Galo Tático #3 - Superclássico + adendo "Fred x Pratto"

14:17:00


FAAAAAAAAAAAAAAAAAAALA, CAMbada  de Atleticanos mais doidos e apaixonados do mundo! Como vão vossas senhorias? tudo bem? tem que estar, não é!?

Hoje trago o Galo Tático de nº 3, falando um pouco sobre as expectativas do Super clássico de amanhã e abordando um assunto que mexe com a cabeça do torcedor atleticano: Quem deve ser titular? Lucas Pratto ou Fred? Eu vou abordar esse assunto mais á frente, então peço paciência, pois será uma postagem LOOOOONGA, mas vai vale a pena. Lembrando que, o que eu disse em relação ao assunto "Lucas Pratto x Fred" NÃO ESTÁ BASEADO EM NENHUMA INFORMAÇÃO OFICIAL, apenas é a minha opinião. Caso discordem, comentem abaixo na postagem.

Emfim, mais um clássico João x Maria em BH, mas este nos provém uma ocasião especial: Será o 1º depois de 4 ANOS sendo disputado no Mineirão com carga total de ingressos divididas em 50% para cada clube. Como todos acompanham, a PMMG (Policia Militar de Minas Gerais) é sempre muito cautelosa (com toda a razão) com jogos relacionados á Atlético e Cruzeiro, poiso histórico de confrontos, especialmente entre as torcidas organizadas Galoucura e Mafia Azul está LONGE de ser algo á se ignorar. Há alguns anos atrás, estouravam nos noticiários cenas lamentáveis de confrontos á céu aberto e inclusive, morte de torcedores das duas organizadas, o que levou a PMMG á restringir, junto com o MP-MG (Ministério Publico de Minas Gerais) a presença das duas torcidas em clássicos. Os clássicos, desde 2012, passaram a ser disputados com mando quase totalitário do time mandante, com 90% da carga de ingressos e 10% do visitante, sendo que em algumas ocasiões, a torcida rival simplesmente não pode acompanhar o clássico na casa do rival. Já houveram clássicos entre Atlético x Cruzeiro, com mando do Atlético com 100% de atleticanos e com mando do Cruzeiro com 100% dos ingressos destinados á torcida azul. Esse será um "teste" para avaliar se há MESMO o interesse do torcedor pela manutenção da paz nos estádios. Então fica o meu recado para o Atleticano, sendo de torcida organizada ou não: Valorize essa oportunidade, não vandalize o estádio, não arrume confusão, promova a paz nas arquibancadas, que as provocações fiquem apenas na garganta, pois se alguma coisa grave acontecer, as chances de um confronto Galo x Cruzeiro acontecer novamente com torcida dividida é ZERO.0. Então, juízo a quem vai no estádio.



O panorama de Atlético x Cruzeiro:


As duas equipes começaram bem a temporada, com vitória, mostrando um bom futebol. Do Galo de Roger Machado, esperava-se uma evolução dos treinos da pré-temporada. Elas foram muito bem observadas por quem foi ao estádio: Um Galo valorizando a posse de bola, com uma formatação tática coesa, bem organizado, compacto entre suas linhas, com boa movimentação e preenchimento de espaços, além de uma marcação "obsessiva" (essa eu roubei do companheiro @Mhfernandes89 kkkk). Talvez as principais falhas da equipe na partida de estreia contra o América de TO sejam alguns problemas na transição da defesa para o meio campo (carece um pouco de treinamento) e a pouca imponência da equipe, pois pouco criou e pouco ameaçou a meta do goleiro do América-TO. São falhas que obviamente deverão ser corrigidas, além da maior intensidade em relação aos treinamentos táticos, é o que o Roger deve fazer para ajustar o Galo. Já o nosso rival mais vaidoso do Brasil (foi mal, não deu pra segurar a piada) também estreou bem e mostrou um bom futebol. Foi uma equipe que também tem uma boa organização tática e bom preenchimento de espaços, valorizava a posse de bola, mas eu observei que haviam certos problemas de recomposição defensiva e também, de criação. 



Mas então? O que podemos esperar do GALO nesse clássico?


Simples, que hajam aprimoramentos na parte física, um acerto entre os jogadores da linha defensiva enquanto á distribuição na saída de bola, principalmente pelo lado ESQUERDO aonde joga o nosso zagueirão Felipe Santana. Acho que a falta de entrosamento do Felipe com os outros jogadores foi perceptível e com treinos, isso deve melhorar, mas os jogadores precisam manter o que fizeram no jogo passado e agradou muito a pessoa que vos escreve: Os jogadores se comunicaram em campo. Se corrigiram, se orientaram. Isso mostra que há interesse e comprometimento entre as partes envolvidas para dar maior consistência a esse time, que está no CAMINHO CERTO.

