Profeta Divino? Moisés é o novo camisa 10!

09:35:00

Filho de boleiro, sangue de goleiro,garoto mineiro. Moisés no Palmeiras, possui uma baita história de vida até realizar o seu sonho, e de milhares de garotos. No qual  é vestir a tão sonhada camisa 10 do Palmeiras, que já foi de diversos craques como Ademir Da Guia, Alex, Djalminha e etc.

Mineiro nascido em Belo Horizonte no dia 17 de março de 1988, hoje aos 28 anos vive seu melhor momento na carreira, filho de goleiro da Várzea, e irmão de goleiro profissional, o nosso maestro têm sangue de goleiro.
Porém, ele é bom mesmo com a bola no pé.

Moisés é um rapaz de uma história digna de filme. M10 começou no América- MG, e passou por diversos times até que foi para a Croácia, onde o rapaz com nome que podemos considerar divino quase virou Croata, por sonhar em jogar em uma seleção, e sabendo que dificilmente lá seria convocado para a Brasileira. E faltando um ano para poder virar croata, Moises recebe uma ligação com um diretor dizendo "Você está pronto para ser campeão?". Não pensando duas vezes, o nosso agora camisa 10, largou o frio da Europa e veio para a nossa selva de pedra, em São Paulo. Topou  jogar no maior campeão nacional.

Chegou sem esperanças da torcida, que não conhecia muito o seu futebol. Ainda julgado por muitos, por ter se lesionado, e taxado como mais um que iria chegar para ficar no DM, nos conquistou fácil e foi para a galera em lances bonitos, gols contra rival, com muita vontade em campo e comprometimento com a camisa do Verdão mais querido do Brasil e principalmente por ser um dos principais jogadores do Enea Campeonato Brasileiro. Título que virou tatuagem no braço do jogador.

Hoje nosso profeta é um dos melhores meias do Brasil, estando na seleção do Campeonato Brasileiro,  com muito jornalistas dizendo até, que foi o melhor jogador do campeonato, e que merece vestir a camisa da Seleção Canarinho.

O principal jogador do famoso "CucaBol" fez 34 jogos no campeonato brasileiro, marcando trêa gols, e com duas assistências, o meia ajudou o Verdão a  vencer vinte uma vezes, empatou oito e teve apenas cinco derrotas. O meia atuou 2582 minutos na campanha do Enea, e recebeu 6 cartões amarelos, sem nenhuma expulsão. Também  roubou 57 vezes a bola durante o campeonato, finalizou 21 vezes ao gol, e sofreu 51 faltas.

Na minha opinião a camisa 10 está muito bem servida com o nosso maestro do enea, que Moises abra o caminho da Libertadores e de todos os outros títulos disputados em 2017 como abriu o do Brasileirão 2016.

Estamos juntos com vocês rumo aos títulos, meu Palmeiras!

por: Pablo Novelli

Compartilhe isto

Posts Relacionados