O QUE DANIEL NEPOMUCENO QUER PARA O ATLÉTICO

16:34:00

Imagen/AltéticoVQTTV


O Atlético tem por sua característica ser uma equipe que apresenta jogo rápido com jogadas envolventes entre atacantes e laterais, assim foi o Galo nesses últimos anos, jogadores com características de velocidades culminado com habilidades, Bernard, Tardelli, Luan, Fernandinho, Maicosuel, esses eram o perfil de atletas que a diretoria passada comandada pelo presidente Alexandre Kalil buscava contratar para não perder a característica da equipe.

A gestão do Kalil encerrou no fim de 2014, e seu sucessor então o atual vice-presidente Daniel Nepomuceno assumiu a presidência em eleição de chapa única. Se pararmos para analisar, notamos que a mudança da diretoria, mesmo que 90% dos que a integravam participa da atual diretoria, implicou na mudança comportamental da equipe em campo, devido às contratações de atletas que o Daniel (presidente) vem fazendo, quanto à característica dos treinadores e é de treinadores que vamos falar.

Treinadores/Técnicos

Com a saída do Levi Culpi no fim da temporada 2015, Daniel Nepomuceno optou por contratar Diego Aguirre, ali já daria para entender como o presidente gostaria de ver o Atlético jogando, ele demitiu o Levi e contratou o Diego Aguirre, características técnicas bem distintas.

Levi implantou seu esquema tático agressivo às vezes jogando com um volante em campo, ganhou a Recopa e a Copa do Brasil jogando um futebol muito ofensivo. Em 2015 ele deu continuidade ao trabalho apresentando um futebol muito vistoso de assistir, havia comentários que era o melhor futebol apresentado do Brasil, porém, a equipe não apresentava confiança defensiva e nisso, São Victor teve que buscar a bola nas redes por 46 vezes, devido a esse desiquilíbrio acabamos ficando em 2º lugar no Brasileirão.

A chegada do Diego Aguirre representara um otimismo muito grande em seu trabalho, principalmente na compactação da equipe e assim foi feito, houve evolução no sistema defensivo, mas como toda mudança exige tempo, paciência e no caso mudar a forma de jogo, essa ultima citada, a torcida não foi conivente, pois exigia um time seguro defensivamente e fulminante como o time de 2013, que ate houve jogos assim, quem se lembra de Atlético x Colo Colo pode ver uma ótima atuação do Galo, Cazares jogou barbaridade naquele dia.
 A situação de Diego Aguirre começou a ficar problemática com a perda do Campeonato Mineiro e a eliminação da Copa Libertadora para o São Paulo, pois fim no trabalho que vinha sendo evolutivo.

Eu penso hoje com a contratação do Roger Machado, vejo que a contratação do Marcelo Oliveira foi movida mais pelo coração do que por método da filosofia que o Daniel quer no Atlético: FUTEBOL MODERNO.

Marcelo Oliveira “o bom filho a casa torna” eu falava isso explodindo de alegrias e otimismo de o ver vencendo no comando do Galo, mas o que nós vimos foi um time com grandes jogadores e pouquíssima proposta de futebol moderno apresentado, foram 89 gols sofridos na temporada, uma lástima.

 Então com a saída de Roger do Grêmio que, em tese de futebol moderno foi o time que melhor apresentou este conceito em 2016, Daniel estava convicto que não continuaria com o Marcelo em 2017 e seu desejo seria o Roger Machado.
Roger começa sua era no Galo envolvido de otimismo e confiança como foi com Diego Aguirre, suas propostas de futebol são semelhantes, hoje Diego Aguirre esta fazendo um grande trabalho no San Lorenzo da Argentina poderia ser aqui né.

Roger tem um grande elenco nas mãos, um pouco desequilibrado nas posições, mas a diretoria esta trabalhando para contratara nomes certos como foi a do Elias para a “volancia”.

A grande questão é o torcedor ter paciência e acreditar no trabalho que está sendo feito, podemos não ganhar o primeiro clássico ou não sermos campeões mineiro, pois a mudança é radical dentro de campo, e se tiver tempo para que esta equipe se ajuste nas ideias do Roger, venceremos grandes títulos, o ano e longo e não é da noite para o dia que tudo muda.


Tenhamos paciência torcedor! Ou teremos mais uma oportunidade de evolução indo embora do Atlético.

Compartilhe isto

Posts Relacionados