Ousadia e... Felipe Melo alegria!

13:31:00

O ousado e agora palmeirense, Felipe Melo, foi apresentado na tarde desta terça-feira (17), na sala de imprensa da Academia de Futebol do Palmeiras. O atleta de 33 anos foi franco, e expôs a verdade nua e crua, na cara de todos. Algo raro no futebol

Questionado sobre sua agressividade, o novo camisa 30 do Verdão não titubiou e respondeu de forma direta:

"Vi muitos programas que, em vez de passar lances legais, mostravam expulsões de 2010. Ninguém mostrou o passe do Felipe Melo para o Robinho (na Seleção), o título pelo Fenerbahce, os momentos bons. Deixaram para o torcedor do Palmeiras lembrar dos momentos legais, que o Felipe Melo não é só porrada, é técnica, também. Se tiver que dar porrada, vou dar porrada. Se tiver que jogar no Uruguai e dar tapa na cara de uruguaio, eu vou dar. Lógico que com responsabilidade, porque não quero deixar o time com menos um."

Ainda incomodado com as alfinetas de volante-brucutu-descontrolado, dadas por parte da imprensa, FM30 afirmou:

"Acho que essa situação foi criada por vocês da imprensa, de que o Felipe Melo é maldoso, expulso todo jogo. Se não me engano minha média de cartões amarelos é menor que a do Gabriel Jesus no Palmeiras, se não me engano tomo menos vermelhos do que o Fernandinho da Seleção Brasileira - acrescentou. Elogiado pelo diretor de futebol Alexandre Mattos, o reforço retribuiu ao exaltar a forma como o Verdão negociou com ele. A postura da diretoria alviverde o motivou a escolher o atual campeão brasileiro em vez do São Paulo, a outra equipe que o procurou no fim da temporada passada. - Eu, graças a Deus, por onde passei me adaptei muito rápido. Estou voltando para minha Pátria Amada Palmeiras. É minha casa, não tem jeito. A gente veste verde, fala porco. Me sinto em casa. O Mattos falou uma situação muito importante: vão chegar momentos de adversidade e a gente tem que estar preparado."

Ao citar sobre outros clubes, Melo foi bem transparente, e cornetou (com razão), um dirigente do time do 'Chorinho sem hepta':

"Fui procurado pelo São Paulo. Agradeço pelo tratamento profissional do Marco Aurélio Cunha, e pelo seu respeito. Mas a forma como o Palmeiras negociou comigo, foi muito profissional. Estou acostumado a trabalhar com profissionais, e como a negociação ocorreu, com sigilo e sem deixar vaza nada, foi o que ajudou. Aproveitando, vou falar apenas uma vez sobre sobre Flamengo. Que me fez uma sondagem apenas uma vez, numa época em que eu não poderia sair. E foi só. Nada de oferta concreta, ou salário de R$1.000.000,00. Teve até um vice presidente que ... perdão pelo termo, me chamou de puta. Ele é um comediante, mas dirigente de futebol, ele não pode ser.

Felipe ainda salientou sobre. a grandeza do Palmeiras, e deixou claro que agora, ele lutará com unhas e dentes, pelo Palmeiras:

"Hoje o clube que bota comida na mesa da minha casa, é o Palmeiras. Sou Flamenguista, mas o clube que irei lutar, dar a vida, chorar, rir, comemorar, é o Palmeiras. Minha seleção é o Palmeiras. Volto para meu país pois minha pátria é o Brasil, e defendo a pátria amada Palmeiras. Estou no clube com grande história, num elenco que fez história. Quero fazer minha história aqui. E estou no clube a ser batido no Brasil.

Isso foi uma amostra do que virá pela frente. Tudo indica que com cabeça no lugar, Felipe será um dos pilares, para o Palmeiras seguir na toada aguerrida e vencedora, em 2017.

*Foto: Reprodução/ Facebook Sociedade Esportiva Palmeiras

por: Leonardo Bueno

Compartilhe isto

Posts Relacionados