Felipe Melo: polêmica, raça e humildade

14:26:00

Polêmico, cheio de raça, descontrolado, mas também humilde. O jogador Felipe Melo é taxado por inúmeros adjetivos ruins – colocados pela mídia, já que o jogador sofre uma perseguição pelos jornalistas e "bobões" desde a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.

No último domingo o volante do Palmeiras se envolveu em duas polêmicas: a primeira, durante o jogo contra o Botafogo-SP, pela primeira rodada do Campeonato Paulista; já a segunda, com o ex-jogador Neto.

Após o desarme da jogada criada pelo lateral do Botafogo-SP, Samuel Santos, Felipe gritou (comemorando) na cara do jogador. Apesar das provocações, segundo a matéria publicada pelo portal UOL, Samuel disse que o volante do Palmeiras o chamou para pedir desculpas ao final da partida.

“Ele se mostrou ser muito humilde também, por me chamar e me dar um abraco”, disse o lateral do Botafogo-SP.

Essa não foi a única dividida protagonizada por Samuel e Felipe. Os jogadores disputaram a bola desde o começo da partida. Em uma delas, o volante do Palmeiras parou um ataque do time do interior com um chute na pola para a lateral. Por conta da excesso de raca na jogada, o lateral do Botafogo foi obrigado a pular. Sobre isso, Samuel disse: “Eu jamais iria dividir uma bola com o Felipe Melo, está maluco? Imagina dividir uma bola com esse homem (risos). Eu pulei e disse que ia dar uma caneta nele. Ali é coisa de jogo normal, nenhum momento ele foi desleal, me tratou mal. É o jeito dele, ele sabe vender a imagem dele, tanto que quando ele foi ali dar um grito no meu ouvido a torcida foi à loucura.”

Sobre esse assunto, já está tudo resolvido. Agora, com o ex-jogador Neto, a situação foi mais engracada, mas não ninguém sabe se vai ficar tudo bem entre eles. Após a partida, já na zona mista do Allianz Parque, em uma entrevista concedida ao programa da Band, Terceiro Tempo, Felipe Melo resolveu desabafar. Após o repórter perguntar: “Se tiver que chegar firme, tem que chegar?” Felipe respondeu: “ Vocês querem muita polêmica. Principalmente vocês da Band. O Neto fala muita besteira: o Felipe Melo isso, o Felipe Melo aquilo. Neto, vou falar uma coisa pra você: você e um bobão. Quando eu falei em dar tapa na cara, eu já me desculpei com todo mundo. Eu posso ter exagerado no momento. Quem nunca errou, que atire a primeira pedra. Eu não quero mais polêmica com ninguém”.

Em seguida, Neto respondeu: “ Não quero dar resposta nenhuma […] Mas pra mim ele e um jogador de comum pra medíocre”.

O nosso volante ousado tem gana por defender as cores que veste. Isso ficou provado já na coletiva de imprensa quando o jogador foi apresentado. Ele é  um jogador que, se puder, vai morrer pelo Palmeiras, sem pensar duas vezes. Pode haver um excesso de raça? Claro que há, mas é bem melhor esse excesso de raça do que ter no elenco um jogador sem vontade alguma de ajudar o time.

Ao contrário de que pensam, o Felipe – pra mim – é o oposto do jogador moderno. Pra que comemorar um gol, se você pode lutar e comemorar por cada desarme? Esse é o Felipe. Ele é diferente desses jogadores que só pensam em ganhar dinheiro fazendo propagandas, mas não jogando. Não critico os atletas que fazem dinheiro com publicidade, como Cristiano Ronaldo, Messi, Neymar, entre outros. Eles merecem porque, mesmo sendo os queridinhos da mídia e da publicidade, colocam o futebol em primeiro lugar, lutam dentro de campo – diferente do Alexandre Pato, que prefere aparecer nas capas de revistas a jornais esportivos. Mas, o que eu quero dizer é que o Felipe não precisa ser paparicado pelos conhecedores de futebol para ter sucesso no Palmeiras. Falando como torcedor: “nunca precisamos de mídia para ganhar títulos, mas de raca. E isso o Felipe Melo tem de sobra”.

E NÃO SE ESQUEÇA: O BAGULHO É DOIDO. FELIPE MELO: PITBULL, CACHORRO LOUCO!

Por: Paulo Junior.

Foto: Agência Palmeiras/ Lance!

Compartilhe isto

Sou Paulo Junior, paulistano, ex-estagiário da Band FM São Paulo e jogador profissional de futebol amador.

Posts Relacionados