Inter segue sem vencer e pode adentrar no Z2

12:39:00
É isso mesmo que você leu torcedor colorado. Ainda não vencemos no Gauchão, e caso o Ypiranga de Erechim vença sua partida, adentraremos no Z2 (zona do rebaixamento). 

Na noite de ontem, 11 de fevereiro, diante de 9 mil torcedores presentes no Estádio Beira-Rio, empatamos em 1 a 1 com um organizado time do Caxias treinado por Luís Carlos Winck, ex jogador colorado. A primeira etapa começou bem truncada, ambos os times abdicaram de atacar, priorizaram a forte marcação que ocasionou poucas chances de gol. Pelo lado colorado, Anselmo, em um chute de longe, deu o primeiro chute. Quando você vê que Anselmo foi quem ocasionou a melhor chance de gol do seu time, é porque a coisa está feia. E para completar, Wagner, jogador do Caxias, se envolveu em uma confusão com D'Alessandro e saiu falando bobagens, do tipo, que o Beira-Rio é o salão de festas dele, e que o argentino nunca o venceu. Porém, não falou que ele também nunca venceu no estádio colorado, apenas empatou e ainda foi eliminado nos pênaltis. Por favor, Wagner, se apareça jogando futebol, não falando inverdades. Virou piada o camisa 10 caxiense.
Foto: Site do Internacional

Na segunda etapa Anselmo saiu e deu lugar a Carlinhos, promovendo a mesma alteração feita na quarta passada. O time deu uma razoável melhora. Em seguida, Carlos estreou no lugar de Valdívia, e quase mostrou seu cartão de boas vindas com um belo voleio, uma pena que não entrou. Quando a partida se encaminhava em 0x0, Uendel recebeu de Roberson,e cruzou para D'Alessandro, que de perna direita pegou de primeira marcando o gol colorado. Porém, não deu tempo de comemorar, pois novamente em contra-ataque (já está virando rotina levar gol deste jeito), Reis se aproveitou da falha da zaga empatando para o Caxias e dando números finais a partida.

Péssimo resultado para nós que não vencemos ainda no estadual. A diretoria tem que começar a se mexer. Precisamos de jogadores a altura do Inter. Tem que investir. Este papo de que nunca tem dinheiro e que os atletas não querem disputar a B é balela. O que não falta no mercado são investidores e patrocínios para ajudar, basta correr atrás. 

E se fizer um bom planejamento para apresentar aos bons jogadores, eles aceitarão vir sim. Uendel e Carlinhos aceitaram, por exemplo. Então, diretoria. Menos discurso, e mais agilidade. Precisamos de um zagueiro incontestável, um volante do estilo Aránguiz, um ou dois meias e um matador. Ou contratem, ou veremos 2016 se repetir, aliás já está se repetindo.

Contratações já. Menos discursos!

Quarta-feira estrearemos fora de casa, contra o Princesa de Solimões pela Copa do Brasil, e eu sinceramente não sei o que esperar. Tendo em vista que nossa última vitória fora foi em maio do ano passado, e atualmente nem em casa estamos incomodando o adversário. Seja o que Deus quiser, e que ele queira uma vitória Colorada!

Walter de Souza

Compartilhe isto

Posts Relacionados

2 comentários

Write comentários