Em relação á formatação tática, por enquanto, permanecerá em SEGREDO, pois Roger Machado resolver fechar os treinos desta terça feira. Uma coisa chamou a atenção e era algo que fui informado por um companheiro: Carlos Eduardo está treinando bem. Pode receber chance na equipe. Foi observado nos treinos de ontem algumas "conversas ao pé do ouvido" de Roger e Cadu, indicando ali uma possibilidade de vermos esse time alterado na sua linha de meio campo. Outro jogador que pode pedir passagem para atuar amanhã é o atacante Hyuri. O jogador entrou bem nos 15 minutos restantes do ultimo jogo, participou bem das ações ofensivas e recompôs muito bem a 1ª linha de 4, pela esquerda. Será que jogam Hyuri e Carlos Eduardo? Apenas Carlos Eduardo? É apenas uma orientação? Isso só vamos extrair do professor Roger nos últimos minutos antes da entrada da equipe em campo, amanhã. De resto, nada saberemos até as 19:30 de amanhã.

Mas como todo amante do futebol moderno e tático, vou me dar ao luxo de especular uma possibilidade de escalação para o Galo. Primeiro, Fred está fora desse clássico, pois o jogador foi expulso no confronto válido pela Primeira Liga do ano passado, contra o Atlético PR, por ter agredido o lateral direito Léo. O jogador pegou um gancho de 5 jogos e cumpre mais um jogo amanhã. Portanto, joga Lucas Pratto. De resto, não podemos esperar outra coisa á não ser a manutenção da linha defensiva, com Gabriel, Felipe Santana, Marcos Rocha e Fábio Santos. Os 2 homens da 2ª linha também devem ser os mesmos: Rafael Carioca e Yago, o melhor em campo da ultima partida (bom jogador, por sinal). As duvidas vão ser discutidas na linha de frente. Cazares e Otero poderão serão mantidos no time para o clássico, MAS, existe uma possibilidade de jogar Carlos Eduardo em alguma posição desse setor.  Já a posição de "aberto pela direita", que foi ocupada por Clayton deve ter uma disputa intensa entre Clayton, Maicosuel e Hyuri. Vamos pra planilha para tentarmos entender:




Eu imagino que o Galo que irá a campo amanhã deva preservar sua formatação tática no 4-2-3-1 inicial, variando entre 4-3-3 ofensivo e se resguardando no 4-4-2 defensivo. Ofensivamente, uma equipe equilibrada e buscando aumentar seu potencial criativo, explorando principalmente a movimentação dessa setor de intermediária, com os volantes trabalhando a transição e aproximação com os homens de frente, com Otero e Cazares sendo FUNDAMENTAIS nesse trabalho de meio campo, buscando triangulações, passes em profundidade e infiltrações dos volantes, especialmente d Yago, que chega até bem á frente, mas precisa de um pouco mais de confiança pra chegar e definir. Essa formatação que o Galo vem utilizando é ideal para LUCAS PRATTO, que deve atuar como uma espécie de "falso 9", abrindo mais pela ponta pra jogar de frente ao gol e fazendo a diagonal para o centro, buscando a conclusão da jogada, como ele gosta de jogar.



O que esperar para o clássico?


Podemos esperar uma equipe mais coesa em relação á formatação tática. É pouco tempo de um jogo pra outro, mas se os acertos forem feitos com a participação ativa dos jogadores, esses detalhes serão aprimorados. Outro detalhe é a parte física. Como se trata de um jogo "de risco", que extrai algo a mais dos jogadores, acredito que os mesmos serão exigidos em maior intensidade nesse aspecto. Então, podemos esperar uma boa evolução física.



O que não esperar para o clássico?


Novamente, toco no aspecto de qualidade de futebol. Eu não acho que o Galo deva apresentar um futebol exuberante. 


O destaque:


RÔMULO OTERO / Fonte: Bruno Cantini

Vou arriscar em outro meio campista, que, na minha opinião, terá uma participação decisiva no clássico: Rômulo Otero. Otero é um jogador pro-ativo, dinâmico, de muita qualidade na condução e na aproximação, trabalhando muito bem a posse em espaços curtos, o que será muito interessante para ultrapassar a linha defensiva de um retranqueiro bem conhecido: Mano Menezes. Além das suas jogadas individuais, podemos esperar uma recomposição da 1ª linha de 4 bem veloz, fechando pelo lado esquerdo e um jogador bem agudo pelo lado esquerdo, incomodando a defesa adversária.


