Analisando a carreira de Matt Ryan, finalista do Super Bowl 51

16:07:00
 Imagem relacionada

   Matthew Thomas Ryan, mais conhecido como Matt Ryan, nasceu em 17 de maio de 1985 na Pensilvânia,EUA. Jogou no College pela  Universidade de Boston, onde jogou como Quarterback titular entre 2005 e 2007, conquistando 25 vitórias e apanas 7 derrotas. Abaixo alguns números de sua passagem por Boston College:
   Completou 807 passes tentados de 1.347 tentados, 60 % de aproveitamento nesses passes, 9.313 jardas ganhas, 56 passes para Touchdown, 37 interceptações para um Rating alto de 126,2; 58 jardas corridas e 11 TD terrestres. 
  
Resultado de imagem para matt ice college

  Sua capacidade de se movimentar no pocket, tanto lateralmente no Bootleg, tanta para trás, escapando do Pass Rush e prosseguindo  na jogada, passes altamente precisos contra o movimento do corpo. Também sua boa precisão nos passes de 60%  e os números baixos de TD lançados , apenas 56, porém 31 em sua última temporada no College o credenciavam a uma excelente posição no  Draft no ano seguinte, 2008, da NFl.
    
Imagem relacionada

Na 1 Rodada geral do Draft de 2008 , Atlanta Falcons tinha a 3 pior campanha na temporada passada e agora via a chance de conseguir seu Quarteback para o futuro, seu Fanchise Quarterback. Então escolheu Matt Ryan  com a 3 escolha geral do Draft. 
    Logo a decisão se provou acertada. Matt  liderou sua equipe a um recorde de 11 vitórias e apenas 5 derrotas. Seus Números foram 265 passes completos de 434 tentados, 61 % de precisão neles,  3440 jardas conseguidas, 16 TDs e 11 interceptações e Rating de 87,7. Esses números lhe rendeu o prêmio de Rookie of Year da NFL e a ida dos Falcons ao Wide Card visitar Arizona Cardinals. O jogo acabou 30 a 24 para os Cardinals. Nesse jogo, Ryan passou para 2 TDs, mas sofreu 2 interceptações. Uma dura derrota fora de casa para o time que viria a ser finalista do Super Bowl daquela temporada.
   
Resultado de imagem para matt ryan rookie season

   Já sem uma defesa que o apoiasse, Falcons voltariam aos Playoffs em 2010. Matt liderou seu time a uma campanha de 9-5 para ganhar sua divisão e jogou em casa do Wide Card contra os Packers, eventual campeão do Super Bowl por 48 a 21 . Mas foi selecionado para o seu primeiro Pro Bowl.
    Voltaria ao Playoffs em  2011 depois de uma campanha de 10-6 para enfrentar o New York Giants para um dura derrota por 24 a 2.
     Depois de 3 derrotas frustantes nos Playoffs, voltaria a ir depois de um recorde de 13-3 e ganhar a sua divisão para enfrentar o Seahawks em casa. Depois de uma vitória apertada por 30 a 28 , avançou a final da NFC para jogar em casa contra San Francisco 49Ers. Uma duríssima derrota no final por 28 a 24. A fama de derrotado em Playoffs se espalhava pelo universo da NFL. 
     Com uma temporada dos sonhos para Matt em 2016 depois de temporadas negativas, seus recordes pessoais  terminaram quebrados e com uma candidatura ao prêmio de MVP, além de ser do primeiro time da seleção do campeonato, a qual analisaremos posteriormente em separado, seu time avançou ao Playoffs com um recorde de 11-5. Enfrentou os Seahawks no Divisional Round de novo em casa e venceu pelo placar de 36 a 20. Matt teve 26 passes certos de 37 tentados, passou para 338 jardas e 3 TDs e depois venceu os Packers no NFC Conferece Game por 44 a 21. Matt passou para 392 jardas, teve 27 passes completados de 38, lançou 4 TDs, além de marcar um corrido para acabar com a fama de perdedor na pós-temporada e avançar para o Super Bowl LI ( 51).
    
     Números totais na carreira na temporada regular: 3.288 passes certos de 5,064 tentados, 65% de aproveitamento, 37.701 jardas  ganhas, 240 TDs, 114 interceptações, 93,6 de Rating, correndo para 5 TDs e 49 Fumbles sofridos.

Compartilhe isto

Posts Relacionados