi o primeiro representante da Bolívia na Libertadores. Recordista de participações, o Bolívar foi apenas o sexto a estrear, bem depois do Jorge. Chegou a Libertadores 2017, treinado pelo treinador peruano Roberto Mosquera, como um dos campeões da temporada (Clausura) 15/16 de seu país ao lado do Sport Boys, e não possui grandes títulos continentais.

Seu estádio, se chama Felix Capriles é um estádio de futebol localizado em Cochabamba, cidade com 2.560 metros de altitude (padrA de baixo dano físico para a prática de esportes). É a casa dos clubes Jorge Wilstermann e Aurora, ambos da cidade de Cochabamba. O estádio possui capacidade para 32.000 espectadores, e foi sede do Campeonato Sul-Americano de 1963 e da Copa América 1997, onde a Seleção Boliviana foi campeã e vice, respectivamente.

Três jogadores brasileiros atuaram no clube:
Célio Silva (Zagueiro) de 33 anos -  Atuou no clube em 2011;

Jairzinho (atacante) (Ele mesmo, o furacão da Copa do Mundo de 1970) - Atuou entre 1980 e 1981;

E o Folclórico Túlio Maravilha (Atacante) - Atuou entre 2006 e 2007.

Uma compacta e curiosa análise, sobre o Jorge Wilstermann, segundo adversário do Palmeiras, na fase de grupos da Copa Libertadores da América, em 2017.

por: Vitany Fernandes


Compartilhe isto

Posts Relacionados