Chutômetro do placar de amanhã: Essa eu vou arregar kkkkk  Eu não arrisco placares em clássicos.




Um adendo: Quem é o titular do ataque? Fred ou Lucas Pratto?


Antes de terminar esse Galo tático, eu vou tocar rapidinho no assunto "Fred x Lucas Pratto". É uma tremenda dor de cabeça (saudável) pro Roger Machado e pros atleticanos também. Há aqueles que preferem Fred pela sua qualidade acima da média de definição de jogadas. Há quem prefira Lucas Pratto pela qualidade que tem com a bola nos pés e pelo seu espirito, além do faro de gols, que também é apurado. Eu prefiro não entrar nessa briga, mas vou ser realista nesse ponto: Nessa formatação tática (4-2-3-1) que o professor Roger está implantando (aprimorando) na equipe, quem deve jogar é LUCAS PRATTO. Porque? Segue a planilha a seguir:



Ao meu ver, Pratto teria uma função de "falso 9" no esquema 4-2-3-1, atuando com mais liberdade pelas duas linhas ofensivas do Galo, buscando o jogo pelo meio, caindo pela direita ou pela esquerda. Como Lucas Pratto tem qualidade pra trafegar entre as pontas e buscar o jogo DE FRENTE para o adversário, ele poderia fazer a diagonal para o meio campo, ou até mesmo, numa jogada de linha com os laterais ou algum dos pontas, trazer a marcação dos zagueiros para sí e permitir a chegada de algum elemento surpresa na frente, para a conclusão da jogada, o que encaixa perfeitamente com esse esquema.


Agora, e o Fred? FRED, na minha opinião, também seria útil no 4-2-3-1, mas se o Galo tivesse alguém para jogar como um "3º atacante", alguém mais próximo dele. Esse alguém seria o nosso pedalada Robinho, mas como está fora de combate, não imagino que tenhamos um jogador pra dar tala auxílio ao Fred. ENQUANTO ROBINHO ESTIVER FORA DE COMBATE, eu imagino que o Fred não se encaixaria em outro esquema que não seja o 4-1-4-1. Vou demonstrar abaixo:


Ao meu ver, Fred teria uma função clássica de centroavante, muito mais interessante no 4-1-4-1, pois ele poderia contar com uma maior capacidade criativa da linha de 4 jogadores, trabalhando com pivô e triangulações com os jogadores de meio campo, pois isso facilitaria seu estilo de jogo, em receber a bola DE COSTAS para o marcador, imediatamente se antecipando á ele na sua linha de marcação, chegando a frente e tendo apenas a definição da jogada. 


Qual a conclusão que chego dessa análise? Simples: O Galo do 4-2-3-1 é projetado para o Lucas Pratto jogar. Caso se mantenha o esquema e o Fred seja o preferido por Roger, seria necessário uma adaptação do esquema com alguma peça que atuasse mais a frente, sem nenhuma preocupação defensiva, para trabalhar flutuando pelos lados. Essa peça seria Robinho. O time do Galo até treinou assim durante toda a pré-temporada, mas quis a CBF e seu jogo "da amizade" atrapalhar os planos do professor Roger. Fred só terá utilidade, sem Robinho, no 4-1-4-1. Vejo o Pratto mais versátil do que ele nesse momento, portanto, seria a minha escolha como titular NESSE MOMENTO. Mas falar de qualidade de futebol, eu me retiro dessa. Acho os dois igualmente monstros.


Então é isso, amigos do Galo, vou me despedindo mais uma vez, espero que tenham gostado desse LONGO Galo Tático de hoje, julguei necessário fazer um adendo bem rápido sobre "Fred X Pratto". Digam ai se concordam ou não. Um abraço a todos e bom clássico á quem for amanhã, e lembrem-se: Rivalidade, só dentro do campo. Fora dele, voltamos a ser seres humanos. 




#UNIDOSSOMOSFORTES #TODOSPORUMIDEAL #EUACREDITO #AQUIÉGALO #NÃOÉMILAGREÉATLETICOMINEIRO #VAIPRACIMADELESGALO 




Me sigam lá no Twitter, galera: @lsilveiralg 

Compartilhe isto

Posts Relacionados

1 comentários:

Write comentários