A VOLTA... MERCEDES POLE FERRARI GANHANDO E MASSA EM 6°

00:31:00
     O GP da Austrália deu a largada para a temporada 2017 de Fórmula 1. Após meses de espera, os fãs puderam ver uma nova categoria, repleta de novidades no regulamento com carros maiores, robustos, pesados e com maior carga de pressão aerodinâmica, como também os carros mais rápidos da história e nas curvas.
     A corrida mostrou de certa forma a dificuldade que os pilotos irão ter: As ultrapassagens. Pelo que foi visto, apenas cinco delas foram realizadas. Vale ressaltar que também os carros deixaram a pista estreita e como Melbourne é um circuito de rua, era nítida a dificuldade. Lewis Hamilton fez a pole, seguido de Sebastian Vettel e Valtteri Bottas, seu novo companheiro de Mercedes. Na largada, O inglês conseguiu segurar a pressão do alemão, que viu Bottas quase lhe ultrapassar antes da primeira curva, porém conseguiu se sustentar. Dali pra frente, a Ferrari andava colada nas flechas de prata, não dando sossego um minuto, mas a dificuldade para chegar no carro da frente era visível, pois quando se aproximava, devido a falta da carga de pressão aerodinâmica excessiva, dava uma turbulência, culminando numa rápida perda de ritmo e de contato. A corrida foi decidida na parada dos boxes, onde Lewis Hamilton parou mais cedo do que era esperado, enquanto Vettel ficou mais voltas na pista para tentar abrir uma certa vantagem, para ganhar a posição nos boxes. A estratégia deu certo. Vettel parou e voltou a frente, tendo Verstappen entre ele e Hamilton, que teve de esperar o holandês parar, porque não conseguia ultrapassar na pista. Massa e Raikkonen tiveram uma corrida discreta, sem grandes problemas, apenas administrando, dentro do limite máximo que poderiam tirar do carro. A única decepção ficou por conta de Daniel Ricciardo, que teve problemas todo o fim de semana e teve de abandonar a prova. Assim, Vettel foi administrando e cruzou a linha de chegada, colocando 10 s de vantagem sobre o inglês, que quase foi ultrapassado por Valtteri Bottas, que vinha num ritmo impressionante, tirando segundos volta a volta, porém perdia contato por causa da turbulência aerodinâmica. As Mercedes chegaram praticamente juntas para completar o pódio. Para os fãs, trouxe um ar de preocupação e ao mesmo tempo de alívio, porque as flechas de prata não venceram. Vettel então, assume a ponta do campeonato, mostrando que sim, está mais forte e mais vivo do que nunca para conquistar o pentacampeonato. Hamilton também está na páreo, buscando o tetra.
             Daqui a duas semanas, o circo da F1 volta suas atenções para o GP da China, em Xangai, dia 9 de Abril, onde teremos mais emoções e mais disputas, pois o campeonato promete e muito.

                                          Vettel levantando o trófeu de vencedor do GP da Austrália. Fonte: MotorSport
   

Compartilhe isto

Posts Relacionados